4 conselhos para seu cão não morder os móveis

móveis

Principalmente quando são pequenos, os cães costumam morder tudo o que encontram no caminho. E costumam se “entreter” ainda mais com os móveis quando não estamos olhando ou quando ficam sozinhos em casa. Neste artigo, daremos alguns conselhos para evitar que o peludo destrua toda a sua mobília.

Por que meu cão morde os móveis?

Muitos fazem esta pergunta quando trazem um novo pet para casa (principalmente filhotes). Uma das razões pelas quais o cão morde tudo, incluindo os móveis, é porque, através da mastigação, eles obtêm um prazer enorme.

Sapatos, meias, brinquedos, fios, cadeiras, mesas… tudo! São muitas as razões pelas quais um cão crava os dentes em cada objeto que tem ao redor. Por exemplo, quando é pequeno, ele sente dor quando os dentes estão crescendo e necessita de um alívio através das mordidas, ou, se já é um pouco maior, ele quer afiar os incisivos.

cao-gosta-de-morder-os-sapatos

Isso pode ocorrer também devido a uma fase de “reconhecimento” da casa durante os primeiros dias após chegar a seu novo lar, já que ele pode estar entediado ou queira chamar nossa atenção. E é óbvio que há também os casos de hiperatividade, ansiedade e estresse em cães que não saem à rua, não brincam ou ficam muitas horas sozinhos.

A falta de exercício prejudica os animais de uma maneira que não podemos nem imaginar. Se o cão fica o dia todo trancado em um local onde no máximo caminha 10 passos para comer ou dormir, toda a energia acumulada deverá “sair” por algum lugar. O que ele faz então? Morde tudo o que encontra!

Você sabia que não é bom castigá-lo quando você o encontrar mordendo os móveis ou quando se dá conta de que a perna da cama tem marcas de dentes? O cão não entenderá que isso é ruim, já que se trata de uma reação a um problema interno. Você perderá seu tempo gritando ou se zangando com ele. O melhor é compreender e analisar por que ele está agindo dessa maneira e lhe ajudar a mudar.

Como evitar que meu cão morda os móveis?

Para que seu pet não deixe em pedaços toda a mobília de sua casa, dê atenção a estes conselhos:

  1. Compreenda por que o faz

Dê muita atenção aos sinais que o seu animal te dá e analise o que poderia estar causando essa reação. Se você o está deixando muito tempo sozinho, se não o leva para passear, se ele necessita de mais espaço, se pressentir problemas no lar… tudo isto repercutirá em seu comportamento.

  1. Compre brinquedos para as gengivas

Os filhotes sofrem igual aos bebês quando estão com os dentes nascendo. Por isso, eles necessitam de um brinquedo especial para aliviar a dor. Existem mordedores para cães com ou sem ruído, com luzes, de diferentes tamanhos e formas. A ideia é que chamem sua atenção e que ele não queira mais continuar mordendo seus móveis.

Não é preciso que seja um brinquedo especial para essa etapa da vida, mas pode ser qualquer um dos que são vendidos nas lojas para cães. O importante é que sirva de substituto à mania dele de morder o que não se deve.

  1. Leve-o para passear

passeios-com-os-caes

Trata-se de uma atividade que tem benefícios para ambos. Você fará exercício, ele também, e além disso você o livrará do tédio e ele não morderá suas coisas. Parece um excelente plano onde todos saem ganhando. Não se esqueça de que o animal precisa gastar energia de algum modo e, com um passeio diário de 10 minutos, possivelmente isso seja suficiente. É óbvio que você pode adicionar outras atividades, como por exemplo brincar no parque, jogar uma bola ou fazer com que ele interaja com outros cães.

  1. Faça uma casa ‘à prova de cães’

Se seu pet morde a casa, existem materiais que não podem ser “mordidos” tão facilmente. Não deixe a porta de seu quarto aberta quando for trabalhar, assim você evita a tentação de ele entrar lá e causar estragos.

Algumas pessoas colocam vinagre em todos os móveis, usando um borrifador para que o cão não se aproxime. Inclusive existem sprays específicos para prevenir que os animais queiram levar algo à boca.