4 cães famosos da literatura

4 cães famosos da literatura

De todas as manifestações artísticas que existem, a literatura é uma das mais incríveis pela maneira com que força o leitor a materializar tudo o que está lendo através da imaginação.

Uma das maiores características da literatura é possibilidade de qualquer ser vivo ser o protagonista de uma história. É o caso dos cães, que já foram retratados em tantas diversas obras literárias, chegando ao ponto de se tornarem personagens inesquecíveis. Conheça agora os quatro cachorros mais famosos dos livros.

Olho de Boi, de Oliver Twist

cachorro

Ao longo do tempo, o Reino Unido se tornou famoso, entre outras coisas, por ser o lar de muitos escritores entraram para a história da literatura graças ao seu jeito impressionante de contar histórias e envolver o leitor na trama.

Sem dúvida, um dos autores que melhor conseguem criar essa sensação quando lemos algum de seus livros é Charles Dickens, que conseguiu se imortalizar no mundo da arte com suas obras literárias.

Um dos seus romances mais famosos é Oliver Twist, que além de romper todos os paradigmas da época ao trazer uma criança como protagonista, incluía na trama Olho de Boi, um cão da raça Bull Terrier Inglês que era o bicho de estimação do antagonista, Bill Sikes.

Embora os cachorros sejam animais adoráveis e inocentes, nesse livro o cão é também um dos maiores inimigos do protagonista ao ser incondicionalmente fiel ao seu amo malvado, uma característica comum do melhor amigo do homem, mesmo quando o seu dono morre.

Flush, um dos mais famosos da literatura

Uma das características mais interessantes da literatura é que não apenas existem uma infinidade de recursos e maneiras de contar uma história, como que em algumas oportunidades um artista pode romper com todas as normas estabelecidas para narrar a sua história de uma forma única e incomparável.

Foi exatamente isso que aconteceu com a lendária romancista Virgínia Wolf e sua novela Flush, uma biografia imaginário do cão de Elizabeth Barret.

Essa obra impressionante conta a vida desse encantador Cocker Spaniel, sua relação com seu dono e a vida de seus antepassados.

Canino, de Harry Potter

Uma das sagas literárias mais importantes dos últimos tempos é, sem dúvidas, Harry Potter. A popularidade que a série alcançou foi tamanha que chegou a ser adaptada para o cinema, ilustrando o impacto conseguido por essa monumental obra da escritora J.K.Rowling.

Esse verdadeiro fenômeno da literatura de fantasia rompeu com o preconceito por ser uma obra infanto-juvenil. A saga do bruxo Harry Potter se converteu em um dos livros mais lidos do século XXI, graças á sua trama e personagens memoráveis.

Um deles é Canino, um cão de raça Dogue Alemão (nos filmes ele é representado como um Mastim Napolitano) do gigante Hagrid, que além de acompanhá-lo a toda parte como um bom cachorro, tem uma importante participação na inesquecível batalha de Hogwarts.

Argos, de A Odisseia

Essa lendária obra é para a literatura o mesmo que O Poderoso Chefão é para o cinema. Esse poema épico escrito por Homero representa uma das manifestações artísticas mais sublimes da história mundial.

Na obra, o autor inclui entre os protagonistas o cão Argos, quem, de forma extremamente triste e tocante, encarna a figura do amor incondicional e da lealdade mais forte ao reconhecer o seu dono muito tempo depois de terem se visto pela última vez.

O momento em que Argos reencontra Ulisses após sua viagem de 2o anos entrou para a história da literatura mundial.

Existem outros tantos cães em obras literárias famosas, mas esses foram apenas alguns dos mais conhecidos.