10 raças de cães que podem se dar bem com os gatos

Raças de cães que se dão bem com gatos

“Vivem como cão e gato” é uma frase ideal para descrever as diferenças irreconciliáveis entre dois seres. Mas nem sempre é o caso entre os gatos e os cães. A relação entre eles pode ser maravilhosa em muitos casos.

E os problemas de convivência entre animais de estimação podem ser prevenidos e controlados com a socialização, educação e, acima de tudo, com muito amor.

Tanto o cão como o gato são predadores e, como tais, o instinto deles os leva a perseguirem outras espécies. Mas esses padrões, que são normais na vida selvagem, parece que podem ser modificados no cotidiano da casa, onde a comida é garantida e os humanos definem as regras.

Pequeno guia sobre cães que podem se dar bem com os gatos

Gato e cachorro

Ainda que todos os cães possam se adaptar a conviver com um gato, tenha em mente que alguns possuem muita força na mandíbula –  tanto a presa, como o caçador -, então não parece a melhor opção, já que uma simples briga pode acabar mal.

De todas as formas, existem algumas raças de cães que parecem conviver melhor com os gatos domésticos. Alguns deles são:

  • Labrador Retriever. Embora certas espécies possam parecer hostis com os felinos, a grande maioria não apresenta inconvenientes, caso haja treinamento. E, mesmo que a raça tenha um bom instinto de presa, seu forte não é caçar, mas sim o de procurar e recuperar.
  • Bichon Frisé. Estes animais são caracterizados por serem inteligentes, carinhosos e sociáveis. Além disso, como eles não gostam de estar sozinhos, eles encontram nos gatos uma boa companhia, sincera e duradoura.
  • Golden Retriever. Com o seu jeito carinhoso, calmo e bondoso, a tarefa de acostumá-los a conviver com outros animais de estimação é relativamente fácil e, inclusive, são ideais para estar com as crianças.
  • Bichon Havanês. Estes divertidos animais – que parecem de pelúcia – adoram brincar. Além disso, eles têm também o mesmo tamanho que a maioria dos gatos. Além de não serem agressivos e possessivos, eles se dão muito bem com os outros animais de estimação da casa.
  • Spitz Alemão ou Spitz anão alemão. Eles são companheiros ideais para os gatos, talvez porque eles são quase tão arrogantes quanto eles. Estes pequeninos são muito inteligentes, com isso, podemos aproveitar para acostumá-los com a presença de um gatinho e desenvolver uma relação de tolerância.
  • Shih Tzu. Mesmo que sejam animais disciplinados, se eles conviverem com um gato, irão mostrar o lado ciumento, reivindicando mais atenção. Se você der a atenção que ele deseja, a relação com o felino não apresentará problemas.
  • Chihuahua. Apesar da reputação bem merecida de mal caráter, já que são capazes de desafiar cães que superam quatro vezes o seu tamanho, eles podem ser bons amigos para os gatos, especialmente se eles forem criados juntos desde filhotes.
  • Maltês. Poderia dizer que eles são a representação máxima do cachorro de colo. Sofisticados, suaves, ternos e garantem uma boa convivência com os ronronadores da casa.
  • Cavalier King Charles Spaniel. Estes cães gostam da maioria dos pequenos animais. No geral, eles não buscam brigar e preferem se dar bem com os outros animais de estimação, buscando, inclusive, agradá-los, assim como fazem com os donos.
  • Raça vira-lata. Muitos dos cães sem pedigree que adotamos mostram-se tão felizes e gratos por terem um lar que, normalmente, não apresentam qualquer problema com os outros animais da casa. De qualquer forma, não é ruim monitorar o comportamento.

Amigos nos bons e maus momentos

Pitbull

Existe outro ditado que diz que “toda pessoa é um mundo”, ditado esse que também poderia ser estendido aos animais.

Por tal razão, mesmo que teorizemos muito e nos baseemos em observações para estabelecer certos padrões, nada é certo na hora de dizer que raça de cão é adequada para conviver melhor com nosso gatinho.

De vez em quando, nos surpreendem as notícias ou vídeos enviados para o YouTube, que relatam casos de grandes amizades entre gigantescos cães e pequenos gatos.

Sem ir mais longe, há algum tempo circularam informações de um Pitbull que saiu para defender o gato da casa quando este foi atacado por coiotes na cidade de Tampa, sul dos Estados Unidos.

A domesticação, sem dúvidas, está modificando algumas regras e a convivência vai gerando laços de  amizade entre duas espécies que não pareciam estar destinadas a se entenderem.