A reprodução e o cio nos gatos

Os gatos são uma das espécies domesticadas mais inclinadas à sexualidade que existem. Isso pode trazer um problema para os donos desses animais, sobretudo para aqueles que moram em apartamentos. O melhor para se adaptar a estes períodos é ter mais informações. Por isso, vamos contar algumas coisas sobre a reprodução e o cio dos gatos.

Características gerais

Características do cio dos gatos

Os gatos são animais muitos sexuais. A primeira coisa que você deve saber é que a sexualidade se manifesta em ciclos.

As gatas são sazonais e nos seus períodos mais férteis fazem todo o possível para atrair os machos. Essa época é conhecida como cio.

A sexualidade é mais forte nas fêmeas do que nos machos, já que as gatas começam a ficar maduras sexualmente com seis meses de idade e atingem sua maturidade sexual em torno dos nove ou dez meses, enquanto os gatos não amadurecem até que cheguem a um ano.

Na hora de cruzar sua gata é melhor escolher um macho que tenha mais de um ano. Caso seu animal de estimação seja macho e for cruzar, assegure-se de que a fêmea tenha mais de 10 meses. Assim, ambos terão seu amadurecimento sexual completo.

As relações sexuais entre animais excessivamente jovens não são aconselháveis e sempre é conveniente contar com um exemplar com experiência, seja ele a fêmea ou o macho.

Fatores genéticos ou ambientais

O ciclo sexual dos gatos não depende apenas de sua fisiologia, mas também de fatores externos e ambientais.

Ainda que os machos sejam capazes de cruzar sempre, as fêmeas necessitam estar no período apropriado, o que acontece a cada duas ou três semanas, apesar de que o auge das épocas de acasalamento aconteça na primavera e no começo do verão.

Além disso,  há certos fatores que determinam a ativação do sistema hormonal, como a duração do dia, a temperatura ambiente e a presença de outros gatos no mesmo local.

O carinho que os donos proporcionam, o aquecimento natural ou artificial, o tipo de alimentação, o lugar onde mora e o tipo de iluminação também são fatores que afetam o comportamento dos animais, especialmente das fêmeas.

Por isso, animais de estimação que vivem dentro de casa podem ficar no cio durante todo o ano. Gatos que moram no hemisfério sul têm o ciclo oposto dos que vivem no hemisfério norte.

Como ocorre nos seres humanos, os ciclos também dependem das características particulares de cada gata, ainda que existam diferenças gerais, como, por exemplo, a diferença da maturidade sexual entre fêmeas de raças de pelo longo e as de pelo curto.

Por exemplo, as siamesas podem ter seu primeiro ciclo aos cinco meses, enquanto as persas têm que esperar até dez meses por isto.

Períodos do ciclo sexual

O ciclo sexual dos gatos

O ciclo sexual dos felinos se divide em quatro fases: proestro, estro, metaestro e anestro.

O proestro dura entre um e três dias e também é conhecido como a etapa da paquera. É neste período que o apetite da gata aumenta consideravelmente, assim como o carinho que ela faz no dono. 

Sua vulva fica maior e seus miados tornam-se mais agudos e curtos. Ela fica mais inquieta e começa a insinuar-se para os machos. Todavia, não deixará que eles a cubram.

A etapa seguinte é o estro, que dura de quatro a seis dias, caso aconteça o cruzamento, ou se estende por até dez a 14 dias caso ele não ocorra.

Esse é o período de maior receptividade sexual da gata. Seus miados são mais altos e fortes. Ela os utiliza para chamar o macho.

Suas mudanças de comportamento são bruscas e perceptíveis. Ela urina frequentemente nos cantos e outros recantos para atrair os machos.

O metaestro é a etapa mais curta. Dura 24 horas e muitas vezes é considerada como parte do estro. Nesse período, a fêmea rejeita de maneira agressiva todos os machos que tentam se aproximar.

A última etapa é o anestro, que no caso da fêmea ter sido fecundada, dura dois meses. Se isso não ocorreu, varia de duas a três semanas, que é o descanso do ciclo sexual.

Comportamento da gata no cio

As gatas geralmente começam a ficar muito mais carinhosas e brincalhonas a partir dos seis meses, quando começam a se desenvolver sexualmente.

No entanto, quando elas estão no cio propriamente dito seus miados são intensos e fazem xixi por toda a casa, nos cantos e recantos escondidos, porque a urina serve como perfume para atrair os gatos da vizinhança.

Por serem os gatos uma das espécies domesticadas mais orientadas em relação à sexualidade, a esterilização e a castração são opções que devem ser levadas em consideração.

Os veterinários garantem que não existem efeitos colaterais para os gatos, e elas são recomendáveis e benéficas uma vez que evitam doenças e comportamentos indesejáveis.