5 comportamentos dos cães que tentam atacar

Ter um cão pela primeira vez pode ser comparado a ser pai de primeira viagem. Não se sabe bem o que fazer, dá medo de machucá-lo ao pegá-lo, também é difícil saber qual alimento comprar e, é óbvio, haverá muitos comportamentos de seu cão que você não entenderá.

Em “Meus Animais” não só nos importam os animais e seus sentimentos, mas também nos importa você e seus sentimentos. Como sabemos que você pode se encontrar perdido frente a certos comportamentos de seu cão, vamos explicar alguns que nos parecem ser de especial relevância: quando um cão se prepara para atacar.

Nenhum “papai” gostará que seu cachorrinho seja agressivo, nem pequeno e nem quando crescer. Identificar certos comportamentos de seu cão que te leve a identificar o problema e, o mais importante, o cortar pela raiz, te ajudarão a ter um filhote agradável agora e em também quando crescer.

Comportamentos de seu cão quando ele está disposto a atacar

cães-latindo

Autor: Jon Hurd

Vejamos agora como você poderá saber se seu cão vai atacar a outro.

  • Latir agressivamente de longe para outro cão. Se vocês estiverem na rua e seu cão começar a latir sem saber o porquê, mas quando levanta o olhar vê outro cão, não duvide: ele está se preparando para atacar. Falamos aqui de latidos agressivos, não de grunhidos ou sons que significarão que o que ele quer é brincar com um novo amigo.
  • Puxar a correia. Se ao ver outro cão, ele puxar a correia de uma forma não normal, decidido a lançar-se sobre outro cão, não duvide, ele irá atacar o outro cão. Não confunda este gesto com o fato de que seu cão puxa a correia movendo o rabo e chorando, isso significa que ele quer brincar e não atacar.
  • Postura erguida com olhar fixo. Se ao ver outro cão, o seu fica ereto e o olha fixamente, com o rabo para cima, começa a grunhir, você estará diante de um dos comportamentos de seu cão mais notáveis de que ele está disposto a atacar.
  • Olhar de canto de olho. Se seu cão estiver perto de outro e de repente este começa a se afastar, de forma discreta, enquanto o seu cão o olha de canto de olho, pode não ser um sinal tão claro de ataque, mas é muito provável que ele irá atacar.
  • Correr para ele. Se seu cão estiver solto e depois de alguns destes comportamentos, ele sai correndo para o outro cão, ele irá atacar ao outro animal.

Como evitar estes comportamentos de seu cão

Se seu cão tem algum destes comportamentos, você tem um problema. Lembre-se que seu cão é sua responsabilidade e um cão agressivo poderá até mesmo sofrer sanções da lei em muitos países. Por isso, é importante que antes de presenciar algum destes comportamentos em seu cão, você tente fazer com que ele nunca os tenha; e se ele já os tiver, será melhor que os corte pela raiz. Aqui lhe daremos alguns conselhos para isso.

Ensine-o a se socializar

Desde bem pequenos, os cães devem se acostumar a estar com outras pessoas e com outros cães. Isso fará com que as relações formem parte de sua vida e seja algo plenamente normal, por isso quando ele ver a outros cães, a única coisa que ele irá querer fazer será ir saudá-los.

Ensine-o a obedecer suas ordens

Se seu cão aprender a obedecer a ordens como “quieto”, “veem aqui” ou “não”, você terá muitos menos problemas quando ele for adulto, pois sua obediência será sempre superior a seu instinto. Ele o obedecerá ao invés de ir atacar.

Dê longos passeios

cães-passeio-1

Às vezes, os desejos de um cão por atacar a outro provêm do estresse acumulado. Os longos passeios matarão esse estresse e seu cão estará mais relaxado.

Cuide de sua alimentação

Cada cão necessita de uma quantidade e certos tipos de alimentos diferente de outros. Esteja atento a quanto alimento e quantas vezes ao dia o seu cão precisa comer.

Nunca o leve para passear solto

Obedeça ele às suas ordens ou não, nunca o deixe solto ao passearem. Desta forma você evitará que ele se meta em problemas. Solte-o para que corra sozinho em um lugar solitário e onde não haja outros cães, até que você esteja totalmente seguro de que não viu nenhum dos comportamentos anteriores em seu cão.

O fato de que um cão queira atacar, muitas vezes se deve a algum tipo de trauma ou outro motivo psicológico. Se você teme que seu cão possa passar por algo assim, consulte o seu veterinário.