As 5 causas mais comuns de perda de pelo no cão

A perda de pelo nos cães

Um dos temores estéticos que vemos com maior frequência nas pessoas é o risco de ficar sem cabelos ou careca, como é conhecido popularmente quem perde os fios. A alopecia é um problema que cada vez mais atinge os homens e também as mulheres. Não é uma questão meramente estética em muitas ocasiões isso pode estar por trás de algum transtorno de maior ou menor gravidade.

Como já sabemos, nossos animais de estimação têm muitas coisas em comum com as pessoas, e uma delas é que eles também sofrem deste mal. Por isso, neste artigo vamos mostrar quais são as 5 causas mais comuns da perda de pelo em cães.

 

Os 5 motivos principais de perda de pelo no cão

A seguir veremos as cinco causas mais importantes que podem causar a perda de pelo nos cães.

1. Os calos ou as úlceras

Cachorro deitado

O que habitualmente conhece-se como calos são, na realidade, úlceras por decúbito, aquelas que são produzidas por uma pressão na pele que impede que a sangue chegue à determinadas áreas. Quando não chega suficiente fluxo sanguíneo a pele pode morrer, o que causa a formação de úlceras. 

No cão isto é frequente na zona dos cotovelos e outros pontos que possam permanecer muito tempo apoiados no chão. Estas úlceras podem chegar a sangrar e doem muito para o animal. 

A fricção constante produzida nesse lugar do corpo acabará causando a perda de pelo. Este problema é encontrado com mais frequência nos cães de grande porte, pesados ou idosos.

2. A síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing, também conhecida como hiperadrenocorticismo, acontece quando o organismo produz demasiada cortisona. Isso geralmente acontece pela aparição de um pequeno tumor na hipófise.

Entre os sintomas desta doença, podemos identificar que o cão fará mais xixi e beberá mais água, aumentando o apetite, a pele fica mais fina, o abdômen inflamado, prostração, o animal também fica ofegante e apresenta debilidade muscular.

É claro que a perda de pelo no cão também é preocupante. Também podem sofrer esta síndrome aqueles animais que foram tratados com cortisona por um período longo de tempo.

3. A genética

Como acontece com os seres humanos, há cães que estão geneticamente predispostos a perder mais pelo que outros dentro da mesma raça. Contudo, também há raças que têm uma maior tendência a sofrer este problema de alopecia canina, como o Dobermann Pinscher, o Teckel, o Chihuahua, ou o Whippet.

A falta de pelo pode ser encontrada em muitas partes do corpo, como nas costas, no dorso, na coxa, na parte baixa do pescoço ou nas orelhas.

4. As infecções parasitárias

Cachorro se coçando

Em certas ocasiões, as infecções produzidas por parasitas são inevitáveis, embora em outros casos devem-se à falta de cuidados. É necessário prevenir de maneira adequada para evitar que os piolhos, as pulgas, ou os carrapatos cheguem até nosso animal de estimação. Também temos que lutar contra a sarna.

Tudo isso pode ocasionar a perda de pelo no cão. Assim devemos adotar todas as precauções para evitar que nosso animal tenha qualquer destes problemas que são muito incômodos para nosso amigo fiel.

5. As alergias

Embora nós tenhamos deixado para o último ponto, não é uma causa de menor importância. De fato, é uma das mais comuns e que, além disso, provocam um grande sofrimento ao animal. Devemos ter em conta que a perda de pelo no cão é um dos principais sintomas das alergias caninas, o que nos dará a pista para tomar outro tipo de medidas, orientadas sempre por um profissional da saúde animal.

As causas que estão por trás deste problema são similares às que ocasionam as alergias nas pessoas: o pólen, os ácaros, o mofo, a alimentação ou inclusive as pulgas e carrapatosAlém da queda de pelo, que acabará fazendo que o animal tenha pequenas ou grandes falhas de pelo, veremos que é comum ele se morder ou se raspar na tentativa de acalmar a coceira.

Como vimos, as causas da perda de pelo no cão são muito diversas, mas quem melhor pode determinar sua origem e, também, determinar o tratamento adequado é seu veterinário. Se você perceber que o animal tem menos pelo ultimamente, não tenha dúvida e leve-o ao veterinário imediatamente.