Animais de estimação sofrem com a falta de alimentos na Venezuela

Venezuela, animais sofrem com falta de alimento e outros

A Venezuela é um país que nos últimos anos tem estado presente em todos os jornais devido à terrível crise política, econômica e social que vivem seus cidadãos, chegando ao ponto do poder aquisitivo deles ser um dos piores do mundo. Longas filas, que duram horas, se formam para que os cidadãos comprem produtos básicos e, às vezes, eles nem conseguem comprá-los.

Além dessa terrível realidade, o venezuelano ainda tem que atravessar diariamente a insegurança, que chegou a tal ponto que, anualmente, há um maior número de pessoas que são assassinadas do que nos países que estão em guerra.

Entretanto, de todas as difíceis realidades que vive este país petroleiro, existem muitas que estão ocultas, que não aparecem nos meios de comunicação e que, apesar de serem menos exibidas, não deixam de ser menos importantes.

Uma destas é a relacionada à vida dos animais de estimação na Venezuela, que também são vítimas diretas da insuportável situação que se vive no país, por não conseguirem os muitos produtos necessários tanto para a alimentação como para a saúde deles.

Alimentos caros e difíceis de serem encontrados

Cachorros

Fonte: www.bbc.com

Ser dono de um pet se tornou um verdadeiro inferno nesta parte do mundo, já que o alimento animal além de ser muito difícil de ser encontrado, também tem um preço extremamente alto.

A partir deste fato muitos donos de animais na Venezuela optaram por não seguirem os conselhos dos especialistas e dar aos animais comida caseira, já que muitos donos de animais chegaram a comentar o fato de ser evidentemente preferível lhes servir algo para comer ao invés de deixá-los morrer de fome.

Embora nos cães os alimentos caseiros podem não causar muitos males, o maior perigo passam principalmente os gatos, já que estes belos animais podem vir a sofrer de insuficiência hepática ou renal, por isso em inúmeras ocasiões é comum ver os donos de gatos servirem aos seus bichanos comida de cães, para evitarem problemas piores.

Entretanto, esta alimentação não contém a quantidade de proteínas que requerem os felinos, por isso se complementa com carne para que a alimentação seja a mais normal possível, em um país onde isso costuma ser difícil até mesmo para os humanos.

Este delicado problema trouxe como consequência nos últimos meses um aumento no número de mortes de gatos, resultado da má alimentação e da dificuldade que existe para tratá-los por ser difícil conseguir os remédios necessários.

A saúde dos animais na Venezuela

Além de ser muito difícil conseguir o alimento para os animais de estimação, o mais desesperador de se ter animais na Venezuela é que se estes pequenos peludos sofrerem alguma doença delicada, dificilmente terão outro destino que não seja a morte, já que encontrar os medicamentos necessários é ainda mais difícil e custoso do que os alimentos.

Conforme chegou a declarar Germán Campos, que é diretor da Associação da Indústria de Saúde Animal no país caribenho, que produz e importa tanto alimentos como medicamentos, os produtos destinados aos animais de estimação no país se encontram em níveis tão baixos que a qualidade de vida destes bichinhos se tornou péssima.

Também, ele declarou que a falta de remédios é tão alarmante que uma grande parte dos veterinários não só limitaram os produtos que prescrevem, mas também optaram por fazer uso dos medicamentos destinados aos humanos para tratar os animais de estimação.

Cirurgias e Parvovírus

Cachorro deitado na terra

A situação mais terrível deste inferno que vivem os animais na Venezuela se dá quando o animal tem alguma doença que requeira cirurgia.

É que como já declararam inúmeros especialistas, uma vez que a solução para ela seja uma intervenção cirúrgica, chega-se ao ponto de ter que informar aos familiares do animal que não há nada que se possa fazer, já que não há agentes anestésicos nem materiais para sutura.

Da mesma forma, nesta nação, quando o cão é vítima do Parvovírus, o animal se torna virtualmente condenado à morte, já que a vacina para combater essa doença, muito comum, é quase impossível de ser conseguida.

Como se pode ver, ter um animal de estimação neste país se tornou um verdadeiro sofrimento, exceto você tenha muitíssimo dinheiro para poder viajar para o exterior e comprar os produtos necessários para a alimentação e a saúde do animal.