Como adaptar a casa para dar as boas vindas a um novo cachorro

novo cachorro

Você acabou de adotar um novo cachorro? Não está certo do que deve fazer para que ele se sinta cômodo em sua nova casa sem que a destrua? Aqui você encontrará alguns truques e conselhos para fazer com que a adaptação do seu novo animal de estimação seja agradável, cômoda e fácil, tanto para o animal quanto para o dono.

Antes da chegada

Antes de introduzir seu cão adotado em sua nova casa, há várias coisas que devem ser preparadas. A primeira delas é definir e montar um lugar onde ele possa dormir e ter suas coisas. É conveniente que o chão seja de piso frio, e não tenha carpete ou tapetes, para facilitar a limpeza.

Se o local é fora de casa, deve ser em uma parte cercada e ter um lugar para que ele se proteja do frio, da chuva e do sol, e também para que se esconda quando se sentir ameaçado ou assustado.

Manter o cachorro em um lugar separado é conveniente, mas é importante lembrar que ele precisa brincar e se relacionar com a família. Esse será o seu lugar, seu “território”, e deve estar em uma parte tranquila da casa, longe de pontos com mais barulho e movimento.

Os pratos para a sua comida e bebida também devem estar em uma área calma, e serem preferencialmente de cerâmica ou metal, já que os de plástico são leves e se movem enquanto o cachorro come.

Além disso, é importante oferecer brinquedos que ele possa morder, arranhar ou destruir. Se ele morder estas coisas, não morderá as suas, e assim pode ocupar o tempo e não se entediar se estiver sozinho.

Além de preparar o cantinho do novo cão, você deve retirar tudo que possa machucá-lo ou seja perigoso, e tudo que você não quer que ele quebre. Tire do alcance dele objetos valiosos, cabos, objetos eletrônicos, produtos químicos e tudo que não possa ser mordido.

O melhor é que você impeça seu acesso a partes da casa onde estejam roupas, sapatos, e tudo aquilo que os cachorros gostam de morder, mas que você não quer que ele morda até que aprenda a respeitá-lo.

O primeiro dia

novo-cão

Quando introduzimos um cachorro acolhido ao seu novo lar, há várias coisas para se ter em mente. Em primeiro lugar, a introdução deve ser gradual. Se o cão é adulto, é melhor não levá-lo diretamente para casa, mas sim levá-lo para passear e liberar a excitação do momento, para que chegue em casa mais calmo.

Se é um filhote, deverá ter mais de 45 dias, e a primeira coisa a se fazer é levá-lo ao veterinário para fazer um chek-up geral. Outra coisa muito importante é decidir um nome apropriado, e chamá-lo sempre pelo mesmo nome. É nos primeiros dias que ele aprende a responder quando é chamado e se acostuma com o nome, e irá se confundir se for chamado por nomes diferentes.

Uma vez que tenha chegado em casa, o melhor a fazer é mostrar a ele o local que preparamos, e mantê-lo lá durante o primeiro dia. Permita que ele explore o lugar, mostre a ele sua cama, seus brinquedos e o local onde irá comer.

Gradativamente vá abrindo o acesso ao resto da casa para que ele possa se acostumar pouco a pouco aos novos odores e novos ambientes. Se ele é muito pequeno, é provável que fique agitado e uive ou chore durante as primeiras noites.

Para evitar que ele sinta saudade de sua mãe, coloque uma bolsa de água morna em sua cama junto com um relógio de ponteiros, já que o tic tac lhe lembrará dos batimentos do coração de sua mãe e irá acalmá-lo. Se você tiver algum objeto que tenha conservado o cheiro da mãe dele ou do lar anterior, coloque-o em sua cama; o cheiro familiar fará com que ele se sinta mais seguro.

Em nenhuma hipótese deixe que ele faça nessa noite coisas que você não pretende deixá-lo fazer no futuro, ou ele irá se acostumar e não haverá como voltar atrás.

Necessidades básicas

A comida é um processo delicado nos primeiros dias, especialmente se é um cãozinho que acabou de deixar de mamar. Este período é complicado e pode causar transtornos digestivos. Para facilitar o trânsito intestinal, umedeça o alimento em água fria. A proporção aproximada é de uma medida de água para cada quatro de alimento, mas a quantidade de alimento que deve ser dada ao cachorro deve ser informada por um veterinário.

Ainda que pareça que ele dorme demais, deixe-o dormir. Os cachorros pequenos dormem 20 horas ao dia, e têm o ouvido muito delicado, por isso podem se estressar se forem atrapalhados. Além disso, tenha cuidado com tudo que ele possa engolir; os cães são como bebês nesse sentido, conhecem seu entorno pelo gosto e levam tudo à boca.

Usos e costumes

Desde o primeiro dia seja firme com o cachorro e eduque-o, ou ele se acostumará a fazer coisas que você não vai gostar, como por exemplo, subir no sofá. Dê a ele uma pequena recompensa quando usar sua cama e seus brinquedos, e castigue-o quando fizer coisas que não deve fazer, mas seja sempre carinhoso e amável para que ele não fique com medo.

Siga uma rotina frequente e faça passeios com ele, dê comida e mande-o dormir sempre na mesma hora. Dê prêmios quando ele obedecer e faça-o saber que o mestre é você. Adapte-o à obediência pouco a pouco. Enquanto ele se acostuma a fazer as coisas do seu jeito, o mantenha somente em sua área se você estiver fora de casa.

Acostume-o a estar sempre de coleira (melhor ainda se tiver uma plaquinha, para que seja identificado caso ele se perca), mesmo que tenha um microchip.

A coleira não deve estar muito solta nem muito apertada, você deve conseguir colocar os dedos entre ela e o pescoço do animal. Além disso, você deve usar uma coleira de passeio,para levá-lo a rua, que deve ser cômoda, comprida e com mosquetão.

cachorro-novo

Os outros inquilinos

Se houver em casa outras pessoas ou animais de estimação, o novo cão deve ser apresentado pouco a pouco, sempre na presença da pessoa em quem ele confie mais.

Se houver outros animais, eles irão demorar mais para se acostumar, por isso é importante que as apresentações sejam feitas sempre em terreno neutro e sob supervisão, e que eles se alimentem separadamente até que sejam amigos. É importante não dar menos atenção aos outros animais, para que eles não sintam ciúmes.

E, acima de tudo

Tenha paciência. Até que o cachorro aprenda o que você quer, ele fará muitas coisas erradas. Você deve demonstrar que gosta dele e que quer brincar.

Lembre-se de que as primeiras semanas são um período onde você e seu novo animalzinho devem aprender a se conhecer e a se respeitar mutuamente.