Cachorrinha entra em uma casa em chamas para salvar um avô

Como eu gosto de contar este tipo de história! É que apesar da cachorrinha ter arriscado a vida, houve um motivo maravilhoso: o amor e a lealdade. O que temos feito para merecer dividir a terra, nosso lar, com seres tão inteligentes e sobretudo altruístas? Você não pode perder esta história sobre como uma cachorrinha entra em uma casa em chamas para salvar um avô, seu amigo fiel.

O incêndio que fez uma cachorrinha entrar em uma casa em chamas

gato e cachorro com homem

Sara pensava que seu pai havia saído assim que o incêndio começava a piorar e começou a correr com Bambi nos braços.

Foi uma verdadeira odisseia sair da casa em chamas, mas Sara estava muito contente de ter chegado sã e salva junto a sua querida cachorra Bambi. Deixou a cachorra no chão e começou a procurar pelo seu pai, quando viu Bambi, correndo como uma louca e de novo entrando na casa em chamas. Sara gritou, mas a cachorrinha fingiu que não ouviu as chamadas de sua dona.

Bambi e seu “avô”, o motivo pelo qual a cachorrinha entra na casa em chamas

Quando a cachorrinha entra na casa em chamas, agiu por amor e lealdade a seu avô humano. Ainda que Sara seja sua dona legal e legítima, o pai desta é quem passa mais tempo com Bambi. Enquanto Sara trabalha e faz outras atividades como sair com seu namorado ou praticar esportes, é seu pai quem dá comida para Bambi, quem cuida, dá banho e quem leva para passear e brinca com ela.

Entende agora por que uma cachorrinha entra em uma casa em chamas se armando de valor? Sara ainda não sabia, mas seu pai estava na parte de dentro da casa, o avozinho de Bambi estava ali e ela não podia deixá-lo. Preferia morrer ao seu lado, se fosse necessário. Quanto altruísmo! Assim são os animais, amam sem esperar reciprocidade.

Começa a angústia…

Sara estava convencida de que havia mais alguém dentro da casa em chamas e logo começou a suspeitar que era seu pai. Mas a angústia era em dobro ao saber que sua amada Bambi também estava ali. O fogo consumia tudo rapidamente, por isso pensou que mesmo que Bambi tenha conseguido entrar na casa em chamas, não poderia nem sair e nem resgatar seu avô.

Mas ali ficou, ao seu lado, esperando o resgate. Imagine isso. Bambi saiu sem nenhum arranhão do incêndio, mas voltou a entrar na casa em chamas, escolhendo morrer junto do amigo, ao invés de seguir viva com sua dona.

O resgate

olhar de cachorro

Os bombeiros, homens a quem tanto devemos, que se despertam a cada noite para estar alerta para salvar vidas, chegaram a tempo. Muito bem, garotos! Logo encontraram Bambi e o pai de Sara, que eram aguardados pelas ambulâncias.

O pai de Sara estava muito afetado pela fumaça e saiu do edifício sem sinais vitais, mas se recuperou ao receber oxigênio. Bambi também necessitou de cuidados, a atenderam em uma das ambulâncias, fornecendo uma máscara e injetando-lhe soro para que se recuperasse. Quem ia poder negar cuidados a esta valente menina, ainda que não fossem veterinários?

Essa é só mais uma história que nos ensina lições e sobretudo, uma muito importante: ame os animais, porque sinceramente, não os merecemos.