10 regras para treinar o seu animal de estimação

Como treinar o seu animal de estimação

Quando um cão entra em sua vida – seja ele filhote ou um cão adulto – você deve saber que, entre suas responsabilidades, encontra-se a de educá-lo. Com paciência, regras claras e muito amor, certamente você conseguirá treinar o seu animal de estimação com sucesso.

Questões que você deve levar em conta na hora de treinar o seu animal de estimação

A primeira coisa que você deve saber é que nunca é muito cedo ou muito tarde para treinar o seu animal de estimação.

Um filhote pode começar a aprender algumas normas básicas já em suas poucas semanas de vida. E, para um animal adulto é sempre tempo de assimilar coisas novas.

A seguir, passaremos a você 10 regras básicas que você deverá considerar na hora de encarar o treinamento de seu peludo.

Educar o seu animal de estimação, com paciência e muito amor, é uma das muitas responsabilidades que você adquire quando decide incorporar um cão como um membro a mais de sua família.

I- Paciência

Cachorro sendo treinado

Se você pensa que o seu cão vai aprender tudo de uma só vez, está muito enganado. Ir pouco a pouco e passo a passo é a chave para o sucesso. Ensine as regras para o seu peludo uma a uma. Se você perder a paciência não atingirá os seus objetivos.

II- Perseverança

Com certeza você terá que repetir várias vezes o que pretende ensinar ao seu peludo. E não desanime se ele demorar para aprender o que você lhe pede ou se ele ainda faz algo errado. Mantenha a firmeza e perseverança e certamente chegará ao seu objetivo.

III- Clareza

Para que seu cão entenda o que você quer lhe transmitir, você deve dar ordens claras e precisas, utilizando poucas palavras e que, por sua vez, sejam curtas. Por exemplo:

  • Venha;
  • Sente-se;
  • Deite;
  • Quieto.

IV- Coerência

Não mude as regras do jogo com o seu peludo, porque você apenas irá confundi-lo com isso. Use sempre os mesmos termos para uma mesma ordem. Também, lembre-se que o que você permitiu que o seu cão fizesse hoje, não poderá proibir manhã. E vice-versa. Não o enlouqueça.

V- Coordenação

Antes de começar com a educação de seu animal de estimação, entre em acordo com o resto da família para que todos utilizem as mesmas palavras para determinada ordem.

Determine também o que será permitido e proibido para que o seu animal não sofra alterações na educação de uma pessoa para outra e nem com o passar do tempo.

VI- Recompensa

Utilize o Reforço Positivo para educar o seu cão. Tente ignorar o que ele fizer de errado e premie os seus sucessos com adulações, carícias e, de vez em quando, com alguma guloseima de seu agrado. Você verá como, pouco a pouco, irá conseguindo os seus objetivos.

VII- Nada de castigos

Castigar o seu cão por ele demorar para aprender não é uma opção válida. Ele certamente não entenderá qual é o motivo de sua irritação e com isso você só fará com que ele se torne um animal medroso e confuso. Lembre-se da regra número I e não perca a paciência. Com violência nada bom se consegue.

VIII- Encare o treinamento com tranquilidade

Para obter bons resultados ao treinar o seu animal de estimação, o ideal é criar um ambiente lúdico e relaxado. Se você transmitir tensão ao seu peludo, é certo que obterá muito pouco ou nada. Você deve confrontar a tarefa em um âmbito relaxado e divertido. Brincando ele aprenderá muito mais fácil e rapidamente. Esteja certo disso.

IX- Evite humanizar o seu animal de estimação

Não se esqueça nunca de que, por mais que você ame o seu animal de estimação, ele não é um ser humano. Ele é um cão. Respeite as particularidades de sua espécie e não espere que ele se comporte como uma pessoa, porque ele é um cão. Então encare o seu treinamento sem nunca perder de vista este pequeno detalhe.

X- Responsabilidade

Cachorro brincando

Treinar o seu animal de estimação pelo menos nas regras básicas de comportamento, é uma das responsabilidades que você deverá assumir quando optar por compartilhar sua vida com um peludo.

Isso é algo com o que você deverá se comprometer desde o primeiro momento. Assim, se envolva a fundo com essa tarefa e peça conselhos ao veterinário diante de qualquer dúvida que surgir.

Um conselho extra para encarar a educação de seu peludo

Por último, o mais importante. Empreenda a educação de seu cão com muito carinho. Treiná-lo corretamente é uma forma a mais de demonstrar o quanto você o ama.

Um animal que se sente amado certamente aprenderá muito melhor e mais rápido. E, sem dúvidas, ele saberá recompensar sua amorosa dedicação com muito mais afeto ainda.