Benefícios trazidos pela psicoterapia com animais

Psicoterapia com animais

Os múltiplos benefícios comprovados trazidos pela psicoterapia com animais produziram um crescimento na utilização desse tratamento nos últimos anos. Devido à terapia, uma grande quantidade de pacientes conseguiu melhorar a sua qualidade de vida.

Em que consiste a psicoterapia com animais

Equoterapia

A Psicoterapia Assistida por Animais é um método terapêutico alternativo e/ou complementar, no qual o paciente, auxiliado por um terapeuta, interage com um animal.

Se trata de uma interação direta e com objetos conhecidos. O animal utilizado deve reunir alguns critérios específicos, como parte essencial para os diversos tratamentos.

Dependendo do objetivo desejado, esse tipo de terapia pode ser realizado em grupo ou individualmente, e pode utilizar diversos tipos de animais. Por exemplo:

A psicoterapia com animais traz grandes benefícios para melhorar a qualidade de vida de pacientes com diferentes tipos de transtornos. 

Conheça os benefícios trazidos pela psicoterapia com animais

Os animais oferecem uma das maneiras mais acessíveis para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Dessa forma, a psicoterapia com animais traz excelentes resultados em questões como:

  • Medo;
  • Timidez;
  • Autismo;
  • Psicose;
  • Crise de ansiedade;
  • Crises emocionais;
  • Sociopatias;
  • Hiperatividade;
  • Timidez patológica;
  • Alcoolismo;
  • Toxicomanias;
  • Alzheimer.

Como são selecionados os animais para estes tipos de terapia?

Apesar disso, o critério de seleção para determinar quais animais podem ser utilizados na psicoterapia tem que ser muito rigoroso. 

Os animais devem:

  • Ser confiáveis;
  • Ser controláveis;
  • Ter um comportamento previsível.

Além disso, o bom estado de saúde dos animais deve ser garantido e deve-se cumprir com o máximo de rigor os calendários de vacinação e vermifugação.

Um pouco de história

No decorrer da história, os animais ocuparam um importante espaço dentro das teorias relacionadas ao tratamento de doenças mentais. 

Por exemplo, os egípcios atribuíam aos animais propriedades curativas para diversas doenças. Os gregos, por outro lado, atribuíam ao cavalo propriedades para relaxar e aumentar a autoestima das pessoas doentes.

Já durante o Iluminismo, ganhou força a ideia de que os bichos de estimação podiam ter uma função socializadora, tanto no que tange às crianças quanto para os doentes mentais. No entanto, até o começo do século XIX se estendeu a introdução de animais em instituições psiquiátricas

Porém, na primeira metade do século XX, a medicina científica aparentemente substituiu esses tipos de prática, fazendo alusão a questões de zoonoses e a certas teorias psicanalíticas para desmerecê-la.

No final da década de 60 do século passado, a psicoterapia com animais voltou com tudo, sobretudo, por meio de Boris Levinson, um psicoterapeuta infantil.

Utilização da psicoterapia com animais em diversos âmbitos

O resultado do uso de animais em diversos âmbitos mostra resultados favoráveis. Em pessoas que moram em asilos, por exemplo, foram observados os seguintes efeitos positivos:

  • Aumento da atenção e da concentração;
  • Melhora do bem-estar psicológico;
  • Maior relacionamento interpessoal;
  • Diminuição de estados depressivos.

Por outro lado, no caso das pessoas doentes internadas em hospitais foi observada uma notável redução do estresse.

Benefícios em pacientes psiquiátricos

Nos hospitais psiquiátricos os animais são utilizados para contribuir no diagnóstico dos pacientes. Além disso, foi observado que eles auxiliam na autoestima e ajudam os pacientes que se isolam a interagirem socialmente.

Fora isso, nos hospitais onde há animais:

  • A medicação é reduzida pela metade;
  • Registram-se menos situações de violência;
  • Diminuem as tentativas de suicídio.

Os animais ajudam as crianças

Menina beijando gato

As crianças com diferentes tipos de deficiência encontram nos animais os seus melhores aliados para conseguir superar os seus problemas. O resultado mostrou benefícios em crianças com:

  • Dificuldade de se expressar;
  • Autismo;
  • Esquizofrenia;
  • Introversão;
  • Falta de atenção;
  • Síndrome de Down.

Nos ambientes escolares, esse tipo de psicoterapia está sendo utilizada com êxito em alunos que possuem transtornos emocionais. 

Os animais, nossos grandes amigos e aliados

As pessoas que têm animais de estimação sabem muito bem os grandes benefícios que eles trazem para o bem-estar físico e espiritual. Mas era imprescindível comprová-lo cientificamente, muitos estudos demonstraram que as pessoas que convivem com animais são mais saudáveis e felizes. 

Por isso, não é de se estranhar que essas nobres criaturas estão se tornando os grandes aliados que contribuem para melhorar o nosso corpo e a nossa mente.