Caffrey, o gato que anda só com as duas patas do mesmo lado

Caffrey é um gato incrível que só tem duas patas e o mais impressionante é que ambas estão do mesmo lado. Esse persa preto perdeu sua pata traseira esquerda aos três anos de idade, ao ser atropelado por um carro. Mais tarde, a pata dianteira esquerda desenvolveu um tumor maligno. Seu dono teve que decidir entre  submetê-lo à radioterapia, quimioterapia e outros tratamentos agressivos, e lhe amputar a pata e, depois de muito pensar, ele decidiu pela amputação.


O impressionante do caso é que se imaginava que o gato não ia poder voltar a andar, tendo ele somente duas patas do mesmo lado. Entretanto, e contra todos os prognósticos, dois meses depois da segunda operação, Caffrey brincava de correr por todos os lados, mantendo perfeitamente o equilíbrio.

Esse maravilhoso animal é um exemplo de superação para todos, saudáveis ou não, e uma indicação de que, haja o que houver, é possível fazer o que você se propõe.

Sugar

Gato que anda apenas sobre duas patas

Mas Caffrey não é o único exemplo de superação animal que podemos encontrar. Também temos o caso de Sugar, um cão que só mantém suas duas patas dianteiras.

Sugar foi resgatado em Taiwan por um grupo de amantes dos animais. Ele sofreu abusos, danos cerebrais, uma pneumonia, uma pata quebrada, uma família de adoção inadequada e uma paralisia causada por ter estado muito tempo em um telhado sem nenhum tipo de sombra.

A associação AnimalsTaiwan.org resgatou esse cão e deu a ele uma cadeira de rodas. Além disso, eles encontraram uma nova família, adequada para as suas necessidades.

Apesar de tudo o que aconteceu e o que ele sofreu, Sugar não tem mais do que amor para dar para sua nova família e para outros animais.

Faith

Animais exemplos de superação que anda com somente duas patas

Um terceiro exemplo igualmente comovente e incrível é o caso de Faith, uma cadela nascida no 2002 em um canil de Oklahoma, que devido a uma alteração genética, suas patas dianteiras não foram desenvolvidas.

Tanto sua mãe como seu dono, rejeitaram a ideia de que uma cadelinha nessas condições pudesse sobreviver nesse mundo tão hostil, mas eles se enganaram.

Jude Stringfellow, amante dos animais e amiga da família, não duvidou um instante em adotar esse animal, que batizou com o nome do Faith (Fé). Stringfellow estabeleceu para a cadelinha um programa de treinamento, que usava comida como prêmio.

Graças a esse programa, a cadela começou a se manter sentada sobre suas duas patas e, meses mais tarde, ela era capaz de se deslocar sem problemas. Dez anos depois, essa cadelinha conseguiu se tornar um dos maiores exemplos de superação do planeta.

Derby

Um último exemplo é o incrível caso de Derby, um mestiço de Husky Siberiano que nasceu com as patas dianteiras subdesenvolvidas, o que lhe impedia de andar com normalidade.

Frente aos cuidados e a atenção especial que precisaria, sua família original decidiu levá-lopara o “Peace and Paws”, um lar para cães. Depois de um tempo, Tara Anderson prestou atenção nele e decidiu adotá-lo.

Anderson trabalha na empresa 3D Systems, especializada na impressão 3D. E por conta disso, ele encontrou a maneira de ajudar Derby.

Depois de ter experimentado com uma espécie de armação com rodas para que o Derby pudesse se deslocar, ele percebeu que ela não permitia a mobilidade total e que,  além disso, impedia a socialização do animal com outros cães.

Então,  junto com outros colegas da sua companhia, Derrick Sino, especialista em prótese para animais, criou modelos específicos para o Derby, que foram depois impressos em uma impressora 3D.

O protótipo tem forma de fivela para cabelo e mistura partes rígidas com flexíveis. Graças a essa prótese, Derby pode agora andar, correr, pular e brincar como qualquer outro cão saudável e feliz.

Esses e outros exemplos demonstram não só que com vontade e esforço, pode-se alcançar qualquer meta, mas também que não é justo marginalizar, rejeitar ou mesmo sacrificar ninguém, animal ou pessoa, por ele ter um defeito físico ou por ser diferente.

O fato de que alguém tem alguma dificuldade física não significa que ela não vá poder desempenhar um papel na sociedade. Isso significa que vai ser mais difícil.

Significa que vai ter que realizar o dobro de esforço. E significa que vai precisar do apoio de todos os que estiverem a sua volta. Mas também significa que, com tudo isso,  esse alguém pode conseguir.