10 coisas que podem envenenar seu cão. Tenha cuidado!

envenenar

O cão é um animal curioso por natureza e para ele é normal em muitas ocasiões arriscar a própria vida por algo que lhe chame a atenção. Devemos levar em conta que os cães utilizam a boca para avaliar tudo o que vão encontrando e que algumas substâncias podem envenená-los.

O chocolate pode envenenar o seu cão

Embora seja delicioso para nós, não é um bom alimento para darmos aos nossos amigos cães. O chocolate tem uma substância denominada teobromina, um alcaloide que é obtido da planta de cacau e que estimula o sistema nervoso central, causa bronco-dilatação e tem diversos efeitos cardiovasculares. Os cães não podem eliminar a teobromina com facilidade e, portanto, ela se transforma em um agente tóxico para eles.

envenenar

Esta substância pode ser perigosa ainda que em pequenas doses. Diz-se que apenas uma porção mínima de certos produtos associados ao chocolate podem ser letais para o nosso amigo.

Entre os diversos tipos de chocolate, o amargo é o que mais contém teobromina, muito mais que o chocolate ao leite.

Entre os sinais de envenenamento por chocolate estão: diarreia, vômitos, incontinência urinária, aumento do ritmo cardíaco, aumento da frequência respiratória, tremores e espasmos.

Há um produto similar ao chocolate, mas muito menos prejudicial, que os cães são capazes de assimilar bem: a alfarroba. Além da boa assimilação, a alfarroba tem diversas propriedades benéficas para o nosso cão, como a regularização do trânsito intestinal, o retardo do envelhecimento do animal, aumento do nível de  energia, benefícios para a visão e a melhora da memória.

Paracetamol e calmantes também podem envenenar

O paracetamol, benéfico para nós, humanos, é altamente prejudicial para os nossos cães. Este analgésico prejudicará o fígado e os glóbulos vermelhos do cão. A consequência é que um cão envenenado por paracetamol pode morrer por necrose hepática. Uma dose pequena do produto já pode ser muito danosa para o nosso animal de estimação. Alguns especialistas asseguram que dois comprimidos do medicamento já são suficientes para matar o animal.

Detergentes e amaciantes de roupas

Os detergentes e os amaciantes de roupas podem ser muito tóxicos se nosso cão os ingerir de alguma maneira. Os amaciantes são mais perigosos ainda, porque contêm substâncias catiônicas. Entre os sintomas de envenenamento está a hipersalivação (baba), letargia, vômitos, queimaduras na boca, convulsões, choque e coma.

Enxaguante bucal

Determinados enxaguantes bucais têm entre seus componentes o ácido bórico, muito tóxico para os cães. Outros produtos para o lar com esta substância são os usados para a limpeza de óculos e lentes de contato, assim como os que se utilizam para higienizar as dentaduras.

Anticoagulantes

Trata-se de um elemento de alto risco para os animais de estimação. Anualmente, muitos cães morrem vítimas de envenenamento por anticoagulante. Este tipo de substância tem um aroma e um sabor que agrada aos cães, e não é difícil que eles queiram prová-la. Entretanto, o etilenoglicol presente nestes produtos afetará seriamente à função renal de nosso animal e ele terá graves reações, como convulsões, vômitos e a letargia.

Branqueadores de roupa

De forma parecida com os detergentes e os amaciantes, os branqueadores de roupa contêm cloro e são altamente tóxicos para os nossos amigos. Entre os sintomas que podem causar estão os vômitos, a salivação intensa e dor abdominal.

Sementes de frutas

As sementes e caroços de alguns frutos são muito perigosas para os cães, com a possibilidade de obstruir o trato respiratório desses animais (engasgo). Em outros casos, são tóxicas para seu organismo.

Na evolução dos cães, eles ainda não conseguiram se adaptar a uma alimentação com sementes, por isso seu sistema digestivo não processa como deveria estes alimentos.

Plantas ornamentais

envenenar

De forma parecida com as sementes, algumas plantas ornamentais são tóxicas para os cães e também para outros animais de estimação domésticos. Os sintomas causados pelo envenenamento por estes vegetais serão muito diferentes segundo a espécie ingerida, mas em geral incluem vômitos e efeitos sobre o sistema nervoso central.

Entre as plantas tóxicas estão: tomate, espinafre, azaleia, açafrão do outono, abacate (folhas), adelfa (oleandro), erva de São Cristóvão, dulcamara, beladona, dedaleira, cicuta, cicuta aquática, teixo, mamona e lírio do vale.

Ibuprofeno

Seu efeito é similar ao paracetamol nos cães. Este excelente anti-inflamatório, que tantos benefícios traz aos humanos, é altamente tóxico para os cães em dose que supere os 5 miligramas por quilograma de peso corporal. Desta forma, um comprimido de ibuprofeno para adultos (600 miligramas) seria mortal para um cão pequeno.

Antidepressivos

Há muitos medicamentos que os humanos utilizam com fins antidepressivos, mas que podem envenenar o cão e que afetarão seriamente o sistema nervoso dele, a sua saúde renal e hepática.