4 curiosidades importantes sobre as cobras

As cobras são répteis que sempre nos fascinam desde que o homem é homem. Ou seja, desde a mitologia, na história ou na iconografia, parece que as cobras sempre estiveram lá. Vamos deixá-los com uma divertida lista com algumas curiosidades interessantes sobre as cobras.

1. As cobras na mitologia

Para a cultura ocidental, a cobra é um animal bem conhecido e tem um lugar amplo em diferentes formas de representação e significado, em especial, por ter sido a responsável por atentar Eva, de acordo com os relatos bíblicos.

No entanto, a sua presença na crença popular não remonta apenas ao sistema judaico-cristão. Ao redor de todo o planeta existem mitos em que as serpentes têm lugar de destaque.

Você pode apreciar estes animais na mitologia das culturas grega, romana, egípcia, nórdica ou na chinesa, sem contar com a multiplicidade de deuses pertencentes à tribos menores.

Seja em representações do mal absoluto, seja como guardiãs dos bosques e rios (por exemplo, na mitologia japonesa, tribal americana ou a africana), como representantes da sabedoria, ou ao estilo de dragões voadores, as serpentes têm enriquecido nossa imaginação e têm alimentado muito dos nossos piores pesadelos ou encarnado em nossas melhores fantasias.

2. Grande capacidade de adaptação

Adaptação das serprentes

As cobras e, em geral, todos os répteis, contam com uma grande capacidade de adaptação, o que lhes têm permitido espalhar-se ao longo de todo o planeta.

Podem ser encontrados exemplares em todas as regiões da terra, divididas por mais de duas mil e quinhentas espécies, nos mais variados tamanhos e condições mais inóspitas, desde florestas até desertos e pântanos, com exceção das regiões polares, porque o frio extremo impossibilita a sobrevivência desses animais.

Dentre os surpreendentes sistemas de adaptação das cobras, encontra-se a capacidade de hibernar. Isso deve-se ao fato de que as cobras são animais de sangue frio e que não podem regular por si mesmas a temperatura corporal, por isso elas precisam de lugares quentes.

No entanto, quando o tempo se torna excessivamente frio, elas entram em um estado de hibernação, semelhante a um coma, o que lhes permitem permanecer vivas até que o clima seja mais favorável.

3. Variedades de tamanhos e características especiais

As cobras têm algumas características incríveis, por exemplo, elas possuem poderosas mandíbulas, forte musculatura anelar (ondular) e podem mudar e renovar a pele. No entanto, uma das características mais marcantes das serpentes é a variedade de tamanho que elas podem ter.

O tamanho das serpentes depende, obviamente, da classe, da alimentação e do clima em que vivem. Costuma-se pensar que as serpentes que vivem em árvores tendem a ser menores pela necessidade de se camuflarem e para poderem subir nas árvores.

No entanto, vemos classes de serpentes, como jibóias, que também têm hábitos arborícolas e podem atingir tamanhos enormes. Igualmente se pressupõe que as jiboias são as maiores e, no entanto, mesmo as menores, possuem veneno capaz de sufocar suas vítimas.

A menor serpente, com pouco menos de 10 centímetros, é a cobra fio-de-barbados e as maiores são as sucuris e jiboias reticuladas, conhecidas como píton-reticulada, que podem atingir 8 metros de comprimento e 100 cm de diâmetro.

4 – O veneno

O veneno das cobras

O veneno das serpentes é, talvez, a sua característica mais temida, razão pela qual existe a caça indiscriminada e as mortes são imediatas, sem dar lugar para nenhum questionamento ou perguntas.

De todas as espécies de cobras, apenas 15% são venenosas, então por que todo esse temor?

A razão é muito simples. O veneno de cobra tem uma dupla função. A primeira é a de paralisar ou matar a presa e a segunda é a de acelerar o processo de decomposição para facilitar a digestão.

Assim, na maioria dos ataques de serpentes a seres humanos, a principal preocupação dos médicos, depois de neutralizar o efeito do veneno, é deter a destruição do tecido produtor das toxinas responsáveis ​​pela decomposição.

Dependendo do tipo de veneno e da quantidade, algumas picadas acabam acarretando em amputação ou em uma deterioração considerável da área afetada.

Por sorte, estes animais podem ser tranquilos e somente atacam quando se sentem ameaçados, sendo assim, as pessoas que são normalmente picadas por cobras são aquelas que vivem em áreas que, até pouco tempo, eram silvestres.