Como ajudar as crianças a superar a morte dos animais

 

Os animais são seres únicos que embelezam à natureza e alegram nossas vidas quando vivem conosco, deixando de serem apenas um animal de estimação para transformarem-se em um membro importante da família. Mas a morte de um animal de estimação é sempre um momento difícil para a família e especialmente para as crianças.

São as crianças que conseguem estabelecer uma maior conexão com eles, já que os reconhecem como seus amigos e como figuras determinantes em seu desenvolvimento como pessoa. Esta relação de cumplicidade é algo extremamente belo e saudável para os pequenos da casa, já que isso representa o contato mais próximo deles com o mundo animal.

Entretanto, mesmo que queiramos evitar, a morte de um pet é algo que inevitavelmente teremos que passar, com toda a complexidade e confusão que representa o tema, já que nunca estamos preparados para assimilá-lo.

Como pais, sabemos que se trata de uma situação em que o nosso filho se encontrará em um delicado labirinto de emoções e que apenas ele poderá sair.

Infelizmente, proteger às crianças da morte de seu pet é algo impossível de se conseguir. Mas, existem formas efetivas para ajudá-los a entender e a superar este doloroso momento. Estas são algumas delas.

Não o faça acreditar que seu amigo voltará

gato-criança

Quando esta dolorosa situação ocorre, devemos estar preparados para falar seriamente com o nosso pequeno. Dependendo da idade que ele tenha, será necessário preparar o discurso que vamos fazer, já que se ele tiver menos de 5 anos, ele não saberá entender o que ocorre e superará mais rápido, entretanto, se tiver 9 ou 12 anos, as coisas serão um pouco mais complicadas.

Seja como for que você pense em lhe contar, o mais importante é o fazer entender que seu pet não voltará. A importância de fazer ênfase nisto, é que esta será possivelmente a primeira ocasião em que você falará com ele a respeito do que representa perder um ente querido, por isso é necessário lhe ajudar a compreender tudo o que isso significa.

Você pode suavizar, maquiar ou adoçar tudo o que queira, mas é de suma importância não criar falsas expectativas e nem gerar em sua mente ideia errôneas.

Responda a cada uma de suas perguntas

Como você bem saberá, quando morre alguém muito próximo surgem milhares de dúvidas, o que gera muita mais angustia, já que nesse momento nada se pode fazer.

Entretanto, quando é seu filho quem está passando por isso, você terá que lhe ajudar a esclarecer todas as dúvidas que existem em sua cabeça.

O ideal é lhe deixar claro que nada do que aconteceu foi culpa dele, que ele não voltará a ver nunca mais ao seu pet, que você estará com ele para superarem juntos a tristeza que isto causa, e que este é o ciclo natural da vida.

Escute-o sempre

Assim como os adultos, as crianças têm diferentes maneiras de manifestar o luto. Uma das mais comuns é falar a respeito das lembranças que têm sobre o ser que morreu, por isso, neste caso, será normal que queiram conversar sobre o pet.

É muito recomendável que você lhe escute sempre e que o lembre de vez em quando dos bons e inesquecíveis momentos que tiveram juntos.

Embora tudo isso possa lhe gerar um pouco de nostalgia, também será de muita ajuda para poder superar este difícil momento.

Deixe que passe algum tempo antes de ter outro pet

cães-e-crianças

Autor: Nicolas Michaud

Um dos enganos mais comuns que cometem muitos pais quando o filho está passando por um luto, é comprar imediatamente outro pet, acreditando que um ser substitui a outro e que desta forma o pequeno se esquecerá rapidamente da morte de seu amigo.

O melhor a fazer é deixar que se passe algum tempo para que a criança consiga assimilar a dor. É necessário passar por diferentes etapas do luto para que ele possa aceitar a despedida e começar do zero.

Leve em conta que nesta situação será ele quem terá que se esforçar para superar este duro momento, isso também significa que quando ele sentir vontade de ter um novo amigo animal, ele o deixará saber disso.

Não se esqueça!

Poucas coisas na vida são tão difíceis como a despedida de um pet, já que estes seres são quem compartilham conosco momentos bons e maus.

Quando uma criança passa por esta situação, é extremamente importante que ela possa contar com alguém que a entenda e que a ajude a se dar conta que isto é algo natural, apesar de doloroso.

Se você seguir estes pequenos conselhos, seu filho poderá superar este duro momento.