10 raças de cães latino-americanas

Raças de cães

As raças de cães latino-americanas podem ser originárias do continente americano ou terem sido introduzidas, a partir do século XV, pelos colonizadores europeus. Por ordem alfabética dos países que são originárias, contaremos a você detalhes de algumas destas raças.

Conheça as principais características de 10 raças de cães latino-americanas

Dogo Argentino

Surgiu em 1928, na província argentina de Córdoba, a partir do cruzamento de diferentes raças puras com um cão conhecido como cão de briga cordobés (resultado de uma mistura entre o Mastim, o Buldogue, o Boxer e o Bull Terrier).

Os Dogos argentinos caracterizam-se por:

  • Proteger seu grupo familiar;
  • Alertar da presença de intrusos;
  • Serem grandes caçadores.

A fama de violentos, talvez seja devido ao seu aspecto poderoso, mas se eles forem educados adequadamente, serão tranquilos e latirão pouco.

Fila Brasileiro

Descendente dos cães que os espanhóis e os portugueses trouxeram para o Brasil na época da colonização, tem sua origem no Mastiff, no Buldogue e no Bloodhound.

Estes cães gozam de um olfato excepcional e, por esse motivo, eram utilizados para localizar os escravos que fugiam dos lugares onde habitavam.

Entre as particularidades do Fila Brasileiro, destacam-se:

  • Docilidade;
  • Desconfiança com estranhos;
  • Segurança, determinação e coragem;
  • Dotes de caçador e de guardião.

Bichón havanês

Supõe-se que os ancestrais do Bichón havanês se originaram na região mediterrânea ocidental e que, no início do século XVIII, os oficiais do exército espanhol os introduziram em Cuba. 

A partir do cruzamento com Poodles e Poodles alemães, surgiu o Bichón havanês, tal como o conhecemos a atualidade, com sua predominante cor havana (tabaco), que dá o seu nome.

Estes pequeninos possuem uma pelagem longa e suave e são excelentes animais de companhia: brincalhões, alegres e afetuosos.

Fox Terrier Chileno

Sua origem situa-se no século XIX, como resultado do cruzamento de cães nativos com o Fox Terrier Inglês.

Trata-se de pequenos cães de pelos curtos e de cor branca, com algumas manchas marrons ou negras.

São utilizados como animais de companhia e como cães de caça, já que são treinados com facilidade e são muito obedientes.

Chihuahua

Chihuahuas

O nome é o mesmo do maior estado do México. Nesta área, os Chihuahuas habitavam de forma selvagem até que eles foram domesticados pelos povos nativos. Tratam-se dos menores cães do mundo.

Estes animaizinhos são:

  • Especiais como cães de companhia;
  • Zelosos das relações humanas com seus donos;
  • Valentes e inquietos.

Xoloitzcuintle

Entre as raças de cães latino-americanas esta é uma das mais antigas, originada, ao que tudo indica, há três mil anos, no México.

Os Xoloitzcuintle eram sagrados para os astecas, que os consideravam encarregados de acompanharem as almas dos mortos em sua viagem para o outro mundo.

Fáceis de educar e de personalidade agradável, são animais que quase não têm pelos, ainda que há uma variante da raça mais peluda.

Cão pelado peruano

Cão pelado peruano

É incerta a forma que estes cães foram introduzidos no continente, ainda que se cogite a fraca hipótese de que eles tenham chegado junto com os migrantes que cruzaram o estreito de Bering.

Hoje em dia, o cão pelado peruano caracteriza-se por uma personalidade nobre e afetuosa.

São animais que costumam estar sempre alertas e se mostram desconfiados com os desconhecidos.

Grande Mastim de Borinque

Também conhecida como Mastim de Porto Rico, esta raça parece descender dos mastins de guerra espanhóis.

São animais de tamanho grande e muito corpulentos, eram utilizados para capturar e ferir aos escravos fugitivos.

Apesar de sua lealdade e de seu instinto protetor, podem chegar a ser agressivos se não forem educados de maneira correta.

Cimarron uruguayo

Os antepassados desta raça foram introduzidos por conquistadores espanhóis e portugueses. Como estes animais foram abandonados, só sobreviveram os mais fortes e astutos que, com cruzas posteriores, deram início ao Cimarron uruguayo.

Podem ser descritos como:

  • De grande coragem;
  • Sagazes;
  • Equilibrados;
  • Eficazes para a caça,  a guarda e o trabalho com o gado.

Mucuchies

Nevado, o cão que acompanhava ao general Simón Bolívar em muitas de suas batalhas, foi um fiel expoente desta raça originada na Venezuela no século XVI.

Resultado do cruzamento de diferentes raças introduzidas pelos colonizadores espanhóis, causa impressão pelo seu grande tamanho, mas a expressão de seus olhos gera uma grande ternura.

É um cão muito ativo, inteligente e carinhoso, ainda que possa reagir de forma violenta com estranhos.