Cidade do México inaugura seu primeiro hospital veterinário público

hospital veterinário público

Hoje trazemos uma grande notícia que envolve os animais de estimação que vivem no México. Acaba de ser inaugurado o primeiro hospital veterinário público na capital desse país. A instituição universitária oferecerá atenção geral, esterilização, vacinas e medicina preventiva de forma gratuita – e cobrará preços simbólicos para algumas práticas – e tem condições de receber 150 consultas diárias.

Um hospital veterinário público com muitos objetivos

O centro de saúde animal está localizado na populosa Iztapalapa, uma das 16 delegações da Cidade do México. Na região, calcula-se que há, em média, 300 mil cães. E 30% deles, infelizmente, estão em situação de rua. Por esse motivo, os responsáveis pela área planejam esterilizar nesse novíssimo hospital veterinário público os cães abandonados.

Também, as autoridades sanitárias, através desta iniciativa, buscam:

  • Promover nos habitantes uma cultura de respeito e bem-estar animal;
  • Inibir a transmissão de enfermidades dos animais de estimação;
  • Levar a fundo investigações em medicina veterinária e saúde pública;
  • Oferecer a oportunidade para que os profissionais realizem a residência em medicina veterinária especializada.

A Cidade do México acaba de inaugurar o primeiro hospital veterinário público. Sem dúvida é uma grande notícia para o um milhão e 200 mil cães e os 300 mil gatos que habitam a capital desse grande país.

Como é o novíssimo hospital veterinário público

cachorro em gaiola de transporte

Além dos já mencionados serviços de vacinação e esterilização, o hospital oferece:

  • Desparasitação;
  • Raios X;
  • Ultrassom;
  • Cirurgia geral e de especialidade;
  • Hospitalização;
  • Farmácia veterinária;
  • Endoscopia;
  • Laboratório clínico.

Conforme informou o hospital, as instalações do centro de saúde contam com:

  • 12 consultórios;
  • 5 salas de cirurgia;
  • 120 jaulas para urgências e hospitalização;
  • 6 áreas de trabalho para pacientes de ambulatório.

Outras ações para cuidar de animais e humanos

Mas, além da inauguração do hospital veterinário público, as autoridades da capital mexicana têm a intenção de desenvolver outras ações em benefício de animais e pessoas.

Por exemplo, a campanha “Seja um dono responsável” implicará na instalação de dispensers gratuitos de sacolas plásticas em pelo menos 200 parques, com o objetivo de incentivar os donos a recolherem os excrementos de seus cães.

Também pretende-se que um grupo de veterinários se una aos grupos do programa “Médico em sua casa” para visitar as residências de animais de estimação que, por diferentes motivos, seus donos não possam ir ao novo hospital veterinário público.

Alguns dados sobre a construção do centro público de saúde animal

Com um investimento de 60 milhões de pesos mexicanos (pouco mais de 3 milhões de euros) para a construção do hospital, mais 37 milhões de pesos (em média 1 milhão e 900 mil euros) utilizados para a compra de equipamentos, o hospital veterinário público foi o primeiro estabelecimento desta categoria no país e conta com tecnologia de ponta.

A edificação, por sua vez, foi feita com materiais elaborados com polímeros reforçados, como base da estrutura do imóvel. Este sistema permite economizar 30% em custos de obra e diminui o tempo de construção.

Além disso, o edifício conta com aquecedores solares e a iluminação também tem com base painéis solares. Sem dúvida, e bem-vindo seja, durante o projeto também se pensou em cuidar do meio ambiente na hora de erguer o hospital veterinário público.

A ideia de construir um segundo hospital veterinário público

gatos em veterinário

As autoridades da Cidade do México prometem inaugurar, o mais rapidamente possível, um segundo hospital veterinário público. Outra grande notícia para o um milhão e 200 mil cães e os 300 mil gatos que se estima habitar esta grande metrópole.

Enquanto isso, o centro de saúde animal de Iztapalapa teve um bem-sucedido batismo em seu primeiro dia de funcionamento: salvou a vida de Cristal. Uma cadelinha que estava prenha e que teve que ser operada com urgência, porque seus filhotes tinham morrido dentro dela.

Sem dúvida, um grande começo para um lugar que certamente dará atenção aos animais de estimação das famílias com menos recursos e, sobretudo, aos muitos animais que perambulam pelas ruas das grandes cidades do mundo.

Fonte da imagem principal: http://www.elfinanciero.com.mx