Seu cão é obediente? Saiba aqui!

Cão obediente

A resposta para esta pergunta é mais extensa do que simplesmente afirmar que se o seu cão fizer o que você lhe pede, ele é obediente. Por que dizemos isso? Porque, em muitas ocasiões, nosso cão pode ser obediente quando nós estamos presentes, mas desobedece às ordens concretas quando estamos fora de casa.

Estas ordens podem ser a de não subir no sofá ou na cama, não espalhar o lixo pela casa ou não morder os sapatos. É óbvio que, se quando você chega em casa e vê que o seu animal fez algo que não era para fazer, ele não é um cão obediente.

A pergunta é: por que ele é obediente só quando eu estou presente? A resposta é óbvia: porque você o ensinou que determinado ato em particular acarreta um castigo. Você o castiga quando vê o que ele fez enquanto você não estava?

Ensine-o a ser obediente

Cão dando a pata

Autor: Barcelona · Three Looks

Há várias ordens que você não poderá permitir que o seu animal de estimação passe por cima, como:

  • Vem aqui!
  • Solta!
  • Não!
  • Sobe!
  • Deita!

Ensinar o seu cão a ser obediente a estas ordens requerirá tempo e paciência. Você deverá sinalizar com sua mão o que deseja que o seu cão faça.

Por exemplo, se tiver um objeto na boca que quer que ele solte, pode aproximar sua mão enquanto diz: “solta”. Para que o cão relacione o que quer que ele faça. Se quiser que ele suba em algum lugar, bata com sua mão no local enquanto lhe diga: “sobe”! Ou se quiser que ele se deite, sinalize o chão com o seu dedo enquanto lhe diz: “deita”.

Quando o cão tiver relacionado todas estas palavras com os atos que você quer que ele realize, tente criar uma “armadilha” para que ele não seja obediente e isso te dará a oportunidade de praticar seu treinamento. Se ele costuma morder seus sapatos, deixe-os próximos a ele e finja que não está vendo. Porém, não o perca de vista se não quiser perder seus sapatos.

É provável que ele irá pegá-los para morder, mas se frequentemente você lhe dizer “solta” até que ele largue os seus sapatos, o cão irá relacionará sua ordem com os sapatos em particular e entenderá que o melhor será não pegá-los. Depois que se passar um tempo de o animal ter aprendido isto, poderá testá-lo deixando os sapatos no chão quando for sair e ver a reação que o animal terá.

Se, quando você retornar, o seu cão não tiver devorado os seus sapatos, parabéns! Você tem um cão muito obediente. Se o contrário ocorreu, você terá que comprar novos sapatos, mas não desanime, continue tentando. Porém, desta vez use um par de sapatos bem velhos para isso.

Dê prêmios e estabeleça castigos

Cão comendo petisco

Está totalmente comprovado que a melhor forma de educar um animal para ser obediente é premiar os bons atos e castigar os maus. Quando falamos de castigo não nos estamos referindo nem a castigo físico, nem a colocar medo no animal, já que isso não fará nada mais do que traumatizá-lo.

Enquanto você estiver treinando o seu animal de estimação, premie-o quando ele for obediente, embora tão somente ele tenha sido obediente uma única vez às suas ordens.

Mostre a ele sempre o seu “prêmio” e se ele não obedecer, mas não dê a ele. Você poderá falar com ele de forma doce e carinhosa enquanto tenta lhe ensinar a ser obediente e lhe dizer o que ele deverá fazer se quiser seu prêmio.

Para que o seu cão aprenda de forma mais simples a ser obediente:

  • Programe os treinamentos para depois de fazer exercício. Os animais que vivem em apartamentos têm uma grande quantidade de energia acumulada, por isso será mais difícil para o animal centrar-se no treinamento se ele estiver desejando gastar toda essa energia. Se ele fizer exercícios antes, sem chegar a se esgotar, será mais fácil que ele aprenda a ser obediente.
  • Não lhe ensine tudo de uma vez. Faça um plano e decida o que irá executar com o seu animal de estimação a cada dia. Primeiro uma coisa e depois outra; se pretende ensinar tudo de uma vez, você cansará a mente dele e ele não entenderá nada.
  • Não permita que faça sua vontade. Às vezes, nossos animais de estimação fazem coisas graciosas, que mesmo nos desobedecendo, nos fazem rir. Reprima esse impulso, você é quem manda e o animal deverá saber disso. Você deverá ser coerente com o que lhe pede e com o que lhe permite fazer.