3 truques para ajudar os gatos a enfrentar o calor do verão

enfrentar o calor

É só se aproximar o calor e os conselhos para nos protegermos do sol e das altas temperaturas começam a chegar. E assim como os humanos devem tomar precauções pelo excessivo calor do verão, também devemos proteger nossos animais de estimação. No caso dos gatos, embora eles tenham muitos recursos para confrontar as altas temperaturas, sempre é importante que estejamos atentos e que os ajudemos a enfrentar o calor do verão e suas dificuldades.

Ajude o seu bichano a enfrentar o calor do verão

Nossos amigos gatos têm ancestrais que habitavam os desertos, assim, eles guardam algumas ferramentas para suportar o calor do verão. E, embora alguns pensem que os gatos não suam, sim eles o fazem, principalmente pelas almofadinhas das patas.

gato-move-o-prato

Mas além disso, para liberar o excesso de calor, os felinos lambem todo seu corpo. Desta maneira, geram a evaporação da saliva e, com isso, um efeito refrescante. A respiração com a boca aberta também os ajuda a suportar as altas temperaturas.

De qualquer forma, é melhor que você se assegure de que seu bichano sofra o mínimo possível durante o verão e que não corra o risco de vir a sofrer uma insolação. E também o mantenha afastado do sol, que inclusive poderá lhe causar queimaduras, sobretudo se sua pele e seu pelo são muito claros.

Com os primeiros dias de verão sempre começam os alertas para que nos protejamos das altas temperaturas. Os animais de estimação não estão isentos destes conselhos. Por isso, é importante que você saiba de que forma poderá proteger seus pets quando os termômetros começarem a marcar as altas temperaturas. Hoje, lhe contaremos como ajudar o seu gato a enfrentar o calor do verão.

Como cuidar de seu gato durante as altas temperaturas

Há algumas questões que você deverá levar em conta para ajudar o seu bichano a enfrentar o calor do verão da melhor maneira possível. Tome nota.

1- Ofereça água fresca em abundância

Espalhe os bebedouros por diferentes lugares da casa e troque a água pelo menos duas vezes por dia. E se o seu bichano for dos que sai — com ou sem sua permissão — deixe também alguma vasilha de água no quintal, terraço ou jardim, sempre à sombra.

2- Ofereça lugares e esconderijos fora da zona de calor

Um almofadão cômodo perto de um ventilador ou de uma janela por onde entre ar, mas não sol, ou uma caixa para que ele se esconda, localizada estrategicamente em um lugar bem refrigerado, podem se transformar em grandes aliados para que o bichano enfrente as altas temperaturas. E se o animal sai da casa, garanta que ele terá espaços com sombra.

3- Escove sua pelagem diariamente

Se você escovar seu amigo ronronador diariamente, você o ajudará a remover todo o pelo morto e assim contribuirá não só para que sua pelagem fique mais bela, mas também para que possa liberar melhor o excesso de calor. Procure, além disso, evitar que se formem nós em seus pelos, já que estes também dificultam a eliminação do calor de seu corpo.

Conselhos para ajudar o seu gato a enfrentar o calor do verão

Agora você já sabe, se cuide e cuide de seu gato para protegê-lo das altas temperaturas que são comuns durante o verão. Então:

banho-gato

  • Se notar que seu bichano está com muito calor, molhe suas almofadinhas com um pouco de água fresca. Lembre-se que ali se concentram a maioria de suas glândulas sudoríparas.
  • Não o deixe nunca trancado sozinho em um espaço pequeno da casa e sem ventilação e nem dentro do carro, ainda que esteja à sombra. Tenha sempre em mente que os automóveis concentram muito o calor e assim a temperatura se eleva em poucos minutos em seu interior.
  • Considere que os filhotes e os bichanos idosos correm maiores riscos de vir a sofrer de uma insolação, assim como acontece com os bebês e idosos humanos. As raças braquicéfalas também são mais vulneráveis.
  • Leve em conta que, diante uma insolação, você deverá agir com rapidez. Por isso, informe-se a respeito e, ante a menor dúvida, consulte sempre o veterinário.