6 passos essenciais para educar seu cão

Educar um cão

Em geral, sempre se reforça a importância de que o cão conheça certos limites, mas muito raramente se diz como conseguir isso. A seguir, contaremos a você os 6 passos essenciais para educar seu cão.

É fundamental que se leve em conta que a educação de seu cão garantirá a você uma boa convivência com ele, bem como a possibilidade de poder controlar, em partes, seus impulsos e evitar que ele cause danos.

Do esforço que você colocar em educar o seu cão neste aspecto, dependerá, em grande parte, a qualidade de vida que o seu animal de estimação terá. Sendo assim, comece pelo essencial:

A educação começa desde que ele chega ao lar

Sempre é mais fácil iniciar a educação de um cão quando ele ainda é um filhote, ainda que isso não signifique que os cães adultos não possam ser educados. Pelo contrário, o sucesso para conseguir uma convivência saudável com um cão, é que sejam estabelecidos limites desde o momento em que ele ingressa em sua nova casa.

Enquanto é importante compreender que eles devem passar por seu próprio processo de adaptação, algo que lhes facilitará muito este processo, é que eles conheçam desde o início as normas de seu lar, os espaços que eles podem ter acesso, os horários de alimentação, igualmente os de passeio, entre muitos outros.

Não humanizar o cão

Algo muito frequente entre os donos, especialmente entre os novatos, é que estes tendem a humanizar o animal de estimação. Com humanizar, não nos referimos a falar com eles, ou lhes tratar com carinho e atenção, mas sim de utilizar estratégias da psicologia humana ao educar um cão.

Fazer isso é contraproducente, pois gera uma barreira entre o que queremos que ele faça e o que ele entende, causando no animal uma desestabilidade emocional e atrasando os processos de aprendizagem.

Identifique-se como o alfa

Dono e cão brincando

Unido ao ponto anterior, a estrutura social dos cães requer hierarquia, portanto o cão deve identificar você como um líder e não como um par. Caso contrário, ele começará a lutar com você pelo poder e pelo controle do território e da matilha.

Para você ter uma convivência saudável com o seu cão, o melhor é que ele assuma um papel de submissão. Caso contrário, ele se sentirá responsável pelo grupo, o que poderá causar problemas de comportamento envolvendo territorialidade, agressão ou estresse.

Tenha sempre em mente que os cães são animais muito poderosos e ter um cão ingovernável pode ser, além de uma experiência desagradável para você, um verdadeiro risco.

Trabalhe em sua confiança e autoestima

Uma boa estratégia para se ter um cão equilibrado e evitar situações como a ansiedade ou o nervosismo é que este desenvolva uma boa autoestima. Para conseguir isso, o melhor que você pode fazer é desafiá-lo através de jogos que estimulem seu intelecto.

Por exemplo, você pode usar brinquedos caseiros que envolvam desafios a enfrentar, premiá-lo quando ele fizer algo corretamente ou acatar as suas ordens e, lembre-se de jamais recorrer à violência física ou verbal como estratégia de educação.

O afeto também é importante, pois através das carícias, brincadeiras e mimos, se estabelece e se fortalece vínculos com ele, e estes serão duradouros e inquebráveis.

Socializá-lo adequadamente

Cães correndo

Parte do equilibro emocional de seu cão provém da socialização com outros animais e pessoas. Os cães aprendem com outros a fazerem coisas típicas de sua espécie.

Enquanto as primeiras aprendizagens são adquiridas de sua mamãe e irmãos, muitas outras coisas ele aprende do contato com outros (por exemplo, a controlar a força).

Lembre-se de que não é prudente socializar um filhote antes deste ter completado o seu calendário de vacinação, pois isso o deixa vulnerável a adquirir doenças que os outros cães já estão imunizados.

A socialização também inclui o contato com outras pessoas e animais de diferentes espécies. Dessa maneira, será mais fácil que ele aceite a terceiros em seu território ou que possa caminhar tranquilamente pelo parque sem querer se soltar da coleira para perseguir um animal menor.

Seus espaços e suas coisas

Você deve ensinar ao seu cão que tudo tem um momento e um lugar. Dessa maneira, ele saberá como se comportar em casa, aprenderá a não pular nas pessoas e a não subir nos móveis e nas camas, caso você não permita isto.

Lembre-se que isto requer que ele aprenda a brincar com as coisas dele e não pegar as suas. Isto é importante porque evitará que ele cause danos em suas coisas e em sua casa.