As principais razões que explicam por que os cães não devem comer chocolate

Os cães não podem comer chocolate

Quem nunca deu um pedacinho de chocolate para os cães? Sabemos que, por alguma razão que desconhecemos não devemos dar, mas sabemos que eles adoram chocolate e comem com muita vontade…

Agora bem, quais são essas desconhecidas razões pelas quais não devemos dar chocolate a nosso animal de estimação? Será perigoso ou são simples mitos? Vejamos a seguir.

Qual o efeito do chocolate em um cão?

Cachorro comendo chocolate

O chocolate vem de um fruto que se chama cacau. Esse fruto, além de cafeína, tem teobromina. A teobromina é diferente da cafeína. Pode dilatar os vasos sanguíneos e diminuir a pressão arterial, além de inibir os receptores de adenosina do nosso sistema nervoso.

O problema disso é que os cães demoram muito mais que nós para assimilar a teobromina no organismo, a substância presente no chocolate. Enquanto nós levamos entre 20 e 40 minutos, um cão demora mais de um dia inteiro.

Nós temos uma enzima especial em nosso fígado que se encarrega de metabolizar essa substância.

Consumir essa substância em pequenas quantidades pode causar vômitos e diarreia e o consumo em maiores quantidades ou em excesso, pode produzir pressão alta, taquicardia, convulsões, problemas cardíacos e inclusive a morte.

Portanto, não se deixe levar por sentimentos e evite a todo custo dar chocolate ao cão.

Quais tipos de chocolate são perigosos para os cães?

Existem diferentes tipos de produtos de chocolate que levam teobromina, como bolos, croissant, tortas e etc., mas nem todos têm a mesma quantidade de teobromina nem a mesma concentração.

Por isso, seu cão não terá os mesmos riscos. Depende do alimento que ele consumir.

Tudo dependerá da qualidade do cacau. Por exemplo, o chocolate branco tem apenas 0,01 miligramas por cada grama de chocolate, enquanto o chocolate ao leite tem 2 miligramas da substância.

Portanto, quanto maior for a pureza do chocolate, maior será a concentração de teobromina. No chocolate preto, há 4,5 miligramas por grama e até 26 miligramas em cacau puro em pó.

Isso faz com que o chocolate seja a terceira causa mais comum de envenenamento em cães. Dependendo do tamanho do cão ele poderá suportar uma quantidade maior ou menor de teobromina. No entanto, evite que seu cão coma chocolate.

O que fazer se o seu cão comeu chocolate?

Cachorro comendo chocolate

É possível que por acidente, seu cão consuma chocolate, talvez você deixou a caixa de chocolates na mesa, foi atender uma ligação e quando voltou, não havia nenhum chocolate! Nesse caso, não  hesite, vá ao veterinário para que o profissional avalie se é necessário fazer uma lavagem no estômago.

Mas se ele comeu pequenas quantidades de chocolate, não se preocupe. Não tem porque acontecer nada. Mas observe o animal durante 24 horas e, se ele não defecar ou estiver com dificuldades, leve-o ao veterinário para que provoque o vômito e prescreva carvão ativado que eliminará qualquer resto de teobromina do organismo.

Os sintomas deverão aparecer durante as primeiras 24 horas. Se tudo ficar bem nesse tempo, seu cão estará fora de perigo por ter comido chocolate.

Entendemos que você ama muito seu animal, mas lembre-se que apesar de ser parte da sua família, não deixa de ser um animal. Eles têm alimentos, perfumes, xampu e tudo o mais especializado para eles.

Se você quer recompensá-lo por uma boa ação ou por ele ser obediente, dê alguns biscoitos próprios para cães, esqueça o chocolate.

E se você quer oferecer um capricho,  dê um pedaço de carne ou uma linguiça, mas nunca chocolate.

E, portanto, evite que sua família, amigos e vizinhos deem chocolate para ele. Às vezes, eles podem acreditar no velho mito de que o animal pode ficar cego. Mas isso não é verdade,  visto que, se seu cão comer chocolate, não ficará cego, mas pode ter uma intoxicação ou, o que é pior, morrer.

Não hesite, faça tudo o que estiver ao seu alcance para evitar que seu cão coma chocolate.