Benefícios emocionais da assistência com animais

assistência com animais

As vantagens do tratamento e assistência com animais abrangem a todas as situações das pessoas, tanto físicas quanto psicológicas e, inclusive, o aspecto social. Os animais oferecem um elemento motivador e socializador muito positivo.

Os animais mais utilizados para as terapias são os cães e os cavalos. Os cavalos oferecem para as pessoas com problemas de psicomotricidade, por exemplo, calor e movimentos suaves, para que elas possam relaxar seus membros e os músculos, sobretudo os das pernas. No caso dos cães, estes favorecem a interação com o ambiente, no caso de pessoas com dificuldades de comunicação.

Atividades com ou sem terapia

Cachorro com cadeira de rodas

A assistência com animais é diferente da terapia assistida com animais e de outras atividades com eles. No caso da terapia, trata-se de um tratamento onde um profissional sanitário intervém, com a finalidade de melhorar dificuldades específicas do usuário. A ideia é melhorar a forma física, o caráter emocional ou social do paciente, etc. além dos cavalos e dos cães, os golfinhos também são utilizados.

No caso das atividades da assistência com animais, o que se busca é o aumento da qualidade de vida do usuário com ações de caráter recreativo. Não necessariamente são dirigidas por um profissional sanitário, mas sim por adestradores, monitores, etc.

Vínculos e pessoas participantes em assistência com animais

Os benefícios do contato com animais contribuem com um suporte psicológico e emocional importante. Simplesmente acariciando o animal se produz um estímulo da pressão sanguínea e a diminuição do estresse e do estado de humor geral da pessoa que o faz.

Nas atividades de assistência com animais podem participar todos os tipos de pessoas. A terapia é dirigida fundamentalmente para crianças com autismo, para trabalhar suas relações com o ambiente, doentes do Alzheimer para aumentar a atenção e o contato com as pessoas que lhes rodeiam, assim como pessoas com  deficientes e idosos.

Benefícios psicológicos da assistência com animais

Muitos estudos ofereceram dados sobre os efeitos positivos do contato com cães e outros animais:

Terapia com cavalo

  • Orientação na realidade: os animais, em especial os cães, chamam muito a atenção. Por esse motivo, eles são utilizados com frequência em filmes e publicidade. São muito representativos no caso de pessoas desorientadas e com o Alzheimer. Com essas pessoas, os cães podem servir inclusive como intermediário ou como um “link” entre o mundo introvertido destes pacientes, e sua realidade.
  • Transtornos por déficit de atenção: Na hora de ir à escola e assistir às aulas, na hora de estudar e se preparar para exames, etc., há muitas crianças e alunos em geral que não são capazes de se concentrar. Os cães ajudam muito neste sentido, pois melhoram o estado de humor e fazem o possível para que a concentração seja maior.
  • Contra a depressão: Os animais são um apoio muito importante para superar a depressão.
  • Estímulo social: Para pessoas com problemas de comunicação, os cães potencializam o contato social e impulsionam as relações interpessoais.
  • A necessidade de contato físico: Os animais utilizados em terapias, principalmente os cães, satisfazem uma das maiores carências dos seres humanos que se encontram sozinhos: o contato físico. Há pessoas que são relutantes ou estão muito inibidas para o contato físico com outras pessoas. Entretanto, essas pessoas tem muita facilidade para se aproximarem de um cão e acariciá-lo.
  • A assistência com animais serve de incentivo: Os cães servem como motivação para diferentes modalidades de tratamento. Uma pessoa com problemas de psicomotricidade graves e que precisa realizar exercícios físicos de reabilitação, realiza esta atividade mais motivada quando a faz acompanhada por um cão ou com sua participação.
  • Facilidade de aceitação: Os cães aceitam qualquer pessoa sem importar seu físico, a cor de sua pele, a raça, etc. Para muitas pessoas que, pela razão que for, sofrem uma importante rejeição social, a aceitação por parte dos cães fortalece a autoestima delas ao outorgar maior validação pessoal.

O simples ato de acariciar um cão ou um cavalo provoca uma agradável sensação de serenidade que regula a frequência cardíaca e a pressão arterial. Cuidar de um animal de estimação e ter responsabilidades para com ele provoca uma mudança em pessoas idosas, que passam a ter algo para cuidar, ou seja, eles passam a ser os cuidadores. Certamente, esses idosos passam a se sentir mais úteis. Assim, a assistência com animais se torna útil em muitos campos e em muitos aspectos.

Créditos da imagem: Library System.