10 lições de vida que podemos aprender com os cães

Lições de vida que aprendemos com os cães

Você já chegou a pensar em tudo o que podemos aprender com os cães? Nós nos preocupamos em adestrar e socializar nossos animais de estimação. Nos dizem para nos mostrarmos como líderes e queremos obrigar nosso animal a seguir nossas ordens com obediência.

Mas isso não deve ser um obstáculo para que possamos parar e refletir sobre o que estes animais fiéis têm a nos ensinar.

Vamos aprender com os cães

Às vezes estamos tão envolvidos na pressa diária para alcançar nossos compromissos que perdemos de vista inúmeros detalhes e sutilezas que podem enriquecer substancialmente a nossa existência.

Entre as coisas que passam despercebidas, certamente estão muitas atitudes e comportamentos do nosso cão, que podem nos ajudar a enfrentar a vida de outra forma.

Te contamos algumas e deixaremos a lista em aberto para que você adicione outras lições que seu animal de estimação oferece diariamente.

Mostre quanto se preocupa com alguém

Menina abraçando cachorro

Quando você chega em casa o seu cão não pode deixar de expressar a alegria que sente ao te ver novamente. Ele é espontâneo e não se reprime. É muito mais difícil para um ser humano expressar seus sentimentos. É hora de começar a remover essa restrição.

Seja leal

Os cães são sempre destacados pela fidelidade que mostram com seus donos, sendo capaz de expor a própria vida para cuidar de todos e de cada membro da família. Mas sem chegar a esses extremos, sabemos que temos sempre a lealdade deles nos tempos bons e ruins.

Quantas vezes somos capazes de reproduzir esse mesmo comportamento, inclusive com o nosso cão?

Esteja alerta

Com ouvido e faro excepcionais, nossos amigos peludos podem chegar a superar vários perigos. Longe de sermos capazes de desenvolver esses sentidos no mesmo nível, podemos nos esforçar e estar atento ao nosso ambiente, não só para prevenir situações, mas para perceber o que pode acontecer com as coisas ao nosso redor.

Aproveite o tempo para descansar

Os cães dormem todo o tempo que precisam para dormir. Não tente forçá-los a serem como os seres humanos. Dar ao corpo e ao cérebro o descanso necessário pode abrir um leque de possibilidades desconhecidas para enfrentar o dia-a-dia e ir muito mais além do que pensávamos.

Não perca a capacidade de brincar

Seja um filhote de cachorro, um animal jovem ou ainda um animal que pode ser considerado como velho, os cães são animais que estão sempre prontos para brincar e se divertirem. Use esse exemplo para colocar a criança que existe dentro de você para fora todos os dias de sua existência.

Nos exercitar, caminhar, desfrutar do ar livre

O que seu cão espera ansiosamente todos os dias, para você pode ser uma tarefa árdua. Aprenda, como ele, a desfrutar dos passeios, das caminhadas e das brincadeiras ao ar livre. Desconecte-se um pouco da loucura cotidiana.

Acredite ou não, você pode, e provavelmente vai voltar para sua casa com a energia renovada e muito menos estresse.

Saber perdoar e não guardar rancor

Cachorro
Autor: Stella Maris

Ainda que nossos peludos possam se tornar irritados e mostrar a raiva que sentem, eles nos perdoam rapidamente. E não guardam nenhum rancor.

Deixando de lado as questões decididamente imperdoáveis,  seria bom aprendermos a não nos deixarmos levar por mágoas e ressentimentos com situações que podem ser superadas com um pouco de vontade e aprendermos a perdoar e sermos perdoados.

Deixar que nos deem cuidado

Para muitos seres humanos é fácil se mostrar forte e protetor, mas muito difícil deixar que os outros cuidem deles, porque com essa postura assumimos que podemos ser vulneráveis. Seja um pouco mais parecido com os cães e deixe que, ocasionalmente, te mimem, alimentem e te levem para passear.

Não discriminar

Um cão não olha se você é bonito ou feio, jovem ou velho, rico ou pobre, saudável ou doente, branco ou preto. Se você oferecer amor e tiver cuidados,  terá um amigo verdadeiro, independentemente de sua raça ou condição. Seria ótimo se as pessoas pudessem evitar as barreiras que se impõem para se separar dos outros.

Late, mas não morde

Cão que ladra, não morde, diz o ditado.  Devemos aprender a expressar nosso ponto de vista com firmeza. Mesmo com raiva, se necessário. Mas nunca com violência.

A vida é um vai e vem constante. Então, não devemos desperdiçar a oportunidade que nos é oferecida de aprender com os cachorros todas as coisas boas que eles têm para nos ensinar.