Cansado do excesso de latidos e miados?

Não acha que é maravilhoso voltar para casa, depois de um longo dia de trabalho, relaxar e passar um bom momento com seu animal de estimação? No entanto, o que acontece quando os latidos ou miados não te deixam curtir o seu relaxamento?

Este tipo de comportamento também é muito comum quando você tenta sentar na mesa para comer ou chega uma visita em casa.

Mas então, como poso evitar esse comportamento irritante? O que devo fazer para modificar o comportamento do meu animal de estimação? A seguir, compartilhamos algumas dicas que podem ajudar.

Por que alguns animais são tão barulhentos?

Cão e gato

 

Às vezes, pensa-se que só os cães são barulhentos, mas isso é um erro. Os gatos também são bastante falantes, mais ainda aqueles que pertencem à raça Siamês.

Mas, porque os animais de estimação conversam tanto? Então, pensamos que os cães estão relacionados com os lobos, e estes ladram.

Os gatos estão emparentados com os felinos selvagens. Em uns e outros, a domesticação permitiu que estes sons selvagens se transformassem numa eterna e, às vezes, suave vocalização: os latidos e os miados.

Então, os animais quando emitem sons falam entre eles? No caso dos gatos, um estudo revelou que não é muito frequente que os felinos respondam aos miados de seus parceiros. No entanto, reservam parte do vocabulário para se comunicar com seus donos.

De fato, os cães e os gatos, fundam-se mais na linguagem corporal, até que adicionamos o elemento humano, que faz com que estes animais latam ou miem e, claro, em certos momentos, isso torna-se um pouco insuportável. No entanto, essa capacidade é para chamar a atenção.

Um estudo indicou que os miados dos gatos, por exemplo, adaptam-se ao ouvido humano. A pesquisa mostrou que os bichanos podem produzir miados de tom modulado.

Como lidar com um cão ou um gato muito, muito falante?

Gato miando

O problema com seu cão é que sempre que você está sentado na mesa, ele começa a caminhar ao redor e a latir? Então, mude esse comportamento! Nesse sentido, a primeira coisa que você deve fazer é detectar por que ele late, o que o motiva a fazer isso?

Uma vez que você observar que esse comportamento é muito recorrente, é hora de começar a modificá-lo. Pode experimentar servindo a refeição do seu animal no mesmo momento em que você for comer, mas no recipiente separado para que ele coma.

Se você vê que ele tem deixado você comer e que, pouco a pouco, tem modificado esse comportamento, então você deve recompensar e lembrar: nada melhor para reforçar esse comportamento que um bom petisco.

Outra opção é que você dê a recompensa apenas quando ele estiver em silêncio. Se ele estiver latindo, espere que ele faça silêncio para dar o presente. Aplique esta técnica durante intervalos de 10 minutos. Se ele permanecer sentado, recompense-o com vários petiscos.

A ideia deste tipo de treinamento é que o animal responda em silêncio. Dessa maneira, ele terá incorporado o condicionamento e aprenderá que essa é a maneira correta de conseguir alguma coisa em troca.

Você observará que ele não levará muito tempo para se acostumar a esse comportamento e notará que, uma vez que o faça, você já poderá comer tranquilo, em silêncio, sem a necessidade de ter que escutar latidos irritantes.

No caso de um gato, talvez a estratégia possa variar um pouco. De um modo geral, os felinos, quando miam, querem comida, carícias ou só reclamar sua atenção, igual aos cães.

Por isso, eles miam na porta e, quando você abre a porta, eles vão embora imediatamente, mas depois de vários segundos, com certeza ele vai voltar e simplesmente vai miar e miar… Aparentemente sem motivo, mas o que eles querem é sua atenção.

Da mesma maneira que acontece com os cães, podemos treinar os gatos a ficarem em silêncio. Para conseguir isso, você deve acariciá-lo e usar alguma de suas delícias favoritas: petiscos ou comida enlatada.

É fácil. Logo que ele estiver em silêncio, faça carinho, dê atenção e certifique-se que seu animal de estimação não começará a miar de novo. E, não se esqueça: como acontece com os cães, se você for constante, seu felino, com certeza, vai aprender rápido.