Adestramento canino: evitar os puxões de coleira de forma simples

Todos nós já vimos a típica imagem de uma pessoa passeando com o seu cachorro, ficando atrás do cão, que puxa de tal forma que parece que vai tirar seu dono do chão. É por isso que não vemos pelas ruas uma criança ou um idoso levando seu animal para passear, mas só isso ocorre pois o cachorro não foi educado da maneira correta.

Esta situação faz com que o passeio, uma atividade que pode ser benéfica, divertida e alegre, se transforme em um sofrimento para os dois. Se você quer passear com seu cachorro de uma forma relaxada e sem puxões bruscos, iremos explicar como a seguir.

Conselhos prévios para evitar os puxões de coleira

cachorro-com-coleira

Lembre-se de que para adestrar um cachorro, você vai precisar de tempo, paciência, carinho e nunca poderá desistir. É muito importante também começar a sua educação desde filhote, aos 4 meses, quando já podemos ensiná-los normas básicas.

Quando começarmos o adestramento, devemos usar uma linguagem muito simples, com palavras claras e dando ordens com firmeza, sem duvidar de nós mesmo. É muito importante também que ajudemos com a linguagem corporal.

É fundamental que todos os membros da família participem da sua educação e adestramento. Devem estar de acordo em aplicar as mesmas palavras para as ordens dadas ao animal de estimação.

Caminhar com coleira de forma correta

passear-cachorro

É hora de começar o adestramento canino para evitar os puxões de coleira durante os passeios. A primeira coisa a fazer é escolher uma coleira adequada para o nosso cão.

Podemos encontrar diversos modelos, materiais e tamanhos, e é muito importante que ela se adapte bem ao seu pescoço e fique cômoda.

Recomendamos também que coloque a coleira primeiro em casa, para que se acostume pouco a pouco a andar com ele, principalmente se nosso animalzinho ainda é um filhote. Você pode deixar que ele a cheire e fazer com que ele saiba que terá que usá-la durante os passeios.

É hora de sair as ruas para passear. Colocamos a coleira no cachorro ainda em casa e lhe explicamos que vamos passear na rua e que ele deve se comportar bem.

Ainda que pareça algo absurdo, é bom falar com os animais e fazer com que eles entendam o que vamos fazer.

Já na rua, coloque seu cão junto a si e escolha um lado do seu corpo, por exemplo o esquerdo. Peça que ele se sente, usando uma voz firme e a palavra que escolheu para esta ordem, por exemplo “senta”. Se ele lhe obedecer, dê-lhe uma recompensa ou simplesmente demonstre que ele se comportou muito bem.

Comece a caminhar e faça com que ele entenda que deve permanecer junto a você sem puxar a coleira. Se o seu cão se adiantar, você deve detê-lo e puxar suavemente a sua coleira, até que ele volte a se colocar do seu lado esquerdo.

Uma vez que os dois estejam novamente na posição inicial, é hora de recomeçar a caminhada. Não se esqueça de parar novamente toda vez que ele sair andando de perto de você ou se cruzar seu caminho.

Quando conseguir que seu cão caminhe junto a você, sem puxar nem cruzar o seu caminho, você deve sempre premiá-lo, para que entenda que se comportou bem.

É importante dizer que provavelmente você não vai conseguir fazer isso no primeiro dia, mas cada vez mais irá melhorando e avançando no treinamento, por isso lembre-se de nunca jogar a toalha e desistir.

Serão mudanças progressivas e quando conseguir que ele caminhe junto a você sem puxões de coleira, pode aprender outros truques como por exemplo fazer giros.

Não se esqueça de ter sempre uma boa atitude para que o seu cão associe o passeio a algo bom e agradável. Evite gritar com ele e nunca bata nele, já que ele não vai entender o que está acontecendo. É preferível valorizar positivamente dando-lhe recompensas quando fizer o que quisermos.

Se você conseguir caminhar com o seu cachorro tranquilamente, o passeio vai se transformar no momento favorito de ambos. Lembre-se de que passear com seu cão não beneficia somente a ele, mas também a você.