Adotar um gato com um cão já em casa

adotar um gato

Ter um cão em casa é uma das melhores experiências que se pode ter na vida. A partir do momento em que o nosso pequeno amigo peludo entra pela porta, já não sabemos mais viver sem ele. Depois é despertada em nós uma ternura especial para com os outros animais e, embora seja possível que não queiramos fazer um zoológico em nossa casa (bem, alguns sim), possivelmente pensemos na possibilidade de adotar um gato com o cão já em casa, ou talvez outro animal, mas hoje nos centraremos nos felinos.

Quem não conhece o dito popular “se dão como cão e gato”? Será mesmo que um gato não pode conviver com um cão? Seja verdade ou não, trazer um felino para casa quando já há um cão, pode implicar em alguns problemas. Por isso vamos dar alguns bons conselhos para evitar que surjam esses problemas.

Adotar um gato: não deixe de lado os conselhos dos profissionais

Cachorro cheirando gato

Nos centros de adoção onde você poderá adotar um gato, os profissionais poderão lhe aconselhar sobre o que fazer para que a convivência entre o cão e o seu novo amigo seja excepcional. Está comprovado que cães e gatos podem ser excelentes companheiros, chegando a ter uma conexão muito especial, tanto ou mais do que se fossem da mesma espécie. Os animais não entendem de preconceitos.

Porém, cada gato tem sua personalidade e jeito de ser e nem todos estão preparados ou dispostos a conviver com cães. No centro de adoção lhe dirão qual felino é melhor para isso. Eles conhecem cada um deles pessoalmente e sabem muito bem quais os que estão acostumados a conviver com outros animais e que, portanto, terão mais facilidade de passarem a viver com um cão.

Isso pode supor um sacrifício de sua parte, pois é possível que o gato que você goste e quer escolher não seja o mais adequado para conviver com um cão.

Adotar um gato: apresente-o ao cão de forma adequada

Fazer uma apresentação formal entre seu cão e seu novo amigo felino é primordial para que a convivência transcorra sem problemas.

O animal adotado precisará se sentir protegido, pois é normal que, ao chegar a um novo lar com animais e pessoas diferentes, possa ter um pouco de medo. A melhor maneira de fazer essa apresentação é deixando o gato em sua cesta ou caixa de transporte para que seu cão o cheire e para que eles possam se conhecer a partir de um lugar seguro para o felino.

É importante que você não deixe de supervisionar ambos os animais, pelo menos na primeira semana de convivência, até que eles se adaptem completamente.

Adotar um gato com um cão em casa: crie um ambiente adequado

Ao chegarmos a um novo local e nos encontrarmos com pessoas desconhecidas, nos sentimos incomodados. Isso é o mesmo que acontecerá com o seu gato quando ele chegar à sua casa pela primeira vez, somado à presença de seu cão.

Pois bem, a melhor maneira de fazer com que o seu novo amigo se adapte com facilidade é criar um ambiente propício. Os gatos se estressam com facilidade em qualquer mudança de rotina, assim crie um ambiente tranquilo, sem muitos ruídos, e evite que haja muitas pessoas ao mesmo tempo ao redor dele.

Adotar um gato com um cão em casa: cada um em seu espaço

adotar um gato

É verdade que colocar os bebedouros e comedouros de ambos no mesmo lugar, assim como suas camas, pode economizar um pouco de tempo durante a limpeza. Porém, é importante que o gato se sinta o mais rápido possível como um novo membro da família. Ele deve ter seu lugar como todos os outros animais e que não seja esse o espaço do cão.

Isso é importante porque caso o seu cão se sinta ameaçado em seu espaço (lembre-se que eles são territoriais), isso poderá ocasionar problemas. Portanto, escolha o local onde estará o seu cão e escolha um diferente para o seu novo pet felino.