5 dicas úteis para combater a diarreia nos cães

Assim como nas pessoas, a diarreia nos cães é uma doença comum, e afeta os caninos com facilidade. Eles que comem qualquer coisa que encontram pelo caminho, que nem sequer mastigam e já engolem, e que não são conscientes do dano que certos alimentos podem causar, facilmente podem sofrer de diarreia.

Pois bem, é nossa obrigação estar atento no caso do nosso animalzinho ficar doente, e fazer algo para evitar que ele passe muito tempo nessa tortura.

Causa das diarreias nos cães

Existem muitas causas que podem provocar diarreia nos nossos peludinhos, mas vamos listar as mais comuns.

Cachorro doente

  • Parasitas. Estes podem chegar com facilidade ao estômago do seu animal de estimação, pois ele está exposto a todo tipo de germe, sem contar que podem comer coisas da rua sem que a gente perceba.
  • Reação a algum medicamento. Se o seu cachorro sofreu algum mal e está sendo medicado (sempre instruído por um veterinário), ele pode sofrer diarreia devido a uma reação ao remédio que está tomando. Isso não quer dizer que o problema seja grave, no entanto, o melhor a se fazer é consultar um veterinário para que ele determine a gravidade do assunto, e sane a situação.
  • Infecções. Os cães estão expostos a muitas bactérias, contudo o seu sistema imunológico não é tão forte como o nosso, e em várias ocasiões sofre altos e baixos. Se você notar que o seu cão está com diarreia, não perca um minuto e leve-o ao veterinário. Mais vale prevenir do que remediar.
  • Tumores. Se a diarreia persistir por vários dias, é melhor que você vá ao veterinário. Seu cão poderá estar sofrendo algum mal que não é perceptível a olho nu, até mesmo um tumor.
  • Estresse. O estresse é algo comum nos cães por diferentes razões. Nunca tome isso como certo porque o estresse em um cão não é benéfico.

Como saber se o meu cão está com diarreia?

A diarreia é fácil de identificar. As fezes são líquidas ou quase inexistentes. O animal pode apresentar sinais de desidratação ou dor intestinal. Também pode soltar gases mal cheirosos.

A diarreia não tem porque ser excessivamente grave, mas quando seus sintomas duram mais de dois dias seguidos, nossa recomendação é que você leve o animal ao veterinário o quanto antes. Enquanto isso, há coisas que você pode fazer em casa para combatê-la.

5 passos para combater a diarreia

Aqui segue a lista onde explicamos 5 dicas básicas para combater a diarreia.

Cachorro cheirando petisco

  • Jejum. Isso é importante. Se o seu cachorro está com diarreia, o melhor é que ele jejue. Qualquer alimento que ingira poderá deixá-lo mal e se a diarreia for causada por um parasita, este seguirá se aproveitando da situação. Se os parasitas morrem de fome, a diarreia termina.
  • Alimentos leves e fáceis de digerir. Com isso estamos nos referimos as comidas enlatadas para cães. Esse tipo de alimento só irá piorar a situação. A melhor opção são alimentos frescos e fervidos como frango, cenouras ou talvez até um pouco de arroz, que é um inimigo da diarreia.
  • Sirva água engarrafada. A água proveniente da torneira, em algumas ocasiões, vem mais contaminada que o habitual. Pode ser que não percebamos, mas o delicado estômago do cão pode perceber com facilidade se a água possui mais cloro que o normal ou qualquer outro tipo de resíduo, que por menor que seja, vai lhe causar danos. Tente dar água engarrafada para saber se essa é a causa.
  • Fale com o seu veterinário sobre a sua alimentação. Existem alimentos preparados para cães que podem favorecer sua flora intestinal. Estes sem dúvida ajudarão seu pet a ganhar a batalha contra a diarreia. Tenha sempre a ajuda e o profissionalismo do seu veterinário favorito.
  • Dê probióticos. Estes micro-organismos ajudarão a flora intestinal e melhorarão a condição geral do seu animal de estimação. É possível encontrá-los facilmente, mas se você não sabe a quem recorrer, pergunte ao seu veterinário.

Essas são as dicas em caso de uma duração prolongada desse mal no seu animal de estimação, o que geralmente corresponde a mais de dois dias. Se isso está acontecendo, seu amigo peludo precisa de atenção médica o mais rápido possível. Não deixe isso pra lá ou a situação pode piorar.