10 conselhos para controlar o apetite sexual de seu cão

apetite sexual

Todos conhecemos o efeito que uma cadela no cio causa nos machos que vivem perto dela, ou com que cruzam na rua, etc. A quantidade de problemas e situações indesejadas que podem ocorrer são muito variadas. Mas há alguma forma de controlar o apetite sexual de nossos cães?

1. Castração

É uma das soluções mais recorridas. Nela, extirpam-se os testículos, onde se fabrica a testosterona, causadora do instinto sexual nos cães. Porém, depois de realizada, o cão continuará se sentindo atraído pelas fêmeas e pelo cheiro que elas exalam durante o cio, com a diferença de que agora o animal terá muito menor vigor sexual, não deixará prenha nenhuma cadela e não terá cistos em seus testículos.

Para que este método seja eficaz, o ideal é que se realize antes de um ano de idade, para que o cão não tenha tido contato com fêmeas e possa se controlar mais facilmente.

2. A utilização de coleira

cão-com-correia

Um cão que vai ao parque ou a qualquer outro local, deve ser conduzido em uma coleira, e só em situações muito concretas o soltaremos. O objetivo principal é que ele não saia correndo atrás de alguma fêmea. Se estiver solto, provavelmente a atração será tão forte que ele pode não obedecer a nossas ordens para que pare.

3. Educação para evitar o apetite sexual excessivo

O cão deve ser educado em certos comportamentos. Um bom adestramento em alguns comandos é muito importante. Por exemplo: quieto, pare, sente-se, vamos, vem. Embora estes comandos não garantam cem por cento de controle sobre o cão, quando há por perto uma fêmea no cio, eles reduzirão seu comportamento.

4. Nem todas as fêmeas servem

Embora o cheiro dos feromônios que as cadelas exalam seja o causador do desejo sexual dos cães, foi comprovado que, apesar da ‘vontade’ de cruzar, um cão, assim como outros mamíferos, escolhe a fêmea com a qual quer estar, quer dizer, tem suas próprias preferências, apesar do instinto com todas.

5. Evite cadelas no cio e altere o itinerário

Se você não confia que os donos da cadela que está no cio irão controlar a fêmea, é muito efetivo sair em uma hora diferente, assim como modificar o itinerário de nossas saídas com o nosso cão. Ir a outros parques ou mudar o percurso do passeio, para não topar com uma fêmea no cio, são formas de evitar escapadas e o nervosismo do nosso amigo.

6. A ‘adolescência’ dos filhotes

No caso dos filhotes, quando estes chegarem à puberdade, os donos têm que estar preparados, sejam seus pets machos ou fêmeas, porque amadurecerão sexualmente em ambos os casos. A maioria das ninhadas não desejadas ocorre na puberdade dos animais. Nesta etapa, o desejo sexual pode ser tão acentuado que o filhote será capaz de escapar de sua casa para poder saciar seu desejo sexual.

7. A fase do “montar”. Adestramento

A maioria dos cães machos tenta “montar” na perna ou no braço de seus donos. Nesse momento você terá que adestrar seu comportamento. Diremos de forma contundente “NÃO” e lhe aplicaremos algum castigo para que ele compreenda que essa ação não é adequada.

8. Exercícios físicos

exercicio-cão

Se o animal estiver em um momento em que precisa de estímulos físicos, temos que nos assegurar de que ele faça bastante exercício. Em geral, esta prática diária moderará o apetite sexual de nosso cão macho se ele estiver perto de alguma fêmea no cio.

9.   Um esguicho de água oportuno

Além de nas pernas ou nos braços de seu dono, um filhote que entra na puberdade tentará montar em determinados objetos, como almofadas, poltronas, etc. Nesses momentos, quando o cão se lançar sobre o objeto, você terá que lhe dizer “FORA”, e imediatamente lhe borrifar um jato de água (utilizando uma pistola de água ou um pulverizador).

A impressão recebida o desconcertará e ele abandonará sua ação. Depois mostraremos indiferença por alguns minutos e, passado algum tempo, brincaremos com ele ou lhe levaremos para passear, para que ele satisfaça sua necessidade de movimento.

10.  Medicamentos

Não é saudável para o nosso cão ingerir qualquer tipo de medicamento que reduza seu apetite sexual. Se percebermos que o problema é acentuado, o melhor é visitar o veterinário.