5 formas de ensinar o filhote a parar de morder

Ensinar um filhote a parar de morder

Nós adoramos nosso filhote. Desde o primeiro dia em que o vimos, ou melhor dizendo, desde o primeiro momento! Sentimos uma flechada, nos apaixonamos. Mas passado alguns dias, começamos a ver coisas que nós não gostamos e que podem apagar essa flechada. Enquanto estamos junto com ele, ele parece um anjo caído do céu, nosso ursinho de pelúcia vivo, mas ao sairmos, ele se transforma em um pequeno diabinho que morde tudo.

Por que alguns filhotes têm a mania de morder tudo? Há alguma forma de remover este costume horrível? Neste artigo vamos responder ambas as perguntas com o desejo de poder te ajudar a manter essa flechada por seu filhote por toda a vida. Seremos o cupido do amor homem-cão.

Por que os filhotes mordem tudo?

Filhote brincando na grama

Do que um bebê precisa quando seus dentes estão começando a sair? Um mordedor! Então, por que com o seu filhote seria diferente? Assim como um bebê, um filhote tem a necessidade de morder as coisas quando começam a sair os dentes. A única diferença é que seu filhote pode andar por todos os cantos da casa tendo muito o que morder a seu alcance, enquanto que um bebê, por não poder andar, não pode fazer o mesmo.

Há vários motivos pelos quais um filhote morde algo:

  • Exploração. Pense que seu filhote é um recém-chegado ao mundo, para ele tudo é novo e, diferente de nós, eles não podem apalpar, tocar e agarrar as coisas com suas mãos para investigar. Sua forma de conhecer o que lhe chama a atenção é mordendo.
  • Tédio. Um cão que se sente entediado pode achar divertido morder. Afinal de contas, a boca é onde ele tem mais força, e é também um desafio para ele saber se consegue destroçar algo com sua força.
  • Ansiedade. Um cão que passa muito tempo só, em casa, poderá apresentar transtornos de ansiedade e morder poderia ser sua forma de canalizá-la.
  • Dor nas gengivas. Seja por isso ou por estar passando pela troca dos dentes, seu filhote pode morder tudo pelo desespero que a dor lhe causa.

Agora, independentemente das causas pelas quais seu filhote morde tudo, o que você poderia fazer para evitar que ele assim o faça?

Como ensinar o seu filhote a parar de morder tudo

Embora haja muitas pautas para serem seguidas no que diz respeito a ensinar o seu filhote a deixar de morder, queremos nos centrar em cinco que consideramos que são eficazes.

Dê um grito

Se seu filhote também tiver o costume de te morder ou aos membros da família, embora normalmente o façam brincando, em algumas ocasiões você “lhe dá a mão”. Se você já viu dois cães brincarem, eles sempre se mordem, e embora estejam brincando, às vezes o fazem com muita força. Então o agredido grita e imediatamente o agressor sabe que deve parar. Faça o mesmo. Quando ele morder mais forte do que o habitual, tendo deixado de ser uma brincadeira, grite. Você verá como depois de várias vezes, ele será mais cuidadoso.

Dê a ele seus próprios mordedores

Compre para o seu filhote seus próprios brinquedos para morder. Estes podem ser em forma de osso, de corda ou inclusive um boneco. Se você ver que ele não gostou muito, compre outro até que seja de uma textura adequada. Se ele tiver um brinquedo preferido para morder, será difícil que ele morda outras coisas na casa. Porém, se antes já tinha algo favorito, como seus sapatos por exemplo, tire-os de sua vista.

Não o irrite

Ensinando o filhote

Às vezes, brincamos com nossos cães e os sacudimos até que eles começam a grunhir e a tentar nos morder. Ambos entendemos que é uma brincadeira, mas este ato não faz nada mais do que incentivar o seu cão a manter a boca aberta todo o tempo possível, fomentando nele a vontade de morder tudo o que encontre.

Exercício

Faça com que seu cão se exercite. Muitas vezes os cães mordem por ansiedade ou tédio. Um cão com uma boa dose de exercícios diários não terá tempo para o tédio ou para se sentir ansioso, apenas pensará em descansar. E enquanto descansar, não morderá nada.

Faça-o ver sua desaprovação

Se ele morder algo que não deve, não o permita continuar. Faça-o ver que não deverá fazê-lo, mas não tire de sua visão o objeto mordido. Devemos fazer com que ele aprenda que não deve morder algo esteja você presente ou não, veja o objeto ou não.

Não é uma tarefa fácil, já que os cães e nós não falamos o mesmo idioma. Mas sempre dizemos o mesmo: amor, perseverança e paciência, estes deveriam ser os motores do mundo, porque realmente funcionam.

 

Créditos da imagem: Lisa L Wiedmeier.