Cão ou gato? O Facebook analisa você segundo seu pet

Cão ou gato

É a discussão eterna, como a do ovo e a galinha.  Cão ou gato? Gato ou cão? Que resposta difícil! Embora haja fanáticos de ambos os lados, o certo é que tudo depende de nossa personalidade, de como nos relacionamos com os pets e inclusive do tipo de casa onde vivemos. A novidade está relacionada com o Facebook, que agora analisa seu perfil tendo como suporte o animal que forma parte de sua família.

Cão ou gato, eis a questão

Não há dúvida de que aqueles que têm um cão em casa não são iguais aos donos de um gato. O primeiro é mais ativo e dependente, o segundo mais solitário e autossuficiente. Os donos se parecem com seus pets, como se costuma dizer?

dois-gatos

Ao que nos parece, esta mesma pergunta foi feita pelos diretores do Facebook, que realizaram uma análise comparando as diferenças entre os usuários “caninos” e “felinos”. Usando as fotos de 160 mil pessoas (onde aparecia um pet, claro) e as analisando com o mesmo programa que se utiliza para detectar os rostos de nossos amigos, eles chegaram a conclusões mais do que interessantes.

Segundo esse estudo, os donos de cães têm 25 amigos a mais (em média) do que os que amam gatos. A favor dos donos de felinos vale dizer que eles têm mais convites para eventos do que os caninos.

Em relação às emoções publicadas no Facebook, também há divergências entre ambos os grupos. Assim, os que têm gatos expressam uma maior variedade de sentimentos através da opção de “me sinto” que os donos de cães.

Os que amam felinos se sentem cansados, divertidos, irritados, felizes, tristes, apaixonados, emocionados e agradecidos. Os do lado canino, por sua vez, expressam se sentirem fabulosos, abençoados, orgulhosos e exultantes.

Entre outros dados curiosos deste estudo, é que ele indica que 30% dos donos de felinos são solteiros, frente a 24% dos fanáticos por cães. A diferença é bastante pequena, portanto chegamos à conclusão que escolher cão ou gato não tem nada a ver com ter ou não um parceiro.

Há algo que todos têm em comum? Gostam do filme “Frozen”, da série “Law & Order” e do livro “O Grande Gatsby” de F. Scott Fitzgerald. Isso é o que é estranho!

 Cão ou gato? O que diz a ciência?

Os cientistas afirmam que aqueles que optam por terem um cão em casa são mais responsáveis e os que decidem adotar um gato são mais aventureiros. Mas essas não são as únicas características que diferem entre os fanáticos por ambos os pets.

A Universidade do Texas realizou um estudo para chegar à conclusão de que “existem diferenças notáveis entre as pessoas mais próximas dos caninos e as que preferem os felinos”. Levando em conta os resultados da amostra analisada, 46% se sente mais próximo a seu cão e expressa seus sentimentos para com o pet, frente a 28% dos que têm gato.

Quanto às características dos donos de cães, podemos destacar que são mais extrovertidos e menos neuróticos, eles descrevem a si mesmos como amáveis e responsáveis e têm vontade de casar, formar uma família e ter filhos.

caes-detectores-de-gluten

Já aqueles que pertencem ao clube de fanáticos por felinos, estes são mais aventureiros, criativos, propensos à ansiedade e estão mais dispostos a viverem sozinhos (são mais independentes).

A explicação científica em relação a isto tem a ver com o “contágio” de personalidade entre o humano e o pet, além de uma percepção própria do animal. Isto quer dizer que, por exemplo, se formos muito sociáveis vamos nos sentir mais identificados com os cães e, por isso, decidiremos ter um cão em casa. Já o contrário, se nós adoramos a solidão e a autossuficiência, procuraremos ter um gato como pet.

Os cães precisam de mais cuidados e atenção, implicam maiores gastos, costumam ser mais barulhentos, mas ao mesmo tempo são protetores do lar e uma fiel companhia. Os gatos são mais independentes, não dão tanto trabalho e são ideais para os que trabalham o dia todo fora de casa.