Cães guias acompanharão idosos em asilos

Cães guias

Possivelmente você está pensando no que têm a ver os cães guias com os idosos em asilos, a menos que estes idosos sejam cegos. Eu também pensei isso, por isso quero compartilhar esta excelente, solidária e humanitária notícia. Explicaremos uma nova norma que está sendo implantada na Espanha.

Cães guias e seus trabalhos

Idosa com cachorro

Os cães guias são conhecidos por todos. Embora haja um ou outro de alguma outra raça, a maioria deles são cães labradores que foram treinados com a finalidade de guiar, proteger e cuidar das pessoas cegas.

Sem dúvida, eles são um grande apoio e dão uma importante contribuição à vida destas pessoas e à sociedade. Agora, muitos deles passam a vida dedicados a estes trabalhos, mas, o que acontece com eles quando se tornam idosos?

Eles são cães de serviço, por isso não podem “se dar ao luxo” de se tornarem um peso, quando idosos, para uma pessoa com necessidades especiais, como é o caso dos cegos.

Estamos certos de que qualquer pessoa cega ama o seu cão guia, mas quando o cão se torna idoso, chega o momento de dizer adeus. Mas, para aonde eles vão? Saiba nesse artigo mais sobre essa maravilhosa notícia!

Os cães guias aposentados têm um novo trabalho

Estes cães que já se tornaram idosos, terão um novo trabalho quando se aposentarem, pelo menos em Castilla Leão, na Espanha: acompanhar as pessoas idosas nos asilos.

Estas pessoas, algumas delas abandonadas por suas famílias, precisam de amor e de apoio emocional. Ocorre a você alguém melhor do que um cão que dedicou sua vida a cuidar dos outros para fazer isso?

Por outro lado, isso também é muito benéfico para os cães, já que o ritmo de vida deles será bem mais tranquilo e eles poderão receber de forma mais simples os muitos cuidados que necessitam nessa delicada fase de vida também dos animais.

Eles estarão cercados de mais pessoas e se sentirão amados, já que todos nós sabemos quão adoráveis as pessoas idosas podem ser.

Sem dúvida é uma ideia genial a qual iremos saber ainda mais, como de quem partiu e de onde surgiu.

As origens desta ideia sobre os cães guias

A ideia surgiu de um acordo entre a ONZE (Organização Nacional de Cegos Espanhóis), que é a encarregada de proporcionar os cães guias aos cegos, juntamente com a Prefeitura de Valladolid. A conselheira de Família e Igualdade de Oportunidades, Alicia García, foi encarregada de dar a boa notícia.

Ela explicou que a Junta da Castilla e Leão vai colaborar com a ONZE para levar a cabo a ideia de que os cães guias aposentados possam acompanhar os idosos nos asilos.

Alicia teve esta ideia possivelmente ao se recordar que no município espanhol de Fabero, foi adotada em um de seus asilos uma cadela chamada Bonita. Isto foi em 2014, e tanto a cadela como o asilo receberam um prêmio pelos benefícios obtidos junto aos idosos a quem Bonita acompanhou.

Cães guias

Alicia se concentrou muito, em seu discurso, nos benefícios que estes cães guias podem trazer às pessoas idosas e em como a presença deles poderia criar um ambiente muito mais acolhedor e amoroso. Quem não quer um belo cão labrador em sua vida?

Sem dúvida, nos alegra e muito notícias como esta, já que se comprova mais uma vez os benefícios dos vínculos afetivos entre os cães e as pessoas.

Nós também adoramos saber que os cães que dedicaram sua vida ao serviço de outros encontrem um lar onde possam viver tranquilos os dias que lhes restam, ao invés de serem “desprezados” por não serem mais úteis devido à sua idade.

E também graças a aquelas pessoas que estão atentas a algo que para outros pode parecer um pequeno detalhe, como a vida e a estabilidade destes cães que tanto têm feito por nós durante toda a vida deles.

Esperamos que esta seja uma medida que seja implantada não apenas em toda a Espanha, mas com o tempo, em todo o mundo. Obrigado pelas boas iniciativas!