Como cuidar de um cachorro durante a noite

Cachorro dormindo

Enfim, você decidiu e adotou um lindo filhote de cachorro. Mas, você levou em conta todos os esforços que você precisa para realizar a adaptação do animal para que o seu novo ambiente seja o menos traumático possível?

Um dos temas mais complicados de resolver são os cuidados que devemos tomar durante a noite. Se o cão é deixado sozinho no lugar que você atribuiu para ele, como normalmente aconselham muitos especialistas, certamente o cão vai chorar sem parar e, certamente, causará muito incômodo. 

Então, o que você pode fazer para acalmá-lo?

Conselhos para cuidar de um filhote durante a noite

Cachorro dormindo

Não acredite que a sorte tenha te presenteado o cão mais birrento do mundo. Antes de qualquer coisa, tente se colocar, por um momento, no lugar do cãozinho e certamente você compreenderá suas reações.

Você acaba de tirá-lo do ambiente dele, onde ele recebia os cuidados da mãe e estava acompanhado pelos irmãos.

Ele encontra-se, de repente, em um espaço diferente, cercado por estranhos de outra espécie e talvez por outros animais de estimação, sentindo novos odores e descobrindo objetos desconhecidos.

• Quando chega a noite, de repente, deixam-no absolutamente sozinho.

Você não acha essa situação angustiante o suficiente? Isso não justifica o medo que o animal está sentindo? Ele se sente desorientado, desprotegido e inseguro.

De todas as formas, alguns recomendam não dar atenção para o choro do filhote, e há uma ditado de que, em uma semana, ele vai se adaptar à nova situação e entenderá qual é o lugar para dormir e, além disso, não vai acontecer nada estando sozinho.

Muitas pessoas explicam que se cedermos diante dos lamentos e se o levarmos para o quarto, certamente cessarão os uivos, porém ele terá aprendido como chamar a atenção e irá fazê-lo novamente a cada noite.

E ele nunca aprenderá a se comportar corretamente, e o que é permitido uma vez, o filhote entende que será permitido sempre.

Outros explicam que, durante uma primeira fase, pelo menos até que ele comece a se acomodar no  ambiente atual, o animal não deve ficar sozinho durante a noite. A ideia é que o bichinho durma em um espaço dele, mas em um local onde ele sinta a presença dos  humanos da família que o adotou.

Se você quiser conciliar o sono, mesmo que seja por um tempo, o melhor será você colocar a caminha dele ao lado da sua. Com o passar dos dias, você tem que ir afastando a cama dele gradualmente até colocá-la no lugar da casa que você reservou para ele.

Os defensores desse sistema reforçam que, se você ignorar o choro do filhote e deixá-lo sozinho, você terá problemas no futuro. Por exemplo:

• Medo da solidão e diante de diversas situações durante toda a vida;

Choros e latidos constantes por qualquer motivo;

Destruição da casa;

A terceira maneira

Filhotinhos

Entre estas duas opiniões que podem ser classificadas como extremas, há uma terceira opção que propõe que o filhote durma sozinho desde o primeiro momento, mas usando alguns truques para mantê-lo calmo.

Se for possível, coloque o filhote em uma manta que tenha o cheiro da mãe;

Proporcione ao filhote uma boa quantidade de brinquedos;

• Deixe-o próximo a um relógio de ponteiro. A ideia é que quando ele ouvir o tic tac, associe-o com o coração da mãe;

• Coloque em sua cama uma garrafa com água quente enrolada em um pano, para lembrá-lo do calor materno;

O ideal é que o animal coma entre 3 e 4 horas antes de se deitar e, logo depois que jantar, brinque o suficiente para que gaste as energias e precise de um sono reparador.

Além disso, ele deve ter uma cama confortável, com cobertores suficientes, para não passar frio e evitar ficar doente.

Também é aconselhável a utilização de feromônios sintéticos para substituir aqueles que a cadela emite para acalmar os filhotes.

Em qualquer caso, as teorias são geralmente muito boas, mas a realidade vai mostrando qual é a melhor maneira de lidar com o novo membro da família. Diante de qualquer dúvida, você pode pedir o conselho de um veterinário.

A coisa mais importante é ter muita paciência e dar o carinho necessário para que o filhote se sinta acolhido na nova casa, que durma tranquilo por toda a noite e deixe o resto da família dormir também.