9 causas de vômitos em cães

vômitos em cães

Os cães podem vomitar por diversos motivos. Em geral, costuma se tratar de uma questão passageira e que não apresenta maior gravidade. Mas se o fato se repete, pode ser um sinal de que algo  mais ou menos grave está ocorrendo com o peludo e que, por esse motivo, é necessário visitar o veterinário. Falaremos sobre algumas causas de vômitos em cães.

Vômitos em cães: quando se preocupar

Você deve saber que há muitos motivos pelos quais os cães podem vomitar e que, a princípio, são de fácil solução. Por exemplo, porque ingerem muita quantidade de alimento e/ou o fazem muito rápido, sem mastigar bem. Ou porque se exercitam imediatamente depois de se alimentarem. Entretanto, se a situação se repetir, pode se tratar de questões que requerem a atenção de um profissional.

Além disso, leve em conta que, nos animais idosos, nos que têm algum problema de saúde e nos filhotes, os vômitos costumam ser mais perigosos.

Dê a devida atenção aos seguintes sinais que podem estar indicando que seu cão vomita por questões que requerem uma consulta ao veterinário:

vômitos em cães

Foto: Christine e David Schmitt

  • Vômitos contínuos, inclusive depois de várias horas sem ingerir alimentos.
  • Vômitos com sangue de cor vermelha brilhante ou com aspecto de grãos de café (trata-se de sangue que foi parcialmente digerido).
  • Diarreia
  • Letargia
  • Distensão abdominal (inchaço)

Os cães podem vomitar por motivos diversos e com diferentes níveis de gravidade. Detalharemos algumas das causas que provocam esse problema.

Conheça algumas das causas que podem ocasionar vômitos em cães

Tome nota de 9 das causas que costumam causar vômitos nos cães. Ante a menor dúvida de que o animal não se encontra bem, faça uma consulta com um profissional de sua confiança.

1- Obstrução

Se o cão ingeriu algum osso ou se engoliu parte de um brinquedo ou de algum outro objeto, pode ser que estes elementos fiquem obstruindo seu estômago ou intestino. Como um ato reflexo, o cão tentará vomitar para eliminá-los. Algumas vezes, ele consegue. De qualquer forma, se você suspeitar que seu animal de estimação está atravessando este tipo de situação, leve-o ao veterinário com urgência.

2- Vírus

Quando o cão está infectado pelo parvovírus, destempero canino ou coronavírus, é provável que ele tenha vômitos, além de outros sinais, como inapetência e diarreia. Os filhotes costumam ser os mais afetados nestes casos.

3- Envenenamento e intoxicações

No caso de o animal ter ingerido alguma substância tóxica ou venenosa, seu corpo procurará expulsá-la através do vômito. Se você acha que seu cão sofre de algum tipo de intoxicação ou envenenamento, tente identificar a substância e leve-o ao veterinário sem perder um segundo a mais de tempo.

4- Parasitas intestinais

Os dois parasitas intestinais mais habituais que provocam, além de vômitos, diarreia e perda de peso nos peludos, são o ancilóstomo e a giárdia.

5- Úlcera estomacal

Quando o vômito contém sangue ou apresenta um tom negro e turvo, é muito provável que o peludo tenha uma úlcera em seu estômago.

6- Alterações na dieta

Qualquer modificação na dieta de seu animal de estimação pode fazer com que ele vomite: mudanças na marca ou no tipo de ração, comida extra que lhe é oferecida como prêmio ou inclusive algo que ele ingeriu ao explorar a lata de lixo de casa ou de outros.

7- Inflamação dos intestinos

vômitos em cães

Se o vômito do cão for esbranquiçado e com fluidos estomacais, pode ser que ele sofra de uma inflamação crônica dos intestinos. Aqui se faz necessária uma dieta restrita determinada por um especialista.

8– Acidez estomacal

Quando o peludo vomita um líquido amarelado, em geral, logo depois de comer, a causa pode ser uma superprodução de bile ou de ácidos do estômago. Nestes casos, alimente o seu cão com maior frequência, mas com porções menores.

9- Tumores

Os cães idosos têm maiores possibilidades de desenvolver tumores. Se estes afetarem o fígado, os rins ou o sistema digestivo, o mais provável é que os bichinhos apresentem vômitos junto a outra série de sinais. Se seu cão for idoso, faça exames médicos periódicos nele para garantir a melhor qualidade possível de vida para o seu peludo.