Burro que escapou de um incêndio não se separa dos bombeiros

Burro escapou de incêndio

As vítimas silenciosas dos grandes incêndios florestais são, uma vez mais, os animais. Por isso, é sempre gratificante quando se ouve notícias como a de um burro que conseguiu escapar do fogo e, para se manter a salvo, ficou junto aos bombeiros que estavam combatendo o incêndio.

A história do burro que escapou de um incêndio

Burro

Autor: Matthew Paulson

O ocorrido se deu no Arizona, em meio a um incêndio que vinha arrasando três estados do sudoeste dos Estados Unidos. Enquanto os bombeiros do Desert Hill Department (DHFD) trabalhavam incessantemente para combater o fogo no Valle de Monhave, próximo ao Lake Havasu City, um burro surgiu por entre as chamas.

Os bombeiros se surpreenderam ao acharem um animal com vida em meio do terrível incêndio. Mas eles se surpreenderam ainda mais quando o burro, em vez de continuar sua fuga, permaneceu junto a eles. Tudo pareceu indicar que o equino se deu conta de que, a única forma de se salvar do fogo, era ficando junto aos bombeiros.

Então, os bombeiros esfriaram o corpo do animal com água e se asseguraram de que ele se manteria longe das chamas. Assim, o burro permaneceu junto aos bombeiros por várias horas enquanto eles concluíam sua tarefa.

Notícias como as de um burro que escapou de um incêndio e ficou junto aos bombeiros para se salvar, possivelmente deixem de nos surpreender quando tomarmos consciência que temos que proteger os animais destes incêndios, tanto os animais domésticos como os selvagens.

O burro, a salvo

Embora na região exista muitos burros em estado selvagem, os bombeiros não puderam determinar se o animal que os acompanhou enquanto apagavam o fogo era desta condição ou pertencia a alguma das fazendas afetadas pelo incêndio.

O animal foi levado a um lugar seguro e, se nenhum proprietário o reclamar, o American Wild Horse Sanctuary, na Califórnia, o abrigará.

O fato do burro ter sobrevivido às chamas comoveu de maneira positiva aos bombeiros que, infelizmente, estão acostumados a ver milhares de animais carbonizados quando ocorre este tipo de incêndio.

A exceção à regra

A notícia do burro que escapou de um incêndio chama a atenção não só porque o burrinho escolheu ficar a salvo junto aos bombeiros.

A novidade é que os animais – selvagens, domésticos, de fazenda, etc. – sobrevivam à devastação que provocam os grandes incêndios florestais.

E, os poucos que conseguem, ficam feridos e são deslocados de seu lugar, mais expostos ainda a outros perigos. Entre eles, os caçadores.

Os animais, vítimas dos incêndios florestais

Os incêndios florestais são cada vez a moeda mais corrente, seja pelas altas temperaturas que se estão registrando os verões ou pela atitude irresponsável de algumas pessoas.

Às grandes perdas de habitats e inclusive de vidas humanas, soma-se a grande quantidade de animais mortos, embora não formem parte de estatística alguma.

Por tal motivo, as associações de defesa dos animais também lutam para que se leve em conta os animais ante situações de incêndios e outros acidentes

A tentativa de proteger os animais frente a diferentes situações de emergência

Burro

Autor: Lumiago

Na Espanha, o PACMA, Partido Animalista, por exemplo, briga pela aplicação de protocolos para a evacuação de animais nestes casos de emergência.

Ante a ausência de regulamentações, ocorrem situações terríveis como:

  • Quando os animais morrem carbonizados em granjas e fazendas porque não lhes abrem as portas;
  • Quando se impede a evacuação de pessoas se estas estão acompanhadas de seus animais de estimação;
  • Quando ninguém libera os cães enjaulados ou acorrentados.

Cuidar de toda a forma de vida

Entre os temas que deveriam ser contemplados nos protocolos para o auxílio de animais vítimas destes desastres, encontram-se:

  • Que se permita a voluntários auxiliar e resgatar animais feridos;
  • Que se proíba a caça nas zonas afetadas por incêndios;
  • Que se habilitem lugares para que os humanos possam ser evacuados e atendidos junto com seus animais de estimação.

Possivelmente, desta maneira a notícia do burro que escapou de um incêndio deixe de nos surpreender, porque os animais já não serão mais as vítimas silenciosas destas catástrofes.

 

Créditos das imagens: Paulson e Lumiago.