Cadeira de rodas para peixes: um invento para melhorar a vida

O que a cada um de nós nos proporíamos a fazer por nosso animal de estimação é difícil de imaginar e, inclusive, de contar, já que até que não surja a necessidade, não sabemos do que somos capazes. É só observarmos a nossa rotina diária e nos damos conta do quão importantes eles são para nós.

Levantamos mais cedo só para podermos levar o nosso cão para passear ou, ainda que voltemos tarde e cansados após um longo dia de trabalho, procuramos tirar um momento para passar com o nosso gato. São apenas dois exemplos.

Por isso, não é de se estranhar que um homem, ao observar como o seu pequeno peixe não podia mais nadar, inventou algo para ajudar a melhorar a vida deste pequeno animal de estimação: cadeira de rodas para peixes.

Ele encontrou a solução: a cadeira de rodas para peixes

Peixe

Está claro que, se qualquer um de nós acabar rodeado por uma grande massa de água e não souber nadar, o fim que nos espera não é nada agradável. Podemos dizer que, no caso dos peixes, se eles não fizerem o que para eles é natural, aconteceria o mesmo.

Como dissemos a vocês no início, um homem observou com preocupação como o seu peixe não podia mais nadar. É verdade que o peixe é um dos menores animais de estimação que podemos ter, por isso há quem possa pensar que, se ele estiver doente, o melhor seria nos desfazermos dele e comprar outro.

Felizmente, esta pessoa tinha um conceito diferente quanto a sua importância. Em vez de adotar uma posição passiva, ele decidiu agir.

De modo que, após vários dias pensando sobre o que fazer, teve uma ideia genial: criar um protótipo que serviria para fazer uma cadeira de rodas caseira para peixes. Com este dispositivo, ele pode inspirar a outros donos de peixes para que tentem dar uma oportunidade a mais àqueles peixes que têm problemas para nadar devido a qualquer causa.

A cadeira de rodas não poderia ser mais simples. Ele utilizou uma gaze e uma cortiça, utensílios comuns que todos, certamente, temos em casa e que, se não os tivermos, são fáceis de conseguir.

Ele passou a gaze ao redor do corpo do peixe, para depois sujeitar ambos os lados à cortiça, o que permitiu ao peixe continuar flutuando em seu aquário até que se curasse de sua doença, uma infecção na bexiga natatória.

Cadeira de rodas profissionais para peixes

Ainda que este dono tenha se esmerado para conseguir solucionar por si mesmo o problema de seu animal de estimação, a verdade é que existem cadeiras de rodas para peixes que poderíamos qualificar como profissionais.

Isto é, aquelas que, ao invés de a fazermos, o veterinário poderia prover e que têm a mesma finalidade: melhorar a vida destes animaizinhos aquáticos. Se eles a utilizarem, poderão ser mantidos com vida em caso de enfrentarem qualquer tipo de doença como a que sofria o protagonista da nossa história. 

É possível que você esteja se perguntando em que consiste este problema. Contaremos a seguir:

O que é a bexiga natatória e o que acontece quando ela não funciona corretamente

Peixe no aquário

A bexiga natatória é um órgão membranoso que os peixes possuem. Tem forma de saco e encontra-se acima do resto dos órgãos internos. Serve, principalmente, para estabilizar a flutuação do peixe e contém diferentes gases em seu interior: oxigênio, nitrogênio e dióxido de carbono.

Dependendo do movimento que deseje realizar, o animal enche ou esvazia a bexiga, já que um funcionamento correto é chave para garantir a completa mobilidade do peixe e, inclusive, para poder ficar parado.

Em alguns casos, fecha-se o conduto pelo qual entra o gás na bexiga natatória, por uma obstrução ou, como no caso que descrevemos, por alguma classe de infecção.

Quando isso acontece, o animal perde a capacidade de continuar se movendo, fica flutuando se houver gases em seu interior ou, fica no fundo do aquário se o seu interior estiver vazio. Quando este último acontece, as cadeiras de rodas para peixes podem ajudar.

Se você suspeita que algo similar acontece com o seu peixe, é importante que, além de procurar uma solução de emergência como a que encontrou este dono, vá ao veterinário. Somente um profissional poderá encontrar a origem do problema e dar a você a melhor solução.