Cães com gengivas sensíveis

Os cães, assim como os seres humanos, podem sofrer diferentes infecções na boca. Uma das mais comuns é a periodontite, causada pela concentração de placas e tártaro nos seus dentes. Aqui mostraremos todos os detalhes sobre os cães com gengivas sensíveis.

Sinais apresentados pelos cães com gengivas sensíveis

A inflamação das gengivas dos nossos pets é um inconveniente que surge em animais adultos, geralmente a partir dos três anos, e tende a ser mais comum em cães de raças pequenas.

Para evitar que o problema se torne mais grave, inclusive com a perda de parte dos dentes do animal, além de realizar uma higiene dental, é preciso que estejamos sempre atentos aos sinais que podem aparecer. Por exemplo:

tumores-na-boca-do-ca%cc%83o

  • Inflamação, sangramento, inchaço e/ou retração das gengivas.
  • Bolsas com pus entre os dentes.
  • Mau hálito.
  • Dor ao mastigar (pode-se notar, por exemplo, por uma mordida diferente e inclusive pela falta de apetite).

Os cães, assim como os seres humanos, podem apresentar diferentes problemas bucais. Um deles é a inflamação das gengivas, causada principalmente pela concentração de placas e tártaro nos seus dentes.

Conheça as diferentes etapas da periodontite

Como já mencionamos anteriormente, a periodontite é uma das patologias mais comuns das gengivas caninas e apresenta três fases. Preste atenção:

  • Gengivite. É a inflamação das gengivas provocada pelo excesso de placa bacteriana. Nesse caso, o problema é leve e é possível de ser resolvido com escovação constante e completa dos dentes do seu animal de estimação.
  • Periodontite moderada. É a etapa em que aparecem as chamadas bolsas periodontais. Observa-se pus, retração das gengivas e a mobilidade de alguns dentes.
  • Periodontite severa ou piorreia. Nessa última fase o animal corre o risco de perder os dentes, juntamente com o aumento das bolsas de pus e do mau hálito. Num estado mais avançado, a piorreia pode derivar em patologias que comprometem órgãos como o fígado ou o rim.

Como tratar os cães com gengivas sensíveis

Diante da mínima suspeita de que o seu cão faz parte do clube dos cachorros com gengivas sensíveis, consulte um veterinário. Ele saberá diagnosticar corretamente e lhe indicar como proceder para tratar o problema.

O especialista lhe explicará como escovar corretamente os dentes do seu amigo de quatro patas, utilizando um ou mais produtos específicos para cães.

Ele provavelmente também lhe indicará algum alimento especial que inclusive contribua para limpar seus dentes e/ou algum reforço vitamínico. Além disso, se ele considerar necessário, realizará uma limpeza dental profunda no seu animal.

Outros detalhes sobre as gengivas dos cachorros

Tenha em mente que a cor e a textura das gengivas do seu animal de estimação são também um indicador de sua boa ou má saúde.

As gengivas do cachorro devem apresentar uma cor rosada, estar úmidas e suaves ao toque. Qualquer mudança pode ser um indicador de um problema mais ou menos grave que, em todo caso, requer uma consulta com o veterinário.

Preste atenção a esses casos que necessitam de atenção médica imediata:

  • As gengivas pálidas podem estar relacionadas a desidratação, anemia, má circulação ou envenenamento.
  • Se estão vermelhas, o motivo pode ser infecções, lesões dentro da boca ou um calor excessivo.
  • Quando apresentam uma cor azul, com certeza há falta de oxigênio e perigo de asfixia.
  • A cor amarela está indicando a possibilidade de uma hepatite.

Como cuidar das gengivas do seu amigo de quatro patas

limpar-os-dentes-do-ca%cc%83o

Como em tudo relacionado a saúde, sempre é melhor prevenir do que remediar, por isso é preciso ter em mente os seguintes conselhos:

  • Marque com o veterinário a periodicidade na qual seu cachorro deve receber uma limpeza dental.
  • Escove os dentes de seu animal de estimação de acordo com as indicações do profissional.
  • Alimente-o de acordo com os requerimentos da sua idade, tamanho e também das características do seu cão.
  • Controle periodicamente as condições da sua boca.
  • Tire com o veterinário todas as dúvidas a respeito desse tema.