Coisas que podem diminuir os anos de vida de seu cão

vida de seu cão

Há diferentes coisas que podem diminuir a vida de seu cão. Entre elas está a idade, o ritmo de vida, a alimentação e determinadas doenças.

A média de idade de seu cão

Os peritos afirmam que a idade máxima de vida dos cães, como média, costuma rondar os 15 anos, sempre que eles tiverem uma vida saudável, com boa alimentação, em um ambiente saudável e com uma rotina de exercícios. Mas há muitas variáveis que podem influenciar nisso.

Uma alimentação deficiente

como-os-caes-digerem-os-alimentos

O fator alimentação é fundamental para se conseguir uma evolução saudável em nossos amigos. Quando um cão come alimentos nutritivos e variados, é provável que seu ciclo de vida tenha maior qualidade e que ele viva mais tempo.

Já o contrário, se o nosso animal de estimação não comer uma ração de boa qualidade e não tiver uma dieta rica em nutrientes, é provável que sua vida diminua em muitos anos.

O ideal é que a alimentação de nosso amigo seja a aconselhada por um especialista. Por isso, é ele quem deve aconselhar sobre qual é a melhor dieta para o seu animal de estimação, que será influenciada pela idade, raça e necessidades que tenha o animal.

Também é importante se considerar que o metabolismo do cão, principalmente o daqueles que fazem muitos exercícios, precisa consumir gorduras. A reposição de energia nos cães não é feita com os hidratos de carbono, como ocorre com as pessoas, mas com gorduras de qualidade.

Os filhotes

As gorduras de má qualidade são muito prejudiciais para os cães. Inclusive se um filhote sofre de obesidade, ele poderá ter importantes problemas de desenvolvimento.

Quando o filhote tem uma alimentação adequada e que contribui com as vitaminas, minerais e nutrientes necessários, a menos que o veterinário indique, não será necessário um suplemento vitamínico. Portanto, o cuidado com a alimentação é fundamental para a vida de seu cão.

Os produtos e rações comerciais contêm os nutrientes que o cão necessita para crescer saudável. Um excesso de vitaminas pode provocar doenças relacionadas com o desenvolvimento e crescimento incorretos do animal.

Alguns especialistas afirmam que a ingestão de ossos não serve para muita coisa, não ajuda nem contribuindo com cálcio e nem fortalecendo a dentição. Pelo contrário, pode provocar obstruções ou lesões de esôfago ou intestino, além de produzir constipação. Se o seu cão gosta de mordiscar, é melhor lhe dar brinquedos ou ossos de pele bovina.

Outro mito é o da comida em uma só porção. Já foi provado que o ideal é repartir a quantidade diária de comida em duas partes: uma para o período da manhã e outra para a noite. Isso se deve fazer tanto com cães de tamanho grande como pequeno.

O exercício necessário

É fundamental para a vida de seu cão que ele faça exercício. Se ele não o fizer, sua expectativa de vida pode diminuir em até cinco anos. Os animais precisam descarregar a energia excedente.

Os animais necessitam de uma rotina diária de exercício. Estas devem ser programadas de acordo com as suas necessidades. Em muitas raças, três saídas para passeios diariamente são suficientes.

Algumas substâncias perigosas

A curiosidade nos cães pode ser perigosa. Durante o passeio diário, pode ser que eles coloquem o focinho em lugares inapropriados. Isto acontece em parques, jardins, e outros lugares onde costumam passear outros cães. Também, as plantas podem ser um veículo ou canal de substâncias venenosas e perigosas.

Segundo a raça

Muitos especialistas asseguram que algumas raças de cães são menos idosas que outras na mesma idade. As raças caninas de grandes dimensões, por exemplo, vivem menos tempo do que as de tamanho pequeno.

A teoria diz que os cães de grande porte durante seus primeiros anos de vida consomem grande quantidade de energia e, logo, quando entram na etapa de maturidade, tornam-se muito mais sedentários.

Entre as raças que não têm muita expectativa de vida estão o Terranova, o São Bernardo, o Dogue Alemão, o Grande Boiadeiro Suíço e o Mastim Inglês, entre muitas outras.

O ambiente na vida de seu cão

levar-seu-cao-ao-parque

Assim como a alimentação, o ambiente é uma variável chave para que um cão se desenvolva de forma saudável. Se um animal de estimação for criado em um ambiente pouco propício, onde não satisfazem suas necessidades e não lhe oferecem carinho, é provável que sua vida não seja muito longa.

Os acidentes

Anualmente são milhares os cães que morrem vítimas de acidentes domésticos ou de rua. No primeiro caso, trata-se de intoxicações provocadas por produtos químicos. No segundo caso, acontece porque os cães não portam uma correia ou uma placa de identificação.