Cão deprimido se recupera graças a seu novo amigo pato

cão deprimido

Os animais costumam nos surpreender de forma constante e variada. Embora os vínculos de “amizade” que se formam entre as diferentes espécies não sejam novidade, conhecer novos relatos e suas particularidades não deixam de nos enternecer. Hoje trazemos a história de um cão deprimido que recuperou a alegria graças a um pato.

Uma história de amizade entre animais de espécies diferentes

O cão George, de 12 anos, fazia dois que tinha perdido o seu amigo de toda a vida, o Labrador Blackie. Ele não passava um dia sem chorar e sua angústia e ansiedade o puseram à beira da morte em algumas ocasiões. Sua dona, Jaquie Litton, nunca retrocedeu em suas tentativas de reconfortar o animal. Entretanto, não encontrava uma forma de fazer o cão recuperar sua vontade de viver.

cao-deprimido-com-seu-amigo-pato-2

Fonte: Facebook de Jacquie Litton

Mas tudo mudou quando, literalmente do nada, apareceu um pato na varanda de sua casa e se aproximou do cão deprimido. Depois disso, o cão e a ave se tornaram inseparáveis e George não voltou a chorar pela ausência de seu amigo Blackie.

Um detalhe a mais sobre esta história e para também deixar a porta aberta para aqueles que querem procurar interpretações enigmáticas: o pato apareceu na vida do cão na semana que se completava o segundo aniversário da morte do Labrador.

Um cão deprimido pela morte de seu companheiro de brincadeiras durante 12 anos, um cão chamado Blackie, recuperou a alegria. Tudo graças a um pato que apareceu de repente em sua vida

George, o cão deprimido que recuperou a alegria graças a Donald, o pato

Litton assinala que não tem ideia de como o pato chegou à sua casa, eles o batizaram de Donald. “Depois de tudo, somos uma família republicana”, brinca a mulher. O certo é que a relação instantânea que se formou entre a ave e o cão George não deixa de nos surpreender.

Em vídeos e fotos publicados no Facebook de Jacquie, se vê o cão e o pato, por exemplo, passeando tranquilos pelos arredores da casa ou juntos no quintal. O cão até cedeu sua cama para Donald para que ele durma!

O certo é que Litton agradece pelo fato da ave ter aparecido na vida de George para lhe ajudar a recuperar sua alegria. E ela assegura que dará a Donald todos os cuidados que ele merece. Ela fará em seu lar, no Tennessee, as reformas necessárias para que o bichinho esteja o mais cômodo possível.

Mais histórias de cães e patos

Embora se ouça com frequência relatos de mães que adotam filhotes de outras espécies para criá-los e amamentá-los, a amizade entre cães e patos também pode ser encontrada nas redes sociais.

Por exemplo, Pikelet e Patty Cakes são dois cães que foram adotados por uma família que colabora em um abrigo de animais e que passaram a conhecer o carinho e o cuidado.

Possivelmente por esse motivo, quando seus donos trouxeram dois patinhos para casa enquanto tentavam encontrar um lar definitivo para eles  os cães se entregaram à tarefa de cuidar afetuosamente das aves. Tudo isso apesar da diferença de tamanho, mas não houve inconveniente para que brincassem, comessem e dormissem juntos.

cao-deprimido-com-seu-amigo-pato-3

Fonte: Facebook do Jacquie Litton

E os gatos também

Mas, também, parece ser possível a convivência harmoniosa entre cães, patos e … gatos. É o caso de Roxy, Edith, Mia, Rose, Gertrude, Donald e Jack: os quatro cães, as duas aves e mais o felino formam a família não humana de Kasey.

A mulher resgatou estes bichinhos de diferentes situações de maus-tratos e abandono. E a relação entre eles é de completa harmonia. Isso apesar de um dos cães ter sido utilizado para brigas clandestinas.

O amor, o cuidado e o respeito para com todos os seres parece ser a receita para que as diferentes espécies convivam em paz. Algo que deveríamos aprender. Nós humanos, às vezes nem sequer podemos nos dar bem com nossos pares.

Fonte Fotos: Facebook Jaquie Litton