Combatendo cálculos urinários em cães e gatos

Cão com cálculos urinários

Os animais sofrem de cálculos urinários e renais muito semelhantes aos encontrados nos seres humanos. A maioria destas pedras são formadas por sais minerais, compostas por elementos comuns que se encontram em nosso organismo, como cálcio, magnésio, amônia, fósforo e carbonatos. Sua composição e consistência são similares a do calcário.

A seguir, compartilharemos alguns dados sobre os cálculos urinários em cães e gatos, para que você saiba como eles podem ser evitados.

O que causa os cálculos urinários em cães e gatos?

Gato descansando

Há vários fatores que contribuem para a formação de cálculos nas vias urinárias. Uma delas é a concentração de muitos sais minerais na urina. Muitas bactérias decompõem a ureia da urina em amoníaco e, ao fazê-lo, deixam a urina alcalina.

Certas raças de cães e gatos são suscetíveis às pedras de diferentes composições. Estas pedras se formam quando os sais de aminoácidos e uratos, que são produzidos no sangue destes animais, estão em uma concentração muito alta. O exemplo mais conhecido é o daquelas pedras que se formam nos Dálmatas.

Segundo muitos especialistas, até hoje, ainda não se sabe por que alguns cães formam cálculos urinários e outros não. A desidratação, por exemplo, poderia ser uma das causas, já que ela aumenta a concentração de minerais na urina e isso pode aumentar a formação de cálculos.

As fêmeas de todas as espécies são as mais suscetíveis às infecções do trato urinário e pedras, já que nas fêmeas, a uretra é mais curta. Alguns cães e gatos nascem com defeitos na mucosa, o que os torna mais suscetíveis à infecção do trato urinário.

Quais são os sintomas das pedras no trato urinário?

Cão e gato

Os dois sinais mais comuns de cálculos na bexiga são: dor ao urinar e vestígios de sangue na urina. O sangue na urina, ou hematúria, ocorre quando as pedras irritam o revestimento da bexiga, que é muito sensível, e causam um sangramento.

O revestimento da bexiga inflamada dói muito, já que quando os animais fazem as suas necessidades, por ali passam as pequenas pedras. Os animais de estimação com cálculos na bexiga tentam urinar com muita frequência.

Eles ficam na posição de urinar e tentam, sem sucesso aparente, urinar. A urina pode chegar a ter uma cor tão escura como a do vinho tinto.

Quando urinam, a quantidade é pequena. No meio desta dolorosa rotina, estes animais ficam inquietos. Caminham em posição agachada. Os donos podem mal interpretar estes sinais e achar que o animal está com prisão de ventre.

No entanto, se apalparem o abdômen destes cães ou gatos, poderão sentir pequenas pedras na bexiga, como se fossem mármore.

Se você não levar o animal imediatamente ao veterinário, as pedras podem bloquear a uretra, o cano que vai desde a bexiga até o pênis ou vagina.

Quando isto acontece, a urina se acumula no corpo causando a uremia, depressão e vômitos. A bexiga aumenta várias vezes o seu tamanho normal e pode, inclusive, explodir. Poderá demorar várias semanas para que o problema seja solucionado e o tamanho da bexiga volte ao normal.

Apesar de tudo isso, os cães e gatos com pedras não costumam apresentar febre alta. No entanto, exames de urina nestes animais costumam mostrar sangue e células brancas.

As bactérias também podem estar presentes na urina. Qualquer infecção do trato urinário que se repete com frequência em seu animal de estimação, deverá ser examinada cuidadosamente para que se possa detectar a presença de pedras na bexiga.

Estas pedras são porosas e causam infecções que, se não forem tratadas a tempo, podem se tornar muito graves.

Para dissolver estas pedras, o mais recomendável é alimentar o seu pequeno amigo com dietas pobres em proteínas e, certamente, será administrado um medicamento, possivelmente o alopurinol, que reduzirá a quantidade de ácido úrico que o corpo produz.

Se as pedras não forem dissolvidas por estes métodos, será necessário intervir cirurgicamente e realizar uma cistostomia. Este tipo cirurgia costuma acabar com o problema rapidamente.

Como podemos prevenir a formação de pedras?

O melhor é que o seu amigo tenha sempre acesso a água limpa e fresca.

As dietas ricas em cereais e verduras produzem uma urina alcalina, o que permite que se formem certas pedras. Por isso, faça com que o seu pequeno amigo de quatro patas consuma uma ração de qualidade.