Boas notícias! O câncer em seu cão não é o fim

câncer em seu cão

Igual ao que ocorre com as pessoas e com outros animais, os cães também são suscetíveis de virem a sofrer desta terrível doença, caracterizada pelo aumento descontrolado de células, que ocasiona esse excesso de tecidos que é conhecido como tumor ou neoplasia. Entretanto, o câncer em seu cão já não é o fim.

O medo da doença

cachorro na praia

O câncer em seu cão provoca, apenas de ouvir seu nome, sentimentos negativos. Entretanto, hoje em dia e com os avanços médicos atuais, já não é uma sentença de morte para os nossos pets. De fato, o câncer é a doença crônica com mais opções de cura. Há diversas tipologias que podem ser tratadas sem que deixem nenhum tipo de sequela.

Em alguns casos poderemos medicar o nosso cão, de forma que os sintomas melhorem e aumente tanto a qualidade de vida como o tempo da mesma. Temos que levar em conta que é fundamental para poder enfrentar esta enfermidade que a conheçamos bem e em profundidade. Isso facilitará também nos desapegar dos típicos tabus e preconceitos, focar no processo de maneira mais positiva e ajudar melhor o nosso cão durante esse processo.

O avanço das células do câncer em seu cão

No inicio desta doença, as células começam a crescer sem parar, se transformando em células destrutivas e atacando os tecidos e as partes do corpo nas quais elas crescem. As células consideradas “normais” do corpo têm um período de vida limitado e, quando morrem, elas são substituídas por outras muito parecidas.

No caso das células cancerígenas, elas se reproduzem de forma desorganizada e caótica. Temos que considerar que nem todos os cânceres são iguais, há mais de cem tipos diferentes.

Os tumores benignos são formados por células anormais que se dividem lentamente e que não invadem os tecidos próximos, podem produzir alterações estéticas ou funcionais, mas nem por isso o animal corre perigo.

Os tumores malignos são aqueles onde as células se dividem rapidamente e são capazes de invadir e destruir os tecidos próximos. O processo é muito agressivo, rápido, e pode ter graves consequências, já que estas células atacam às células saudáveis, as destroem e ocupam seu lugar, fazendo com que o tecido perca a sua função.

Detecção a tempo do câncer em seu cão

Como é evidente, quanto antes se detecte essa doença, mais altas são as probabilidades de cura ou controle. Se você possui um cão de raça que tenha predisposição de vir a sofrê-la, você terá que estar muito atento. Um exemplo, os cães grandes têm propensão a padecer de câncer nos ossos. Se tivermos um mastim, por exemplo, e percebermos que ele manca, é possível que ele tenha pisado em algo que o machucou, mas isso também pode ter outra origem.

O tratamento do câncer em seu cão

Dependendo do tumor, da região afetada, da idade do animal, etc., o tratamento poderá variar. É possível que seja necessária a extirpação completa, ou que tenha que ser feito outros exames para que se possa identificar o alcance da lesão, tais como radiografias, ecografias, etc., para localizar tumores que se encontram no interior do organismo e assim analisar sua extensão, quer dizer, procurar por alguma metástase.

Também é frequente que se realizem radiografias de tórax para analisar a imagem dos pulmões, já que esses são órgãos onde as células cancerígenas se assentam com maior frequência, procedentes de tumores que estão em outras partes do corpo. A ecografia oferecerá uma informação útil sobre as biópsias de tumores internos.

Há tumores que podem ser combatidos de uma forma agressiva, conseguindo sua cura. Em geral existem três formas de lutar contra estes tumores: a cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia. Normalmente os tratamentos serão uma combinação de algum destes três.

Cirurgia

câncer em seu cão

É o tratamento mais usado e o único que assegura a cura. A extirpação não só será do tumor em si, será removida uma zona maior do que a que o tumor está, como uma forma de prevenção.

Radioterapia

Neste caso se tratará o câncer com Raios X e outras radiações, dirigidas diretamente para tratar o tumor. Se requer um equipamento caro, e não há muitos lugares onde este tratamento possa ser feitos em animais.

Pomada anticancerígena

Há alguns produtos que são dissolvidos na pele e que fazem com que o tumor se rompa, provocando a saída só das células cancerosas, dissolvendo a carne ao redor do tumor e curando o animal, que se recuperará em poucos dias. Naturalmente, esta solução não pode ser utilizada em todos os casos.