Por que alguns donos abandonam o próprio animal de estimação?

donos abandonam o próprio animal de estimação

Neste artigo, não defenderemos uma atitude tão cruel como abandonar um animal. Sem importar quais foram os motivos que levaram a alguém a agir dessa maneira, a ideia é conhecer as principais causas. Você gostaria de saber por que alguns donos abandonam o próprio animal de estimação? Aqui lhe contaremos isso.

Alguns donos abandonam o próprio animal de estimação

cao-de-rua

Milhões de cães (principalmente) são deixados na rua anualmente em todo o mundo. Muitos deles morrem, alguns são levados para abrigos ou canis e poucos são adotados por uma família carinhosa.

Se a isso somarmos o fato de que nem todos os donos tinham esterilizado o animal de estimação, o problema se torna muito maior, porque esses animais abandonados se reproduzem pelo menos uma vez por ano.

Abandonar um animal é quase o mesmo que assassiná-lo. São poucas as probabilidades de que esse animal de estimação retorne a um lar e a maioria deles termina seus dias ou na rua ou em um abrigo, junto a centenas de cães na mesma condição que eles.

Inclusive, em muitos países, os cães abandonados são assassinados das formas mais cruéis que podemos imaginar (desde eletrocussão, passando pela câmara de gás, ou sendo queimados ou envenenados).

Por que os donos abandonam o próprio animal de estimação?

São várias as razões pelas quais alguns donos abandonam o próprio animal de estimação. Possivelmente possamos entender por que há tantos cães na rua, uma vez que analisemos estas causas:

Doenças

Alguns animais de estimação têm um problema de saúde que requerem tratamentos muito caros e que a família não pode bancar. Também pode ser que o dono não tenha tempo para se encarregar da recuperação do animal.

Comportamento

Um cão perigoso, desobediente ou instável está sob maior risco de ser abandonado do que aquele tranquilo, obediente ou inofensivo. Muitas vezes o fato de o animal não ser “perfeito” está relacionado à falta de adestramento ou de paciência.

Dinheiro

Ter um animal em boas condições é bastante caro. Os gastos em alimentação e saúde são elevados e difíceis de serem feitos quando alguém não tem trabalho ou possui muitas dívidas.

Mudança

Passar a viver em uma casa menor ou em um pequeno apartamento faz com que as pessoas optem por abandonar o próprio animal de estimação, sobretudo se esse for de grande porte.

Idade

É mais provável encontrar cães idosos abandonados do que filhotes em situação de rua. Por quê? Porque, de acordo com o pensamento desses donos, eles já não são tão “divertidos” e necessitam de mais cuidados.

Ver o cão como um brinquedo

Não há nada pior do que dar de presente de Natal ou de aniversário a uma criança um cachorrinho. O motivo é muito simples: a criança acreditará que se trata de um brinquedo e em pouco tempo se cansará dele. Como não dará mais atenção ao animal e terá que alimentá-lo, os pais optarão por deixá-lo na rua.

Doença ou falecimento do dono

Muitas vezes, quando uma pessoa idosa morre ou deve ser internada, os familiares não sabem o que fazer com seus animais de estimação. Quase sempre terminam abandonando o bichinho a sua sorte, embora tenha estado há anos na família.

Nascimento de um bebê

gato-na-rua

Quando um casal ainda não tem filhos e trata o cão como um bebê, a partir do momento em que a família aumentar já não se interessarão mais por ele e, é provável, que o deixem na rua.

Viagens ou férias

Sabia que a maioria dos abandonos ocorrem no verão? Parece que a certas pessoas incomoda ter que deixar o cão em uma creche especializada ou aos cuidados de um familiar ou vizinho e esses indivíduos optam por deixá-los no meio da estrada.

Ninhadas indesejadas

Não esterilizar as fêmeas é um grande problema, já que, depois delas terem seus filhotes, muitos donos não sabem o que fazer com eles. Ao invés de esperarem para que os filhotes possam ser colocados em adoção, alguns decidem abandoná-los, com a mãe incluída, em muitos casos. E é muito difícil que todos sobrevivam!

Deixam de ser rentáveis

Os cães são usados pelas pessoas para gerar dinheiro. Seja com as corridas, com as brigas ou as crias, eles se transformam em uma fonte de lucros. Quando o animal está velho, está doente ou já não pode mais ter filhotes, abandona-se o bichinho.

Por isso, devemos dizer que ter um animal de estimação é uma grande responsabilidade. Decidir adotar um cão é uma decisão que não deve ser feita de forma impulsiva.