As 5 raças de cães mais atletas

As raças de cães mais atletas

Quando você decide ter um animal de estimação, geralmente quer que ele tenha determinadas características para uma boa convivência. Se você é uma dessas pessoas que amam exercícios físicos, contamos a você alguns detalhes sobre as raças de cães mais atletas e que são excelentes companhias para quando você for praticar atividades físicas.

Quais são as raças de cães mais atletas?

labradores brincando

Embora, em princípio, a maioria dos cães poderia cumprir com maior ou menor êxito a tarefa de se exercitar ao ar livre com você, vamos fornecer informações sobre cinco raças de cães ideais para a prática esportiva.

Se você é uma pessoa que escolhe se exercitar diariamente, seja por questões profissionais ou por simples estilo de vida, podemos te contar quais são as raças ideais para te acompanhar durante os exercícios físicos.

Husky Siberiano

Os famosos cães de trenó são excelentes companheiros para pessoas amantes de exercício físico. Não hesite em escolhê-los. Entre suas características destacam-se:

  • Rapidez;
  • Agilidade;
  • Resistência;
  • Força.

Os Huskies não te decepcionarão se você for um atleta inveterado.

Pastor Australiano

O Pastor Australiano, como qualquer cão de trabalho, é um animal muito ativo, que tem muita energia e dinamismo. Por esse motivo, precisa fazer atividade física regularmente. Além disso, por ser equilibrado, amigável e obediente – e vale lembrar que é um cão de guarda – não apresenta grandes inconvenientes ao entrar em contato com outros cachorros ou pessoas.

Labrador Retriever

Não deixe que a natureza tranquila e paciente do Labrador Retriever engane você. Ele é um cão com muita energia e que adora se movimentar. Além disso, mantendo-o ativo, você evitará que desenvolva a tendência a engordar típica da raça. Lembre-se do fato de que eles são animais que gostam da água e tenha isso em mente ao escolher o tipo de exercício físico.

Pointer

Se existe um inimigo do sedentarismo, esse é o Pointer. Ele não apenas te acompanhará com prazer ao se exercitar, mas demandará mais de você. Veloz, forte e incansável, também faz parte das principais raças de cães caçadores.

Dálmata

Outro cão ideal para servir de companhia quando você for se exercitar é o Dálmata. Lembre-se que, há algum tempo, eram animais que corriam ao lado das carruagens puxadas por cavalos, tanto como guardiões ou simplesmente como um sinal de status da nobreza. Os Dálmatas apresentam grande resistência e um corpo atlético, de boa musculatura.

Recomendações para a hora de fazer exercícios com seu cão

Atenção! Antes de sair com seu animal de estimação e se exercitar, leve em consideração uma série de questões para que tudo saia bem. Dessa forma, atente-se para as informações a seguir:

  • Não exponha o seu amigo peludo a uma intensa atividade física sem que o veterinário tenha dado sinal verde após uma revisão completa de seu estado de saúde.
  • Permita que seu animal se adapte progressivamente ao seu ritmo. Não force o seu cão. Pouco a pouco ele chegará longe.
  • Evite realizar exercícios em temperaturas extremas, sobretudo durante o calor. É recomendável fazer atividades físicas durantes as primeiras horas da manhã ou ao entardecer.
  • Mantenha você e seu cão hidratados. Lembre-se que os cãs se desidratam mais rápido que nós. Assim sendo, assegure-se de que você e seu amigo de quatro patas tenham acesso a água durante a atividade física.

Outras recomendações durante o exercício físico com o seu peludo

Cachorro correndo

Fique atento, também, para os seguintes tópicos se quiser praticar atividades físicas com seu animal de estimação:

  • Não é recomendável que um cão corra longas distâncias se tem menos de um ano de idade. Espere até que seus ossos estejam suficientemente fortes para enfrentar o desafio.
  • O ideal é que um cão atleta pese mais de 15 quilos.
  • Se praticar exercícios durante a noite, não esqueça de utilizar uma luz refletiva tanto para você quanto para seu cão.
  • Se levá-lo para correr de coleira, deve ir a sua frente para evitar acidentes e possíveis lesões para ambos.
  • Preste atenção para evitar que o cão escape ou que termine no meio de uma briga com outros cães durante a prática da atividade física.

Acima de tudo, por mais profissional que seja, transforme essas práticas em momentos prazerosos, que sirvam para fortalecer o vínculo existente entre você e o seu querido animal de estimação.

Créditos da imagem: Ritmó.