Coleira ou Peitoral? Conselhos para escolher

Coleira para cães

Se você tem um cão, talvez você esteja se perguntando se o melhor a usar é o coleira ou peitoral, também conhecida como coleira peitoral ou rede de enforcamento. A primeira fornece vários benefícios para cães de pequeno porte, enquanto que a segunda é complemento de treinamento.

Certamente, mais de uma vez você já viu em lojas de animais diferentes modelos de coleiras ou peitorais, mas alguns podem não ser saudáveis ou seguros para o seu animal de estimação.

Portanto, neste artigo, vamos compartilhar algumas dicas sobre os prós e contras desses tipos de acessórios.

Coleira ou Peitoral?

 

Cachorro mordendo coleira

Começamos pelas coleiras. Para que uma corrente ou guia de corda seja confortável deve ser acompanhada de uma coleira. As coleiras comuns permitem uma identificação através de um cartão ou placa. Normalmente, ela é fixada com um grampo de plástico ou fivela.

As coleiras planas que as mais comuns e mais fáceis de serem encontrados, são também mais fáceis de serem colocadas e de serem removidas e são muito úteis, pois podem conter placas de identificação com informações sobre vacinas e seu endereço residencial.

No entanto, muitas vezes a coleira plana pode se tornar perigosa quando os cães estão brincando. Se um deles colocar a boca no pescoço de outro pode acabar causando pânico em um dos animais com a asfixia provocada pelo ato de um dos animais puxar a coleira com a boca.

Na briga para se soltar, a coleira também pode apertar e os cães podem começar a sufocar como resultado deste tipo de brincadeira.

Cães que gostam de brincar desta forma devem usar coleiras de ruptura semelhantes as usados ​​em gatos, pelo menos durante as brincadeiras sem supervisão.

Redes de Enforcamento ou Peitoral

Tenha cuidado com as redes de enforcamento em cães com focinhos pequenos, olhos esbugalhados e pequenas traqueias, já que eles são propensos ao colapso traqueal.

As peitorais são usadas ​​por treinadores profissionais para dar um puxão forte, o suficiente para o cão deixar cair o que está prendendo na boca ou entre as patas e fazer outra coisa.

O enforcador ajuda o cão a entender que ele terá uma correção acentuada quando se comportar mal. Mas lembre-se: não é necessário fazer correções fortes. Uma correção eficaz pode ser bom o suficiente para que ele compreenda que está agindo de uma forma errada.

Como usar o enforcador?

Se o enforcador for muito longo, quando você aplicar uma correção haverá muita folga. Quando se é muito curto, o colar pode ser apertado muito rapidamente, antes que eles ganhem impulso suficiente para puxar. Para conseguir um bom resultado o enforcador deve ser colocado no alto, mais ou menos atrás das orelhas.

Depois de ter escolhido o colar é hora de pensar na corrente ou guia de corda. Você pode escolher entre diferentes modelos. Alguns são feitos de couro, com corrente ou em nylon. As duas primeiras opções são as mais confortáveis e duráveis.

A peitoral é uma alternativa a guia de corda

Cachorro com peitoral

 

Em geral, evite as peitorais que se ligam à parte de trás, a menos que você queira treinar seu cão para puxar um carro ou um trenó.

Existem peitorais que são de primeira fixação.  Aqueles que estão na parte da frente redirecionam a atenção do cão de volta para o dono. No entanto, para muitos cães, este equipamento pode alterar a marcha natural, pois tende a dificultar o movimento do animal.

Assim, limite ou evite o uso em cães atletas.

Outro tipo de peitoral é o que vem com um conjunto de treinamento básico. Ao contrário do anterior, que tem um ligamento entre as patas dianteiras, esse tipo de acessório tem um cruzamento sobre as patas traseiras. Por este motivo se deve limitar ou evitar o uso em cães que competem em esportes atléticos.

Finalmente, outros produtos combinam um cruzamento na parte da frente e outro sobre as patas traseiras. Como resultado, este equipamento oferece um pouco mais de liberdade de movimento e fornece um controle direcional porque, ao puxar a coleira, os arreios são apertados em torno do corpo do cão.

O lado negativo da peitoral é que os cães necessitam de treinamento para que eles possam usar. No entanto, existem alguns que não incomodam. Tudo depende do temperamento do seu animal de estimação.