O calor e os animais de estimação não são bons amigos

Algo que pode parecer inofensivo, mas na verdade é muito prejudicial para muitos animais de estimação (especialmente os domésticos), é a exposição prolongada à espaços em que eles são expostos a muito calor. Então leia com atenção o que estamos prestes a recomendar, e saiba que o calor e os animais de estimação não são bons amigos.

Uma vez que muitos dos animais de estimação que temos em casa têm pelos, isso os torna ainda mais propensos a acumular mais calor do que as pessoas, isso também irá variar dependendo de certas características do animal e a exposição ao calor pode ser muito perigosa.

Animais propensos a sofrer de calor

combatendo-o-calor

Como mencionado anteriormente, os animais peludos são os mais propensos a sofrer de calor, mas dentre eles existem alguns que são especialmente sensíveis, que são os mais afetados com esta condição:

  • Os filhotes e os animais mais velhos são mais sensíveis ao calor.
  • Animais com pelos compridos ou manto interno duplo (por exemplo, os Labradores ou os animais que têm uma camada de pelos impermeável).
  • Cor de pelo ou pele escura, porque as cores escuras tendem a armazenar mais calor do que aquelas com o manto claro.
  • Pequenos mamíferos são especialmente sensíveis a condições climáticas extremas, tais como os hamsters e esquilos.
  • Os animais adaptados a climas frios vão passar maus momentos em condições de calor extremo.

Sintomas alarmantes

Durante a temporada de calor, a melhor coisa que você pode fazer é tomar algumas precauções, como evitar longas caminhadas sob o sol ou deixar seu animal de estimação em locais fechados, sem ventilação ou sem abrigo.

Além disso, você deve estar alerta para alguns sintomas que seu animal de estimação possa vir a apresentar, seguem alguns sinais que podem te dizer que seu bichinho está sofrendo um golpe de calor:

  • Ele parece agitado, mesmo se ele estiver ocioso. Ele pode ter o olhar um pouco perdido e até mesmo parecer esboçar um ligeiro “sorriso“.
  • Ele não demonstra nenhum desejo de se mover e mostra um comportamento preguiçoso por um longo tempo e, às vezes, de forma incomum.
  • Tremores musculares.
  • Vômitos.
  • Ritmo cardíaco acelerado.
  • Desorientação e cambaleamento.
  • Perda de apetite.

É importante que você perceba quando o seu cão está sofrendo uma insolação e tente diminuir a sua temperatura, em casos graves você terá que levar seu animal ao veterinário.

Se o calor não for tratado, poderá levar seu cão à insuficiência de órgãos, hemorragias renais, edema cerebral e, finalmente, a morte.

Se você, por algum motivo, não puder levar seu animal de estimação ao veterinário, leve-o imediatamente para um local fresco e aplique compressas nas áreas onde a pele é mais exposta.

Você também pode ajudar com um ventilador, ar condicionado e água. O importante é que você baixe a temperatura do corpo e refresque o sangue circulando em seu corpo, que poderia prejudicar os órgãos.

Depois, observe se a respiração foi normalizada e, então, poderá retirar o que você usou para refrescar seu animal. Lembre-se de que você não deve usar água gelada ou gelo, a mudança brusca de temperatura pode danar o cérebro de seu mascote.

Se você o molhar, seque-o bem, você não deve cobri-lo, pois isto poderia armazenar calor ao invés de dissipá-lo. Você deve hidratar o seu animal de estimação, mas não o obrigue a beber água, pois ele poderá broncoaspirar o fluido e gerar uma condição respiratória negativa.

Para evitar o calor, a melhor coisa que você pode fazer é manter o seu animal de estimação bem hidratado, evitar que ele se exercite demais e não dar a ele água quente.

Recomendações

combatendo-o-calor2

  • Não deixe, por qualquer motivo que seja, o seu animal de estimação dentro de um carro estacionado. As temperaturas no interior dos veículos podem chegar a ser o triplo da temperatura ambiente, mesmo na sombra.
  • Passeie em temperaturas adequadas, quando o calor diminuir um pouco.
  • Hidrate-o constantemente e sempre mantenha a água fresca.
  • Mantenha-o em um espaço fresco e ventilado.
  • Cuide para que ele se alimente de forma apropriada, pois sob condições mais quentes eles tendem a consumir menos comida, portanto, cuidar de sua nutrição é importante para evitar problemas futuros.
  • Animais como répteis e peixes também são sensíveis às mudanças ambientais. Como seus ambientes são artificiais, você deve ter cuidado para não alterar a temperatura do tanque, pois isso poderia afetar seriamente a qualidade de vida deles.

Por tudo isso, você percebeu que o calor e os animais de estimação não são bons amigos. Zele sempre pelo bem estar de seus melhores amigos.