Catalunha, a primeira comunidade espanhola que proíbe circos com animais

De acordo com informações publicadas em vários meios de comunicação, o Parlamento da Catalunha, há algumas semanas aprovou uma lei que proíbe circos com animais.

A nova legislação impede, assim, a utilização e a atuação dos animais selvagens em circos ou em espaços públicos.

A iniciativa foi promovida pela Associação Animalist LIBERA! e pela Fundação Franz Weber (FFW) através do movimento Catalunha Livre de Animais de Circo CLAC.

CLAC, disse em um comunicado a imprensa que “A lei, aprovada por 79% da câmera, entraria em vigor no prazo de dois anos para permitir a adaptação da indústria do circo a essa nova realidade legislativa (…).”

A lei foi aprovada com os votos da CiU, ERC, PSC e ICV-EUiA, enquanto Ciutadans se absteve e PPC votou contra.

Vale destacar que com esta nova lei, a Catalunha se junta a outros para países como a Bélgica, a Dinamarca, Portugal e Suíça que já baniram o uso de animais no circo.

Antecedentes das leis que proíbem o uso de animais em circo

circo

A cidade de Barcelona, em 2003, já havia aprovado um projeto de lei semelhante para excluir os animais dos espetáculos de circo. Lembre-se também que, mais tarde, em 2010, o parlamento Catalão proibiu touradas na região.

Esta proibição foi incluída como uma emenda à Lei de Proteção Animal Regional e afirma que os circos não podem usar animais selvagens “em processos que possa causar sofrimento ao animal, que exista tratamento  antinatural ou em que possa ser utilizado como objeto de piada” .

Oriol Amorós, deputado da Esquerda Republicana (ERC), que redigiu a lei, disse que haverá uma moratória de dois anos antes da lei entrar em vigor, para que os negócios de entretenimento se adaptarem às novas regras.

 

Durante o debate, o socialista Jordi Terrades, disse que era “tempo para se acostumar com a defesa das diferentes espécies de animais que estão em nosso entorno.”

Isabel Vallet, da Unidade Popular (CUP) disse que a sociedade precisa “erradicar todas as formas de violência e crueldade com os animais.”

O Partido Popular (PPC) votou contra a medida.

De acordo com as informações de grupos que defendem o bem-estar animal, há evidências para mostrar como os animais são treinandos de forma cruel nos circos.

Uma grande quantidade de material audiovisual, recolhidos pelas associações de proteção pode ser visto como os animais são cruelmente espancados e sofrem com choques elétricos.

No resto do mundo, que outros países proíbem o uso de animais em circos?

leopardo

Europa

Países como a Áustria, Bélgica, Croácia, República Checa, Chipre, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Bósnia e Herzegovina, Portugal, Hungria, Malta, Irlanda, Países Baixos, Grécia, Polônia, Espanha, Eslovênia, Suécia proíbem o uso de animais selvagens em circos.

Bulgária, por sua vez, fala sobre a proibição de determinadas espécies selvagens.

América do Norte

Nos Estados Unidos, há 49 proibições parciais e totais em 22 estados no uso de animais em circos. No Canadá, as proibições relativas ao uso de animais em circos que se estendem a 28 jurisdições municipais. O México também proibiu o uso de animais em shows.

América Central e do Sul

Costa Rica, Panamá, Uruguai, Paraguai, Peru, Equador, El Salvador e Bolívia estão entre os países que até agora baniram dentro de seu território a utilização de animais em circos. Na Argentina, até agora, a proibição só é eficaz em 20 cidades, incluindo a capital: Cidade Autônoma de Buenos Aires.

No Brasil,  proibições locais sobre o uso de animais selvagens e domésticos em circos estão no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Sul, Espirito Santo, Mato Grosso do Sul e Alagoas.

No Chile, a proibição só se aplica para a capital Santiago. O mesmo acontece em Bogotá, Colômbia.

Oceania

Na Austrália existem proibições locais sobre o uso de animais em circos em várias cidades, incluindo Hobsons Bay, Surf Coast Shire e Lismore Parramata

Ásia

Finalmente, países como a Índia, Israel, Cingapura e Taiwan proíbem no seu território a utilização de animais em shows.