Como se aproximar de um cão desconhecido?

Como se aproximar de um cão desconhecido

Se você é alguém que ama os animais e que se preocupa com eles, certamente se encontrar na rua um peludo que parece perdido ou abandonado irá querer se aproximar para socorrê-lo. Entretanto, antes de tentar se aproximar de um cão desconhecido, você deve tomar uma série de precauções para evitar que o cão interprete mal suas intenções e que venha a reagir de maneira negativa.

O que você deve levar em conta antes de se aproximar de um cão desconhecido

Antes de se aproximar de um cão desconhecido você deve estudar a linguagem corporal dele e decodificar os sinais que ele emite. Desista da ideia de se aproximar se o animal mostrar sinais de agressividade. Por exemplo:

Animal de rua

  • Latidos e grunhidos;
  • Mostrar os dentes;
  • Orelhas em pé e para frente;
  • Cauda erguida;
  • Patas rígidas;
  • Pelagem arrepiada.

Nestes casos, as possibilidades de que o animal tentará te morder são muitas e possivelmente a melhor coisa a fazer é recorrer a integrantes de alguma associação protetora que possam ir em resgate ao cão.

Para se aproximar com êxito de um cão desconhecido, primeiro você deve saber como interpretar sua linguagem corporal.

Como você deve se aproximar de um cão desconhecido

Se o peludo se mostrar amigável, ou se pelo menos não apresentar sinais de agressividade, tente fazer com que seja ele que se aproxime de você. Se ele não o fizer, você pode se aproximar dele, de lado, e muito lentamente. Siga estes conselhos:

  • Não fale com força, mas sim em um tom calmo e afetuoso;
  • Não faça movimentos bruscos nem tente encurralá-lo;
  • Evite o contato visual prolongado. O animal poderá interpretar isso como um desafio e um sinal de domínio de sua parte;
  • Estenda sua mão para que ele a cheire. É uma forma de demonstrar suas boas intenções;
  • Acaricie-o com suavidade, preferencialmente no lombo;
  • Permaneça agachado para lhe demonstrar que está a seu nível.

Se você notar que o cão está reticente, retroceda e volte a tentar o contato em outro momento ou depois de alguns minutos. E leve em conta que se o cão mover a cauda, isso nem sempre é sinal de alegria, pode ser um claro sinal de que ele se encontra agitado e nervoso.

O que fazer quando você conseguir se aproximar do cão

Se você ganhar a confiança dele, tente checar se ele possui uma placa de identificação para que você possa contatar seus donos. Também é possível que ele possua um microchip.

Se o cão não estiver identificado de nenhuma maneira e você conseguir fazer com que ele te siga, ou você poderá também colocar nele uma coleira, leve-o a um veterinário para que ele seja examinado e só depois leve-o para a sua casa ou para a casa de um amigo ou familiar que possa recebê-lo ou, em último caso, leve o cão para um abrigo de animais.

O ideal é que você continue tentando descobrir se, ainda que pese a sua falta de identificação, o animal tem donos. Cole cartazes, recorra às redes sociais e a diferentes meios de comunicação e cheque ou publique avisos nas seções de animais perdidos.

Se os resultados não forem positivos, é hora de encontrar um novo lar para o animal. Possivelmente a esta altura você já terá se afeiçoado o suficiente e queira adotá-lo.

Casos em que você não deve se aproximar de um cão

Não se aproxime e nem tente tocar um cão desconhecido que esteja:

  • Acorrentado ou amarrado;
  • Trancado em uma jaula, em um cercado, etc;
  • Atrás de um portão ou grade;
  • Dentro de um automóvel;
  • Dormindo, ou que não note sua presença;
  • Doente;
  • Com filhotes;
  • Comendo.

Em todos estes casos é possível que o animal responda de maneira agressiva, seja por medo ou porque ele defende o que considera como seu território.

Inclusive se você não puder resistir à tentação de acariciar um peludo que passeia com seu dono, você primeiro deverá pedir permissão ao dono e fazer como ele lhe indicar.

Responsabilidade acima de tudo

Cachorro

É importante que você explique às crianças da família que elas não devem se aproximar e nem tentar acariciar um cão desconhecido, por mais que elas gostem de animais.

Também é necessário que indique aos seus filhos como eles devem proceder se o animal começar a se mostrar agressivo com elas.

E lembre-se que conhecer a linguagem corporal dos cães é de suma importância nestes casos. Assim você poderá se aproximar com êxito de um cão desconhecido e ajudar para que ele reencontre seus donos ou um lar substituto e que, possivelmente, poderá ser o seu.