Como ajudar um animal maltratado a recuperar a confiança

maltrato animal

Muitas vezes queremos ajudar um cão de rua ou abandonado e nos damos conta de que ele reage de uma maneira diferente da que esperamos: quer morder, late, treme ou sai apavorado. Por quê? Certamente porque foi maltratado no passado e tem medo. É fundamental saber como tratá-lo para que ele possa recuperar a confiança. O trauma que ficou pelos maus-tratos sofridos é grande, mas pouco a pouco irá desaparecer.

Maus-tratos contra animais: não só é físico

Antes de falarmos sobre como agir ante um cão que sofreu maus-tratos, é preciso entender o que lhe aconteceu. Os cães, assim como as pessoas, podem ter sequelas profundas em sua forma de agir e de se relacionar com outros devido aos traumas que sofreram no passado.

maltrato-animal-2

É necessário levá-lo a um médico veterinário para que ele nos ajude a elucidar o que lhe aconteceu e de que maneira tratá-lo. Também, o especialista nos dirá se o caso é de maus-tratos físicos ou emocionais (ou ambos).

O primeiro requer um exame clínico minucioso para detectar a tempo se há algum tipo de lesão externa ou interna. Os tecidos, os órgãos ou o sistema ósseo podem ter sido afetado por golpes, assim como também seus sistemas neurológico e muscular.

Os maus-tratos emocionais não podem ser determinados por exames médicos, mas sim pela observação de seu comportamento e de suas reações. O abandono, a falta de afeto, a desnutrição, feridas não curadas, doenças, não ter sido vacinado, ter tido muitas gravidezes… tudo isso pode significar que o cão não foi cuidado como se deve.

Nestes casos ele também precisa de um tratamento médico que inclua uma dieta equilibrada, a cura de suas feridas, a vacinação e a esterilização.

O que fazer ante os maus-tratos contra animais?

Se o cão estiver em uma casa onde o maltratam, é preciso informar às autoridades competentes para que analisem a situação e, se for necessário, que levem o animal a uma associação protetora. Se o encontramos na rua e queremos adotá-lo, devemos saber que sua recuperação pode demorar muito ou pouco tempo, de acordo com a extensão dos maus-tratos.

Não é possível determinar o tempo de tratamento médico ou psicológico (com psicológico nos referimos aos cuidados que daremos ao peludo), já que tudo depende da idade, dos danos, da personalidade do cão, etc.

Como donos, socorristas ou ajudantes, o que não podemos fazer sob nenhum ponto de vista é medicá-lo sem consultar um profissional, continuar com os maus-tratos, gritar e pensar que um prato de comida e um banho são suficientes para curar o bichinho.

Passos para recuperação de um cão que foi maltratado

Um animal prejudicado física ou emocionalmente agirá de maneira estranha, mesmo sem querer. Simplesmente ele estará se defendendo do que ele supõe que lhe acontecerá, apoiado em sua experiência passada. As condutas compulsivas serão habituais e é preciso entendê-lo e não repreendê-lo ou se zangar com ele. As chaves para a recuperação de um cão que sofreu maus-tratos são:

  1. Mover-nos lentamente

As mudanças bruscas de postura o deixarão nervoso, e é provável que ele queira atacar. Os movimentos rápidos o farão recordar os episódios de violência que sofreu. Por isso, é melhor caminhar lentamente, sempre se aproximar devagar e esperar sua reação antes de prosseguirmos. Se o cão observar que o contato é suave, ele se sentirá mais confiante.

  1. Usar um tom de voz suave

cao-com-familia

A voz também é fundamental para criar um ambiente acolhedor no qual o peludo se sinta confortável e confiante. Se você gritar, é o mesmo que repetir a situação de trauma. Um tom grave ou alto será relacionado com a uma situação de perigo.

  1. Proporcionar proteção

Uma manta acolhedora, um prato de comida, um pouco de água, um banho quente, uma cama sob um teto… são coisas às quais o cão não está acostumado. É preciso que ele relacione isso com algo bom e com proteção. Tente lhe acomodar em um espaço confortável para que ele se deite e durma. Uma boa ideia é que ele fique em um cômodo separado de outros animais. Assim ele se sentirá mais confiante.

  1. Levá-lo para passear

As caminhadas e as brincadeiras no parque são um excelente presente para um cão que sofreu maus-tratos. Lembre-se de que, além de golpes e gritos, este pobre ser nunca recebeu carinho ou demonstrações de afeto. Os passeios podem ajudar muito no tratamento.