Adestramento canino: os 6 melhores truques para cachorros

adestramento canino

Se você tem um novo animal de estimação e está se perguntando quais são os melhores truques para o seu adestramento, pode seguir alguns conselhos com os quais conseguirá melhorar consideravelmente a conduta de seu animal. Mas antes vamos dar uma olhada em quais são os diferentes tipos de treinamentos para melhorar o adestramento canino.

Tipos de adestramento canino

Os cães têm muitas opções quando se trata da sua educação. Alguns aprenderão normas de comportamento básicas para passar tempo com uma família, enquanto outros podem aprender habilidades para trabalhar com buscas e resgates. Existem muitos e diferentes tipos de treinamentos para cachorros, dependendo das suas necessidades.

Um tipo de treinamento é aquele que ensina aos animais de estimação como se comportar bem na presença de outros animais e pessoas. Parte desta formação pode tratar de problemas de comportamento como latidos em excesso ou mastigar tudo que está ao seu alcance.

O treinamento de obediência é outra das variedades. Esta formação é voltada para conseguir que os cachorros sejam obedientes através do uso de comandos distintos como se sentar, ficar quieto, deitar, entre outros.

O treinamento de agilidade é para aqueles cães que participarão de eventos esportivos, como corridas, corridas com obstáculos ou saltos. Este é definitivamente um tipo mais avançado de formação, já que pressupõe que o cachorro entenda comandos básicos. Um ponto a ressaltar é que, durante a competição, o cão não pode receber nenhum tipo de premiação. Por isso, seu animal de estimação deve ter uma forte conexão com você, seja através da voz ou por meio de determinados gestos físicos.

Se, por um lado, qualquer cachorro pode aprender estas habilidades, algumas raças são mais inclinadas aos esportes do que outras.

6 Truques básicos

adestramento-canino-2

Escute o seu cão e dê-lhe muito afeto; aprenda a escutar seu cachorro. Se ele se sente incomodado quando se encontra com outro animal ou pessoa, não insista que ele os cumprimente. Ele está lhe dizendo que não se sente cômodo por alguma razão, e por isso deve ser respeitado. Forçar a convivência pode causar um grande problema.

Tenha certeza de que você dá ao seu cão toda a atenção da qual ele precisa. Faça-o saber que se comportou bem. Inclusive, não há problema se você for um pouco exagerado.

Ainda que você ache que alguma guloseima é uma delícia para seu cão, isso não significa que seu pequeno amigo irá gostar dela. Alguns cães são muito seletivos em relação ao que gostam de comer. Guloseimas macias e mastigáveis são geralmente mais emocionantes que opções duras e crocantes. Mantenha seus olhos abertos em relação ao que ele gosta.

Não há nada de errado em dizer “não” ao seu cachorro, ainda que sempre seja melhor falar o que você quer que ele faça, para evitar confusões.

Unifique critérios: toda vez que estiver treinando o seu cão, é importante que todos os membros da família participem. Unificar critérios e regras é a chave do êxito para que seu cão não se confunda e alcance um bom comportamento.

adestramento-canino-3

Defina expectativas realistas: mudar o comportamento do seu animal de estimação requer tempo. Por exemplo, se você não se importou que ele subisse nas pessoas nos últimos sete anos, e agora decidiu que não quer que ele faça isso nunca mais, mudar este comportamento levará muito mais tempo do que se você o tivesse treinado quando era filhote.

Entretanto, lembre-se de que nunca é tarde demais para mudar o comportamento dos cães, só irá tomar mais tempo.

Não subestime os benefícios de alimentá-lo com alimentos de qualidade: alimentar seu cão com uma dieta adequada e quantidades recomendadas de proteína é algo básico. Além de melhorar a sua saúde, também irá favorecer o seu comportamento.

Por isso é recomendável que sempre consulte um veterinário sobre qual é a dieta, quantidade e alimento mais adequados para o seu cão.

Recompensa: a ideia de usar petiscos para treinar o seu cachorro pode funcionar como um reforço, mas não abuse dela. Você pode combinar o treinamento com brincadeiras e passeios.

Liberdade: deixe que seu cão ganhe um pouco de liberdade em toda a casa gradativamente. Um erro comum que se comete é dar-lhe liberdade demais muito cedo. Isso pode levar facilmente a acidentes no lar, ou que ele mastigue destrutivamente tudo que estiver ao seu alcance.

Por isso, talvez fechar as portas de alguns quartos e ambientes desocupados seja necessário.