Como entender o seu gato?

gato abandonado

Dizem que os gatos são traiçoeiros e não dá nunca para prever como eles irão agir. Nós lamentamos que algumas pessoas pensem assim, porque no blog Meus Animais não concordamos com isso. Os felinos são seres carinhosos e leais, isso sim, têm personalidade especial que nem sempre é fácil de entender. Porém, hoje te ensinaremos algumas formas para entender o seu gato.

Por isso, no blog Meus Animais, vamos ajudar você a entender o seu gato. Se alguma vez você já tenha se sentido incompreendido por ele ou acreditou que não consegue entendê-lo, fique tranquilo, neste post vamos ajudar você.

Entender o seu gato. Os gatos e as suas extravagâncias

Nem todos os gatos são iguais, isso nós conseguimos entender, não é mesmo? Porém, todos eles compartilham alguns comportamentos, os quais chamamos de extravagâncias por serem diferentes de outros animais de estimação, por exemplo, os cachorros.

Mas entender o seu gato não será tão difícil se você aprender a identificar esses comportamentos e o que eles significam. Vejamos ao menos 4 exemplos:

1.- Compreender os sons vocais dos gatos

Os gatos emitem diferentes sons, e cada um deles tem um significado diferente. Lembre-se que eles não falam e, por isso, você terá que saber o que eles querem segundo o som que eles vocalizam.

Como fazer para o gato não miar em excesso

Miados

É a sua linguagem, simples assim. O mais normal é que os gatos miem quando queiram algo de você: carícias, comida, água, que você dê a eles algo ou simplesmente que os deixem tranquilos.

Conforme você vai passando um tempo com o seu gato, será mais fácil reconhecer os seus miados e saber o que cada um quer dizer. De fato, há diferentes miados e cada um tem um significado, como já explicamos em um de nossos artigos.

Ronrons

Isso sempre foi associado ao momento em que o gato está feliz ou à vontade, mas há um tipo de ronrom que surge quando eles estão com problemas, como por exemplo, quando se sentem doentes.

Se o seu bichano não ronroneia, fique tranquilo, nem todos fazem isso. Isso é importante para que você possa entender o seu gato.

Grunhir ou sussurrar

Eles fazem isso quando estão irritados. Por isso, não vá acreditando que por seu dono, você vai conseguir pegá-lo nos braços e acalmá-lo. Esqueça isso, pois se você tentar pegá-lo pelos braços quando ele estiver irritado, ele pode te morder. Lembre-se que os animais não têm o poder de controlar suas emoções.

2.- Linguagem corporal

Aborrecimento

Um gato aborrecido nem sempre vai grunhir. A sua linguagem corporal pode mostrar se o seu gato apresenta esse sentimento, por exemplo: pupilas dilatadas, pelo eriçado, olhar fixo.

Se ele estiver sentindo medo, as suas orelhas se virarão para trás e ele irá se encolher, como se quisesse se esconder entre o seu corpo.

Se roçar nas pessoas

Tem pessoas que se incomodam com isso, mas há uma razão para que os gatos façam isso. Esse comportamento mostra que eles gostam da pessoa e que querem criar uma conexão especial com elas.

O mesmo acontece quando eles agem assim com outros animais.

Amassar

Uma coisa que todos os gatos fazem, mas que poucos sabem o que significa. Quando eles eram bebês, amassavam a sua mamãe para que o leite fluísse das suas glândulas mamárias e, por isso, parece ser um movimento inerte que não podem evitar.

3.- Entenda o seu comportamento com outros gatos

Dominante ou dominado

Os gatos têm as suas próprias hierarquias e sempre haverá um dominante e um dominado. O dominante andará de forma rígida na direção do outro gato com as suas orelhas e cauda levantadas.

Se o seu gato é submisso, ele andará na direção do dominante olhando para o chão e com as orelhas e cauda abaixadas.

Gato novo

Antes de incluir um novo gato na família, você deverá se certificar muito bem de que seu gato o aceitará.

É possível que, a princípio, o gato grunha e sussurre aos poucos, pois é normal que ele veja o novo inquilino do lar como uma ameaça, mas, geralmente, esse é um comportamento que passará e logo eles se aceitarão um ao outro.

Laços gatunos

Apesar deles terem a fama de independentes, os gatos são seres carinhosos e que necessitam o amor e carinho dos outros, sejam elas pessoas ou felinos. Dessa forma, eles formam laços entre si que os unem e eles o demonstram, por exemplo, quando no momento da morte de um deles, através do miado amargo ou deixando de comer.

Os gatos adaptam seu comportamento

4.- Comportamento destrutivo

Muitas pessoas resistem em adotar um gato porque acham que eles destroem tudo com suas garras. Esse é um comportamento que pode ser remediado comprando um arranhador para que o gato fortaleça as suas garras.

Porém, quando um gato destrói, há algo por trás que talvez passe despercebido.

Uma das razões pode ser que seu gato esteja deprimido ou angustiado por causa de alguma coisa. Um psicólogo de animais pode ajudar você.

Talvez, sua forma de destruir seja urinando por toda a casa. Esse não é um comportamento comum nos gatos. Você limpa a sua caixa de areia diariamente? Isso é extremamente importante, já que a higiene é primordial para eles.

Esperamos ter ajudado você a entender melhor o seu gato e começar a amá-lo ainda mais, se possível.