Vombate australiana morre de depressão

Vombate australiano

Dizem que fomos criados para amar e sermos amados, tanto nós como os animais. Por isso, quando nos privam do amor ou da oportunidade de amar, podemos nos sentir muito mal. Este foi o caso de Tonka, uma Vombate australiana que teve sérios problemas quando foi privada de amor.

Você já ouviu falar do Vombate australiano? Contaremos um pouco sobre este animal.

Características do Vombate

O Vombate é um estranho marsupial, e dizemos estranho para nos referir a pouco comum, pois não há muitos de sua espécie. Têm a aparência de um urso musculoso de tamanho pequeno e com as patas muito curtas.

Alimentam-se de ervas e raízes e têm uns dentes afiados que lhes permitem, juntamente com suas grandes garras, cavar profundas tocas para se protegerem. São animais principalmente noturnos, mas em algumas ocasiões podem ser vistos durante o dia. Uma curiosidade que caracteriza os Vombates é que eles vivem mais do que qualquer outro marsupial, ao redor de 20 anos.

Agora que já apresentamos a espécie, falaremos de Tonka, a Vombate australiana cuja história queremos que você conheça.

A história de Tonka, uma Vombate australiana

Vombate-australiano-2

Tonka, uma Vombate australiana, foi resgatado da bolsa de sua mãe quando ela foi atropelada. É possível que você tenha lido essa história há alguns anos na Internet. Foi algo excepcional, pois apesar de sua mãe ter sido atropelada e morrido, Tonka pôde ser resgatada e mantida com vida.

Depois disso, ela passou a viver no Santuário de Billabong, em Queensland, uma reserva ambiental mantida por guardas florestais. Assim que Tonka chegou ela já passou a formar parte da família, brincava com os guardas, comia com eles e até assistia televisão junto dos oficiais!

Ela adorava dormir com um ursinho de pelúcia, presente de seus novos pais, e adorava que lhe acariciassem a barriga. Tinha todo um parque natural para viver, um habitat natural onde podia ser ela mesma, já que estava protegida.

Era um parque aberto aos turistas, dos quais Tonka gostava muito. Ela adorava que lhe bajulassem, que a acariciassem, que fizessem mimos e até dormia nos braços de algum deles. Possivelmente o fato de ter perdido sua mamãe sendo tão pequena, lhe trouxe a necessidade de ter afeto, algo que os turistas supriam.

Uma mudança radical

Tudo parecia um conto de fadas para a Vombate australiana, até que, em 2011, o famoso ciclone tropical Yasi atingiu Queenslad, deixando a região virtualmente destruída, especialmente a área onde vivia Tonka. Isto provocou o fechamento do parque por algumas semanas, privando Tonka do amor e do calor humano que os turistas lhe davam.

Ao ter esta dramática mudança em sua vida, a Vombate australiana parou de comer e quase de beber por várias semanas, entrando em uma depressão que acabou por trazer mais problemas.

A Vombate quase não comia já fazia dez semanas, até que, depois, o parque foi reaberto, e de novo os turistas começaram a chegar. Porém, já era tarde. Tonka nunca voltou a ser a mesma. Depois de tanto tempo sem comer e deprimida, acabou tendo danos renais fortes que não puderam ser curados.

Segundo os responsáveis pelo parque, perder os mimos foi o detonador que causou este mal a Tonka. Ela tinha uma enfermidade renal irreversível que a fez ter que ser sacrificada em meados de junho deste ano, com 7 anos de idade. Uma história com um feliz começo e um final trágico.

Parece que o animal não nasceu destinado a ser feliz e nem a ter uma vida fácil.

Muitos dos turistas que estiveram no parque reconheceram que o melhor do parque era, sem dúvida, a Vombate e alguns inclusive deixaram comentários de homenagem a ela nas redes sociais, como este: “Nunca esquecerei seu gracioso rebolado. Obrigado por seu amor. Descanse em paz“.